Revista Ponto de Vista https://periodicos.ufv.br/RPV <p align="justify">A Revista Ponto de Vista&nbsp; (ISSN 1983-2656) surgiu como um espaço para a expressão daqueles, que não só veem a educação como um instrumento para o desenvolvimento do país, mas também a concebem como um processo contínuo de estudos, descobertas e criações que devem ser compartilhadas. Com uma periodicidade semestral, propõe-se preferencialmente subsidiar o trabalho, a formação e a atualização dos profissionais de ensino, promovendo a interlocução e a reflexão nas diversas áreas do saber. Esse é o compromisso da revista PONTO DE VISTA que convida educadores e ou outros profissionais de diferentes áreas e níveis de ensino, a enviarem para publicação, artigos, resenhas, relatos de experiências entre outros.</p> pt-BR <p align="justify"><strong>POLITICA DE ACESSO LIVRE</strong></p> <p align="justify">A revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o principio de disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público e proporcionar a democratização do conhecimento.</p> <p align="justify">A Revista se reserva o direito de efetuar nos originais alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores.</p> pontodevistacoluni@ufv.br (Prof. Dr. Leo Tiradentes) coluni@ufv.br (Suporte Técnico) Fri, 01 Mar 2024 10:56:58 -0300 OJS 3.3.0.13 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Investigação do desenvolvimento de habilidades hipotético-dedutivas por meio da manipulação de variáveis com alunos do curso de licenciatura em física do Centro de Estudos Superiores de Tefé-AM https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16964 <p>A formação de professores é orientada pelos Projetos Políticos Pedagógicos (PPC) dos cursos de graduação em licenciatura, no que diz respeito ao desenvolvimento de habilidades. Neste sentindo, investigamos o seguinte problema de pesquisa: Como as habilidades hipotético-dedutivas vem sendo desenvolvidas no processo ensino-aprendizagem no curso de licenciatura em física do Centro de Estudos Superiores de Tefé-CEST/AM? Com o intuito de solucionar esse problema científico, apresentamos a seguinte objetivo: verificar a existência de habilidades hipotético-dedutivas pelos acadêmicos do curso de licenciatura em física durante a investigação a partir da manipulação das variáveis comprimento e massa a frequência de oscilação de um pêndulo simples na construção do conhecimento científico. Para isso, verificaremos com alunos do curso de licenciatura em física, na modalidade presencial, de uma instituição de ensino superior pública do estado do Amazonas, quais são as habilidades hipotético-dedutivas que cada aluno da amostra apresentava, seja nas questões acadêmicas, pessoais e profissionais e, desta forma, aplicamos questionários para uma amostra de 15 alunos. A abordagem da pesquisa é qualitativa, sendo realizado, revisão de literatura e do projeto pedagógico de curso, bem como a transcrição e análise dos questionários. Com isso, buscamos contribuir para a avaliação da formação acadêmica e fornecer insights significativos para os futuros professores de Física.</p> Willian Miguel Pereira Ramos, Josefina Diosdada Barrera Kalhil Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16964 Tue, 05 Mar 2024 00:00:00 -0300 Fantasmas com alma – relatos de uma dona de casa sobre patriarcado e educação https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16267 <p>Este relato de experiência emergiu de um exercício de pesquisa etnográfica e suscitou reflexões sobre diferentes compreensões de mundo tendo como foco a educação, a cultura e a formação de subjetividades sob a égide da racionalidade capitalista. Para tanto conversamos com uma dona de casa, representante de um grupo tipificado como “inferior” frente à ideologia dominante e marcado pela desigualdade de gênero. Os relatos desvelam toda uma história circunscrita pelo patriarcado e pela colonialidade na qual, principalmente as mulheres pobres, que por opção ou imposição, vivem ocultas no trabalho doméstico.&nbsp; Entre os anúncios identificamos a urgência de lutar contra uma perspectiva hegemônica - em que o ser produtivo/a é visto como virtude e até mesmo imperativo moral – em busca do “ser mais”.</p> Vanessa Lemos de Toledo, Valéria Oliveira de Vasconcelos Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16267 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Relato de experiência no desenvolvimento de um editor virtual com teclado visográfico-numérico para a Escrita das Línguas de Sinais (ELiS) https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15715 <p class="western" style="line-height: 100%; margin-bottom: 0cm;" align="justify"><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: medium;"><span style="background: transparent;">Ainda que uma parcela significativa das publicações sobre a Língua Brasileira de Sinais (Libras) se refiram apenas à modalidade sinalizada (equivalente à fala nas línguas orais), as línguas de sinais também podem ser escritas. O presente relato trata de um dos sistemas que permitem a grafia dos sinais, a saber, a Escrita das Línguas de Sinais (ELiS) e do processo de desenvolvimento de um editor de textos virtual com teclado visográfico-numérico (Editor ELiS). O texto, de caráter interdisciplinar, está amparado na pesquisa bibliográfica e na metodologia ágil, esta última utilizada para desenvolver o Editor ELiS, cujos requisitos da aplicação não se dissociaram das etapas do projeto. Isso coadunou com o foco no produto e nas demandas de retorno rápido, bem como possibilitou testar/corrigir cada funcionalidade logo após desenvolvê-la. Ao final, pode-se observar que o uso do editor otimizou de modo significativo o tempo de digitação dos sinais escritos com o sistema ELiS, facilitou a transcrição de vídeos da modalidade sinalizada, contribuiu para produções em escrita de sinais, além de demonstrar a viabilidade e a importância do trabalho conjunto entre distintos campos do saber.</span></span></span></p> José Augusto Santos Moraes, Fabiane Ferreira da Silva Moraes Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15715 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Revisão de literatura: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16429 <p>Os mosquitos do gênero <em>Aedes aegypti</em> e <em>Aedes albopictus </em>são os protagonistas na difusão de arbovírus em todo o mundo. Dentre as arboviroses mais frequentes no Brasil, destacam-se Zika, Chikungunya, Febre Amarela e a mais notificada, Dengue. As campanhas desenvolvidas, principalmente por órgãos públicos, são focadas na erradicação do vetor, centralizando nas questões médicas e excluindo fatores políticos, sociais, econômicos e ambientais que favorecem o desencadeamento de surtos epidemiológicos. O ensino tem um papel fundamental na discussão dessas problemáticas dentro do ambiente escolar. A Educação para a Sustentabilidade&nbsp;possibilita que os discentes visualizem os problemas que rondam a sociedade a partir de uma abordagem holística. Com o intuito de contribuir com o ensino de arboviroses em aulas de ciências e biologia, esta pesquisa se propôs levantar como essa temática é trabalhada nas publicações da área de ensino de ciências. A metodologia da pesquisa é de natureza quali-quantitativa de caráter exploratório. Observamos um ensino direcionado às questões médicas da doença excluindo fatores socioambientais diretamente relacionados com a expansão dos surtos epidemiológicos, além disso, percebemos uma necessidade de formação continuada dos docentes, tendo em vista o nível de conhecimento insatisfatório, sobretudo para arboviroses recentemente notificadas no Brasil – Zika e Chikungunya.</p> <p>&nbsp;</p> Juliana Ribeiro dos Reis, Magnólia Fernandes Florêncio de Araújo Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16429 Fri, 08 Mar 2024 00:00:00 -0300 Práticas escolares na Escola Parque de Brasília nas colunas da jornalista Yvonne Jean (1962-1963) https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17510 <p>O artigo tem por objetivo analisar algumas práticas escolares da Escola Parque de Brasília conforme narradas nas colunas da jornalista Yvonne Jean no jornal <em>Correio Braziliense</em> entre os anos de 1962 e 1963. Metodologicamente, consultaram-se as edições do jornal disponíveis na Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional, com a busca pela palavra-chave: “Yvonne Jean”, recortando-se, para esse estudo, as informações relativas a três tipos de práticas escolares descritas pela jornalista: as práticas de leitura; as festas escolares e a educação artística. Sobre as práticas de leitura, foi possível apurar o modo como as professoras visavam desenvolver o hábito da leitura nos estudantes da Escola Parque, no que, segundo Yvonne Jean, estavam obtendo algum sucesso, dado à procura maciça de livros na Biblioteca da instituição por parte dos escolares, a reclamar, inclusive, um reforço do acervo colocado à disposição dos jovens leitores. Já sobre as festas escolares, observaram-se distintos usos dessas comemorações por parte da comunidade escolar: ora para despertar valores patrióticos e cívicos, como no caso das comemorações da Semana da Pátria, ora para dar visibilidade e propagandear entre a comunidade os resultados alcançados com o tipo de educação ministrado na Escola Parque de Brasília. No que toca às práticas de educação artística, apurou-se que estas, baseadas nos princípios de liberdade de expressão infantil, vinham resultando em criações e inovações nas culturas escolares da Escola Parque, ainda que nem sempre possa ter havido consenso sobre o que seria a liberdade de expressão e a arte moderna que esta devia produzir.</p> <p>&nbsp;</p> Juarez José Tuchinski dos Anjos Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17510 Wed, 06 Mar 2024 00:00:00 -0300 Reflexos da lei nº 13.415/2017 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16407 <p>A educação pública é um direito inalienável garantido pela Constituição Federal de 1988, e por não poder restringi-lo, o capitalismo vem transformando-a em uma mercadoria de grande valia, afinal, é na influência ideológica dos indivíduos que os grupos financeiros conseguem manter o controle social e comercial da sociedade, por essa razão reformas como a do ensino médio permitem definir o tipo de sociedade que se busca (re)criar. O objetivo deste trabalho é discutir os interesses que fundamentam as reformas educacionais e sobretudo apontar a quem interessa esse modelo mercantil de educação que reformulou o ensino médio brasileiro levando-o a padrões segmentados e profissionalizantes. Nossa hipótese é de que as orientações do Banco Mundial contribuem para a expansão da privatização da educação ao mesmo tempo que criam mecanismos para uma educação reprodutora e para a crítica do conhecimento.</p> Helante Amorim Nogueira , Gésica Mayara Souza Sobral, Marli Clementino Gonçalves Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16407 Fri, 05 Apr 2024 00:00:00 -0300 Abordagem sobre mecanismos reprodutivos e sexualidade em turmas de 8º ano do ensino fundamental em Uruguaiana/RS https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16234 <p>A educação se faz constituinte na formação do indivíduo e apresenta o tema Saúde, associando com situações do cotidiano. O objetivo desse estudo foi compreender a abordagem, os desafios e as possibilidades dos(as) professores(as) de Ciências do 8º ano do Ensino Fundamental sobre o desenvolvimento da temática Mecanismos Reprodutivos e Sexualidade. A pesquisa ocorreu com sete docentes de seis escolas situadas no município de Uruguaiana/RS. O instrumento de coleta de dados foi uma entrevista semiestruturada. Pode-se constatar a relevância da formação continuadanas disciplinas dos anos finais do ensino fundamental, dando subsídios aos docentes para a abordagem de Mecanismos Reprodutivos e Sexualidade em sala de aula.</p> Caroline Santos dos Santos, Betina Loitzenbauer da Rocha Moreira Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16234 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Construção de Ambiente Virtual de Aprendizagem Móvel para Formação Inicial de Professores de Matemática https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16101 <p>Este artigo versa sobre a educação móvel, como auxílio na formação inicial dos professores fortalecendo os espaços informais de aprendizagem com a utilização de um ambiente virtual de aprendizagem móvel (AVAM), em um curso de licenciatura em Matemática. Analisa como a educação móvel pode auxiliar a aprendizagem, utilizando o AVAM Moodle mobile em smartphone. A metodologia adotada envolve a pesquisa-intervenção, que se concentra na relação entre o pesquisador e o pesquisado em um processo de formação, na medida em que recorta o cotidiano em sua funcionalidade e que foi como local de pesquisa a Universidade Federal de Alagoas (UFAL). A abordagem é de cunho qualitativo, por buscar compreender aspectos dos sujeitos envolvidos, considerando as realidades construídas com a situação da pesquisa. Foram selecionados seis estudantes que cursaram o 7º período da licenciatura em Matemática da UFAL, possuíam dispositivos móveis próprios, tinham conhecimentos digitais para seu uso e demonstraram interesse em participar como voluntários na pesquisa. Os instrumentos de coleta de dados foram questionários abertos e fechados compostos de questões estruturadas e semiestruturadas. A análise dos dados foi realizada com base nas técnicas da análise de conteúdo. Os dados evidenciam que a aprendizagem móvel teve a capacidade de auxiliar a aprendizagem dos estudantes, utilizando-se dos espaços informais de aprendizagem, percebeu-se a importância de aprender na prática com as tecnologias móveis, sendo esta uma característica apontada como desafio na formação de professor. Defende-se uma discussão entre o espaço tradicional de aprendizagem como a escola e a universidade e os espaços informais, como a casa, uma fila de ônibus ou de banco.</p> Luis Paulo Leopoldo Mercado, Alex Melo da Silva Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16101 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 A psicometria moderna como viés para reflexões do ensino em Ciências da Natureza https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16627 <p>As avaliações em grandes escalas no contexto educacional têm como um dos principais objetivos investigar o desenvolvimento de habilidades e competências do estudante por meio de itens. O teste contínuo e consolidado na educação brasileira, empenhado em avaliar como estudantes concluintes do Ensino Médio, as mobilizam em situações-problema é o Exame Nacional do Ensino Médio. Porém, esta é uma prática pouco explorada por profissionais da educação. Desse modo, o presente artigo tem por objetivo apresentar informações que podem ser obtidas a partir dos atributos psicométricos de um item de Ciências da Natureza do referido Exame, aplicados no ano de 2017. Para tanto, utilizamos o método da triangulação para confrontar os dados da base de microdados referentes aos itens com sua respectiva análise pedagógica. Por fim, concluímos que a leitura pedagógica, a partir de dados psicométricos, sugere ao professor e ao gestor, suporte para reflexões sobre o ensino ao indicar a dificuldade dos estudantes, além de subsidiar apoio para pesquisas futuras que visem conhecer a aprendizagem em Química dos estudantes e assim, propor ações para melhorias no processo educacional.</p> Vinícius da Silva Carvalho, Andréia Francisco Afonso Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16627 Sat, 02 Mar 2024 00:00:00 -0300 Entre a universidade e a escola: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16472 <p>A inserção profissional é um rito de passagem entre a formação inicial e o exercício da profissão e tem sido objeto de investigação em diferentes países. Assim, o artigo sintetiza os resultados de uma investigação realizada em Portugal no âmbito de um estágio de pós-doutoramento cujo objetivo foi identificar como se configura a inserção profissional na carreira dos professores e quais as articulações com a formação inicial na perspectiva dos professores iniciantes. Caracteriza-se como pesquisa qualitativa, de campo, realizada a partir de narrativas biográficas com nove professores que atuam nos primeiros cinco anos de ingresso em instituições de ensino portuguesas públicas e privadas e a análise de dados tomou como referência Bardin (2002). Os resultados abordam o processo de formação inicial, as razões da escolha profissional, o relato sobre a trajetória de ingresso na carreira, as condições de trabalho encontradas e o apoio recebido no processo de inserção profissional, concluindo com a avaliação do curso de formação inicial em relação às exigências da profissão. As conclusões indicam relativo descontentamento em relação ao curso de formação inicial em face às exigências profissionais e as condições de trabalho encontradas, a satisfação em relação à escolha da profissão e a inexistência de programas formais de indução profissional que dificultam a sua inserção nas escolas. Os achados da pesquisa reafirmam a importância de diálogos entre os órgãos centrais de gestão, as instituições formadoras e as escolas, visando o enfrentamento dos desafios enfrentados pelos iniciantes, de modo a constituir o <em>espaço entre-dois </em>apontado na literatura.</p> Marilandi Maria Mascarello Vieira, Fernando Ilídio Ferreira Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16472 Fri, 08 Mar 2024 00:00:00 -0300 A relação público-privado na educação especial em Marabá-Pará https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15613 <p>Este estudo tem como objetivo problematizar a relação público-privado na educação especial, no contexto da reforma do Estado brasileiro, ao mesmo tempo, em que ressalta a configuração desta relação entre a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e o Poder Público, no município de Marabá, no Estado do Pará. Parte-se da premissa de que a educação especial apresenta avanços no campo da legislação e da política educacional, mas carece de maior apoio financeiro do Poder Público para ofertar um processo de escolarização com qualidade nas escolas públicas, no contraponto ao fortalecimento de instituições privadas. Como metodologia, utilizou-se a abordagem qualitativa em pesquisa educacional, com estudo de caso em Marabá (PA). Os dados foram coletados em fontes documentais, advindas principalmente de organismos internacionais, como a Organização das Nações Unidas, do Ministério da Educação e da Prefeitura Municipal de Marabá. Estudos teóricos subsidiaram o processo da pesquisa e análise das informações. Dentre os resultados, ressalta-se que, em Marabá, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais vem recebendo repasse de recursos públicos do Poder local para o desenvolvimento de suas atividades, configurando como relação público-privado, o que nos leva a problematizar a lógica da inclusão/exclusão relacionada ao apoio financeiro do Estado.</p> <p>&nbsp;</p> Mírian Rosa Pereira, Maria Edilene Santos Ribeiro Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15613 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Abrindo os olhos e desmascarando o racismo https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17471 <p>Este artigo relata as abordagens metodológicas e práticas empregadas na disciplina de <em>História e Cultura Afro-brasileira e Indígena</em>, oferecida nos Cursos de Licenciatura em Artes Visuais, Música e Teatro pela Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Especificamente, destaca o uso da análise de imagem e a aplicação dos níveis de compreensão estética de Rossi (2006) para sensibilizar alunas e alunos sobre a urgência de adotar uma pedagogia antirracista em sala de aula. Após seminários conduzidos pelos discentes, torna-se evidente a necessidade urgente de desenvolver habilidades de leitura que ultrapassem o simbolismo discursivo, capacitando a interpretação, crítica e desconstrução de narrativas pictóricas e audiovisuais com conotações racistas.</p> Luiz Daniel Lerro Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17471 Fri, 08 Mar 2024 00:00:00 -0300 Desafios e perspectivas da educação com o avanço da inteligência artificial. https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17265 <p><span style="font-weight: 400;">A Inteligência Artificial (IA) emergiu como uma força transformadora em diversas áreas, e seu potencial revolucionário na educação é cada vez mais evidente. A personalização do aprendizado, o aprimoramento da acessibilidade e a otimização do ensino são algumas das possibilidades oferecidas pela IA e, em específico, na educação. No entanto, enquanto as instituições de ensino e empresas de tecnologia rapidamente incorporam soluções de IA na sala de aula, uma questão crítica surge: a falta de compreensão abrangente de como a IA afeta os processos educacionais e os resultados dos estudantes. Essa lacuna na compreensão dos impactos na educação é um problema significativo, pois pode levar a decisões mal fundamentadas e potencialmente acentuar desigualdades. Portanto, é essencial analisar os avanços, desafios e oportunidades, considerando as implicações pedagógicas, éticas e sociais dessa transformação educacional. O objetivo da investigação é explorar a aplicação prática da IA na educação, incluindo assistentes virtuais de aprendizado, sistemas de recomendação de conteúdo e análise de desempenho estudantil, visando a personalização do ensino e o aumento do engajamento dos alunos. Esse estudo busca contribuir para decisões mais assertivas e éticas, melhorando a qualidade e acessibilidade da educação em um mundo cada vez mais digital.</span></p> Alicio Rodrigues Silva Neto Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17265 Tue, 05 Mar 2024 00:00:00 -0300 A operacionalização das noções bourdieusianas de habitus e campo na educação profissional e tecnológica https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16356 <p>Pierre Bourdieu concebia o sistema escolar como um ambiente de exaltação da democracia, mas que na prática, privilegiava os mais favorecidos e desfavorecia os mais necessitados, tornando a escola um espaço de reprodução e de conservação social. As suas noções de <em>habitus</em> e campo auxiliam os pesquisadores na investigação das desigualdades sociais e escolares e na construção de novos campos de pesquisa. O objetivo do artigo foi analisar como as noções de campo e de <em>habitus</em> poderiam ser operacionalizadas na educação profissional e tecnológica, estabelecendo o IF Sudeste MG como um campo de pesquisa bourdieusiano e os processos de escolha do estabelecimento de ensino e dos cursos técnicos como temáticas de distinção e de desigualdades sociais. Para isso, metodologicamente, adotou-se a revisão de literatura e a pesquisa documental. Concluiu-se que a noção operacionalizada de campo permitiu entender como as dez unidades do IF Sudeste MG, mesmo possuindo objetivos em comum, estabeleceram lutas e relações de dominação dentro da própria organização, visando atrair novos alunos para o seu estabelecimento de ensino e para os cursos ofertados. A noção operacionalizada de <em>habitus</em> para a escolha do estabelecimento demonstrou que a origem social do estudante irá direcionar as estratégias familiares para aquelas mais ou menos arriscadas de acordo com o <em>habitus </em>constituído e com os níveis de capitais acumulados e para a escolha dos cursos técnicos, estes não serão definidos a partir de todas as opções disponíveis no sistema educacional, mas sim orientada pelas condições do seu meio social de origem.</p> Itamar de Oliveira Corrêa Filho, Jairo Antônio da Paixão Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16356 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Agricultura familiar no contexto dos ODS e da sala de aula na disciplina Geografia https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17328 <p>O presente artigo é resultado de ações extensionistas desenvolvidas no decorrer da disciplina: “Atividade Integradora de Extensão em Geografia III”, no curso de Licenciatura em Geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), campus Natal. A partir de uma abordagem teórico-prática, apresenta-se a importância da agricultura familiar no contexto dos Objetivos de Desenvolvimentos Sustentável (ODS) e da sala de aula no componente curricular Geografia. De cunho exploratório, esta pesquisa foi desenvolvida no Centro Educacional Rural Alfredo Mesquita Filho, localizada no município de Macaíba-RN. Nesse sentido, este artigo objetiva socializar e discutir resultados de ações extensionistas realizadas no referido Centro Educacional. O percurso metodológico envolveu três etapas, a saber: i) aula expositiva e dialogada; ii) exposição de alimentos provenientes da agricultura familiar; iii) aplicação de um jogo da memória. Os resultados evidenciam que é viável realizar pesquisas e ações de extensão no contexto escolar, construindo conhecimentos de forma lúdica. Portanto, as ações pedagógicas realizadas foram bem-sucedidas, sendo possível problematizar a realidade local frente aos ODS, reforçando a conscientização ambiental entre os estudantes, com destaque para uma agricultura sustentável.</p> <p>&nbsp;</p> Iago Jos´´e Cabral Maciel, Jonatha Max Gomes Silveira, José Mateus da Silva, Nelson Luiz Couto do Vale Júnior, Carlos de Oliveira Bispo Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17328 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Engenharia de Saúde e Segurança: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16653 <p>A ausência de estudos científicos a respeito da graduação de Engenharia de Saúde e Segurança e suas contribuições para a melhoria da relação saúde e trabalho, foram dois fatores que incentivaram a realização desta pesquisa. Associado a isso, tem-se o quadro alarmante das condições de saúde e segurança do/no trabalho, os elevados índices de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, a deficiência das medidas de proteção tradicionais em controlar os disfuncionamentos dos processos, que revelam a necessidade de investimento na formação de um(a) profissional mais engajado(a) nas mazelas sociais, a fim de revertê-las. O objetivo do presente estudo, do tipo qualitativo, foi descrever a história da Engenharia de Saúde e Segurança, a partir do relato de 17 profissionais envolvidos(as) no processo. Os resultados revelaram que novas abordagens na área de segurança do trabalho emergem da necessidade de avançar em questões recorrentes de contextos de agressão à saúde do(a) trabalhador(a), bem como por parte da iniciativa de profissionais engajados na problemática e resolutividade das adversidades oriundas da complexidade do entendimento da saúde e segurança do/no trabalho. <strong>&nbsp;</strong></p> Maristela Oliveira de Jesus, Luiz Felipe Silva, Davidson Passos Mendes, Geraldo Fabiano de Souza Moraes Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16653 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Instrumentos de avaliação da escrita utilizados no contexto brasileiro: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15854 <p>Saber ler e escrever, bem como utilizar estas habilidades no dia a dia, em nossa sociedade, é uma necessidade inquestionável, pois ambas são amplamente utilizadas para os mais variados fins, independentemente da idade do indivíduo. Objetivamos conhecer quais os instrumentos de avaliação da escrita foram utilizados nas produções nacionais nos últimos anos. Como metodologia recorremos à revisão integrativa, pois inclui a análise de pesquisas relevantes que dão suporte para a tomada de decisão. O protocolo incluiu a escolha de bases de dados para realizar a busca; seleção de palavras-chave e critérios de elegibilidade para os estudos encontrados no recorte temporal de 2015 a 2021. Os resultados indicaram 383 estudos sobre o tema, dos quais destacamos 10 estudos relevantes considerando a clareza e o detalhamento das informações acerca da metodologia e instrumentos utilizados. Verificamos o declínio no quantitativo de pesquisas relacionadas à temática de leitura e escrita nos últimos 7 anos e a variedade de instrumentos disponíveis para tal fim, apesar da preferência da maioria dos pesquisadores em utilizar o Teste de Desempenho Escolar (TDE).</p> Samia Darcila Barros Maia, Keegan Bezerra Ponce, Cleverton José Farias de Souza, Andrea Michele Freudenheim, Alessandro Teodoro Bruzi, Lúcio Fernandes Ferreira Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15854 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Percursos, vivências e perspectivas de futuro: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15897 <p>Os estudos sobre processos de inserção e permanência de alunos cotistas em cursos de formação profissional tem sido tema de interesse na área educacional. O objetivo desse estudo foi analisar os percursos formativos e as vivencias, as condições de permanência e as perceptivas de futuro dos estudantes beneficiados pela assistência estudantil de cursos técnicos do IF Sudeste MG, Campus de Muriaé. Os procedimentos metodológicos foram a análise de documentos e a realização de entrevistas com cinco estudantes. Os dados foram organizados e tratados conforme a técnica de análise de conteúdo. Os resultados indicaram que os estudantes integram famílias pertencentes às camadas populares, com poucos recursos financeiros e baixa escolaridade. Ao longo dos percursos e vivências nos cursos, os estudantes se adaptaram ao novo contexto e transformaram o habitus. A concessão de apoio financeiro foi destacada como fundamental para a permanência dos estudantes nos cursos. A experiência vivenciada no IF consolidou o lugar central que a educação tem para esses estudantes, fulcral para os destinos sociais almejados, que inclui cursar a educação superior.</p> Jairo Antônio Paixão, Alexandre Lopes Rodrigues, Wânia Maria Guimarães Lacerda Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15897 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Religião e emoção “em rede”: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16595 <p>O presente artigo objetiva descrever e analisar as estratégias de patemização presentes em correntes religiosas de fiéis da igreja católica romana, propagadas via WhatsApp. O corpus foi constituído a partir de cinco mensagens escritas encaminhadas ao smartphone de um dos pesquisadores através da rede social em questão. Esta pesquisa apoia-se no referencial teórico-metodológico da Teoria Semiolinguística do Discurso (CHARAUDEAU, 2012) em consonância com os estudos acerca do conceito de patemização defendido pela teoria e nos pressupostos em estudos sobre as Redes Sociais (AGUIAR, 2010; BARBOSA, 2016). Após a análise dos dados foi possível concluir que a patemização presente nas correntes religiosas em questão era usada como estratégia de captação de fiéis, com o intuito de mantê-los engajados nos processos discursivos e religiosos que fundamentam a doutrina católica.</p> Vagner Peron, Monica Santos de Souza Melo Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16595 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Seguindo exergames em uma sequência didática: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16406 <p>A temática deste artigo compreende a incorporação pedagógica de <em>exergames</em> em uma sequência didática do componente curricular de Educação Física escolar (EF) de um professor em turmas de primeiro ano do Ensino Médio de uma escola pública de ensino técnico e profissionalizante brasileira. O foco investigativo foi direcionado às afetações produzidas pelo <em>exergame</em> na prática docente e, a partir disso, o objetivo do estudo foi mapear a realidade pedagógica instaurada no contexto socioeducacional que enredou a investigação. Metodologicamente, a pesquisa seguiu o paradigma qualitativo e contou com orientação teórica-metodológica de elementos da Teoria Ator-Rede para analisar Árvores de Similitude geradas pelo <em>software</em> <em>IraMuTeQ</em>. Foi possível constatar potencialidades e limitações da incorporação pedagógica planejada de tecnologias digitais a partir de múltiplos agenciamentos entre humanos e não humanos na composição da realidade observada. Conclui-se que a incorporação de <em>exergames</em> pelo professor em sua prática de ensino provocou uma revisão pessoal do docente em termos de agir-refletir-agir pedagogicamente, levando o mesmo a observar suas aulas, expandir os recursos materiais para didatizar conteúdos, vencer desafios que colocava seu planejamento em risco e promover ações de ensino com protagonismo e dedicação.</p> Marcio Roberto de Lima, Pedro Tadeu de Castro Ribeiro Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16406 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Teoria da complexidade: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16448 <p>Este artigo aborda a teoria da complexidade de Edgar Morin no contexto do trabalho pedagógico em turmas multisseriadas. A pesquisa resulta das reflexões embasadas em leituras e discussões sobre essa teoria, conecta-se essa abordagem à prática pedagógica da autora, uma professora em turmas multisseriadas e mestranda no Programa de Pós-Graduação <em>Stricto-Sensu</em> em Gestão, Educação e Tecnologia - PPGET na Universidade Estadual de Goiás – UEG. O problema abordado é repensar o trabalho nas turmas multisseriadas a partir da teoria da complexidade, com o objetivo de apresentar como a teoria da complexidade pode contribuir no repensar o trabalho pedagógico em turmas multisseriadas. Para tanto, utiliza-se como procedimento de pesquisa revisões bibliográficas, de cunho qualitativo com abordagens nos estudos de Morin (2005 e2007), Parente (2014), Hage (2011 e 2014), Ferreira (2019) entre outras que conversam com a temática, fazendo uma reflexão sobre a relação da teoria da complexidade e as turmas multisseriadas. A pesquisa traz reflexões sobre o trabalho em turmas multisseriadas, sob a perspectiva do pensamento complexo. Sugere repensar a prática pedagógica considerando as partes individuais e o coletivo, destacando que o conjunto é formado pelas partes, assim como a composição das turmas multisseriadas.</p> Eliane de Jesus Araujo , Jorge Manoel Adão Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16448 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Um encontro com a pesquisa da área de ciências humanas fomentada pela FAPERGS no Instituto Federal do Rio Grande do Sul https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16160 <p>O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), que integra a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, tem a finalidade de promover a educação profissional e tecnológica (EPT) como processo educativo e investigativo, fomentando e desenvolvendo a pesquisa aplicada, a inovação e o desenvolvimento científico e tecnológico, oferecendo a EPT como processo educativo e investigativo, em todos os seus níveis, modalidades e formas. Nesta direção, este estudo tem a finalidade de conhecer e destacar indicadores do contexto da produção das pesquisas da área de ciências humanas no IFRS, realizada com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs). Trata-se de pesquisa exploratória e descritiva, acompanhada por abordagem qualitativa sendo produzida por meio de pesquisa bibliográfica e análise de documentos. Os dados foram recolhidos de 38 projetos e 25 relatórios de pesquisa que foram submetidos em editais dos Programas Institucionais de Bolsas da Fapergs, entre os anos 2017 e 2021. Como organização, o trabalho apresenta a introdução e o percurso metodológico, aborda sobre a produção do conhecimento no IFRS tendo a Fapergs como agência de fomento, mostra uma radiografia e indicadores do desenvolvimento de pesquisas na área de ciências humanas fomentada pela Fapergs no IFRS, e finaliza com as considerações finais. Esses pontos indicam que a Fapergs vem promovendo o desenvolvimento científico na área de ciências humanas, disponibilizando bolsas de estudo e outras iniciativas que estimulam a produção científica desta área do conhecimento.</p> Josimar de Aparecido Vieira, Amanda Regina Leite, Marilandi Maria Mascarello Vieira, Ricardo Batista Job Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16160 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Uma proposta de um medidor de condutância baseada em diodos emissores de luz (LEDs) para uma abordagem didática de soluções https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15859 <p>De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN), o ensino deve ser pautado em uma abordagem interdisciplinar que busque uma conexão com as vivências diárias do aluno. A experimentação quando bem explorada pode-se mostrar como uma importante ferramenta no processo de ensino-aprendizagem, pois proporciona um maior envolvimento dos alunos com a disciplina e o desenvolvimento de diversas habilidades por parte dos mesmos. Neste trabalho construiu-se um instrumento de medição de condutância (condutivímetro), utilizando como sinalizador de intensidade LEDs, aplicado a soluções aquosas. A construção do condutivímetro mostrou-se simples e também de baixo custo, sendo este em torno de quatorze reais. Essas características o enquadraram como um material alternativo e o torna uma alternativa muito grande para a experimentação em escolas que não disponibiliza de grandes recursos e laboratórios. O condutivímetro mostrou-se ser bem compacto podendo ser transportado e guardado com facilidade. A calibração do aparelho para encontrar os valores dos resistores foi realizada com soluções de ácido clorídrico nas concentrações de 1,0; 0,10; 0,01; 0,001 e 0,0001 mol L<sup>-1</sup>, obtendo valores de 3,3; 2,8; 2,2; 1,8 e 1 k?. respectivamente. Foram construídas duas propostas de aula para aplicação do aparelho, uma envolvendo diferenciações entre soluções iônicas e covalentes e a outra o grau de ionização de ácidos fracos. Sendo assim, o aparelho construído constitui-se uma excelente ferramenta para o ensino do assunto soluções aquosas na disciplina de Química no Ensino Médio, permitindo uma abordagem do conteúdo de forma simples, rápida e investigativa, com pequeno consumo de reagentes.</p> ULISSES FERNANDO OLIVEIRA, Efraim Lázaro Reis Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15859 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Um experimento em crítica literária por Clive Staples Lewis https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17268 <p>A resenha apresenta a tradução do livro Um Experimento em Crítica Literária de C.S. Lewis feita por Carlos Caldas.&nbsp; A obra propõe uma abordagem inovadora para a crítica literária, focalizando não os livros, mas os leitores e suas experiências de leitura. O autor explora a distinção entre "os muitos" (não literatos) e "os poucos" (literatos) e analisa como diferentes tipos de leitores abordam a literatura. Ele argumenta que a verdadeira apreciação da literatura vai além da mera distração e busca o crescimento do ser, permitindo que os leitores vejam, imaginem e sintam de maneiras diferentes. O livro aborda questões sobre o valor da literatura e seu impacto na vida dos leitores. A resenha também destaca as estratégias de tradução do inglês para o português.</p> Talita Ferreira de Souza Brito Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17268 Wed, 06 Mar 2024 00:00:00 -0300 Cinema ruandês https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17228 <p>Resenha do filme Nossa Senhora do Nilo, Atiq Rahimi e Scholastique Mukasonga.&nbsp;</p> Vanessa Cardoso Cezário Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17228 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Entre o abstrato e o tangível, anacárdio e epitrocóide https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16084 <p>A poesia, ou texto lírico, é uma das sete artes tradicionais, pela qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos ou críticos, ou seja, ela retrata uma mensagem. Ademais, ela permite explorar temas diversos, expressar sentimentos profundos, refletir sobre questões sociais, filosóficas e pessoais, e criar imagens vívidas e impactantes na mente do leitor.</p> <p>Assim, a poesia desempenha um papel fundamental na cultura e na arte, sendo uma forma de expressão que vai além do simples uso da linguagem cotidiana, abrindo espaço para a imaginação, a reflexão, a memória, a denúncia política, a justiça social&nbsp; e a conexão emocional e catalisadora com o leitor.</p> Marcelo Calderari miguel Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16084 Sun, 03 Mar 2024 00:00:00 -0300 Apaixonante resistência literária, reality show da escrita https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16419 <p>"Resistência Literária: O Reality Show dos Escritores Apaixonados" é uma poesia que capta a preocupação com a comercialização da literatura e a importância de manter a autenticidade artística. Ao mesmo tempo em que critica a influência do mercado na arte, o poema celebra a resiliência dos escritores que continuam a valorizar a literatura como uma forma de expressão genuína e profunda. A mensagem expressa resistência e perseverança diante das pressões comerciais&nbsp; e outras formas de maior complexidade denominada de práticas predatórias.</p> Marcelo Calderari Miguel Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16419 Tue, 05 Mar 2024 00:00:00 -0300 Era uma vez... histórias que não são mais contadas https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/18340 <p>O presente texto é fruto de um relato feito por minha avó, que com um olhar firme no horizonte e uma certa nostalgia causada pelas lembranças de outrora, costumava me contar todo tipo de hisória. Eram causos de assombração, caçadas, ouro enterrado, gente que virava toco, bichos encantados e muitas outras livusias. Tinha também histórias hilárias, ouvi-las era como fazer cócegas na gente. Histórias que ela ouvira de seus pais e avós e relatos de situações que ela mesma vivera. Era uma vez... histórias que não são mais contadas, apresenta a história de Dona Maria Oicin, uma sábia senhorinha gaga, que não sabia ler, tampouco escrever, mas de muito curiosa que era, desenvolveu uma interessante estratégia para contar os dias da semana. Esta é a &nbsp;história do toucinho, do gato que roubava o “oicin" e da teima de Dona Maria sobre o dia da feira na cidade de Ibiassucê.</p> Cleidiana Brito da Silva Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/18340 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Res publica https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17442 <p>Poema.</p> Denilson de Cássio Silva Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/17442 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Montoeiras de fantasia e vindouros, inspirados por Lobato https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16468 <p>A história ressalta a importância da educação, da literatura e do conhecimento na construção de uma sociedade justa e equitativa. Ela destaca como a leitura não apenas enriquece a mente individual, mas também alimenta o crescimento coletivo de uma nação. Ao explorar a ligação entre uma antiga imagem de celebração na biblioteca, a citação de Monteiro Lobato e a missão dos bibliotecários, a moral da história emerge: a transformação de uma nação acontece não apenas por meio de infraestruturas físicas, mas pela disseminação do conhecimento, pela inspiração proporcionada pelos livros e pela valorização da educação como a raiz do desenvolvimento social. A conexão entre a fotografia, a citação de Monteiro Lobato e a missão da biblioteca como refúgio para sonhadores e guardiões do conhecimento é explorada, destacando o papel transformador da leitura. A crônica culmina em uma reflexão sobre como a nação se constrói não apenas com estruturas físicas, mas com mentes e corações educados, encerrando com a noção de que a leitura é a chave para moldar um país ressoante de justiça, respeito e igualdade.</p> Marcelo Calderari Miguel, Sandra Maria Souza de Carvalho Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16468 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Análise espaço-temporal da modificação da linha de costa do município de Aquiraz-CE https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15988 <p>A Planície Costeira é um ambiente extremamente dinâmico com formações geológicas recentes. Esta configuração geomorfológica é bastante suscetível às influências de processos costeiros naturais e de fatores antrópicos que alteram o balanço sedimentar, provocando de forma direta ou indireta, processos erosivos e deposicionais que causam diversas consequências socioambientais e econômicas. Após os anos 1970 no município de Aquiraz/CE, o veraneio, associado à ocupação desordenada dos ambientes de zona de praia, pós-praia, campo de dunas e na ponta rochosa da Praia do Iguape acarretou em problemas na morfodinâmica da área, principalmente em razão da erosão costeira. Esta pesquisa tem o objetivo principal de analisar a evolução espaço-temporal dos componentes de praia e pós-praia do município de Aquiraz entre os anos de 2015 e 2022, através de técnicas de geoprocessamento e produtos de sensoriamento remoto. Foram utilizados produtos de sensores remotos da família Planet para os anos de 2015 a 2022. Após esta etapa, as imagens foram tratadas no <em>software</em>&nbsp;<em>ArcGIS</em>&nbsp;10.5 e, posteriormente, foi utilizada a extensão <em>Digital Shoreline Analysis System</em>&nbsp;(<em>DSAS</em>), desenvolvida pelo <em>United States Geological Survey</em>&nbsp;(<em>USGS</em>), com o intuito de realizar análises quantitativas dos níveis de erosão e deposição na área escolhida, sendo necessário para isso estabelecer a linha de costa do local nos recortes temporais estabelecidos. A partir dos elementos encontrados, foi constatado que cerca de 59% da área estudada encontra-se em algum estágio de erosão.</p> Rodrigo de Souza Paula, Carlos Henrique Sopchaki Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15988 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Educação e diversidade étnico-cultural no Brasil e no Peru: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16720 <p>O Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) utiliza questionários para contextualizar os resultados de suas avaliações desde sua primeira edição. Em 2018, o Pisa incluiu itens voltados para a relação entre a prática pedagógica e a diversidade étnico-cultural presente nos países participantes. Embora essa temática já fosse pautada pela legislação brasileira e peruana desde a promulgação de suas constituições, a literatura acadêmica em ambos os países ainda apresenta uma lacuna de estudos que buscam analisar seus impactos e desafios no cenário educacional. Uma pesquisa foi conduzida com o objetivo de analisar como os professores em escolas públicas do Brasil e do Peru entendem a prática pedagógica em salas de aula multicultural e diversificada. A pesquisa se baseou na Pedagogia Culturalmente Responsiva, introduzida por Geneva Gay, e analisou as respostas dos professores a itens relacionados à diversidade étnico-cultural no questionário do Pisa 2018. Os resultados indicaram uma convergência de opiniões entre os professores de ambos os países, com uma ligeira inclinação positiva por parte dos professores peruanos. No entanto, houve uma notável variação nas respostas, sugerindo lacunas na abordagem e formação relacionadas ao tema. Isso destacou a necessidade de políticas curriculares que abordem a diversidade étnico-cultural de maneira mais eficaz. Em conclusão, a pesquisa enfatizou a importância da análise das políticas de formação de professores e da eficácia das práticas pedagógicas em relação à diversidade cultural e étnica. Reconhecer e atender às necessidades dos diversos grupos socioculturais em cada país é fundamental para promover uma educação mais inclusiva e equitativa.</p> Zíbia da Silva Amaro, Denilson Junio Marques Soares, Wagner dos Santos Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16720 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Estratégias de endereçamento para a divulgação de uma horta escolar em uma situação de distanciamento social https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16091 <p>O artigo tem como objetivo identificar as estratégias de endereçamento e os significados preferenciais estabelecidos pelos alunos/produtores de vídeos no âmbito de uma horta escolar midiatizada. A partir de uma oficina de formação sobre produção audiovisual, foram elaborados seis vídeos pelos participantes do projeto, para fins de divulgação científica através do <em>Instagram</em>. As principais ferramentas utilizadas para produção e divulgação dos vídeos foram os <em>Reels </em>e o IGTV. A metodologia utilizada o estudo foi a análise fílmica francesa. Constata-se que os alunos/produtores fizeram uso de estratégias de endereçamento, por meio do uso de recursos como músicas, narração, fotos, desenhos entre outros, como uma tentativa de melhor interagir com os hábitos culturais da audiência pressuposta. Observamos que em todos os vídeos existe uma preocupação em se dirigir a uma parcela da população a qual se acredita ter interesse por plantas alimentícias e/ou cozinhar. Por fim, percebe-se que os vídeos buscaram atingir relevância social, pois enfatizaram a educação alimentar e nutricional como elemento fundamental para a promoção da saúde humana.</p> <p> </p> Ana Júlia Salim, Luciana Ferrari Espíndola Cabral, Luiz Rezende Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16091 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300 Editorial Vol. 13, n.1 - 2024 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/18376 Flavia Monteiro, Leomar Tiradentes Copyright (c) 2024 Revista Ponto de Vista https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/18376 Fri, 01 Mar 2024 00:00:00 -0300