https://periodicos.ufv.br/elo/issue/feed Revista ELO – Diálogos em Extensão 2020-11-20T14:21:21-02:00 Elo elo@ufv.br Open Journal Systems <p class="western" align="justify"><span style="font-size: medium;">Revista Elo – Diálogos em Extensão – </span><strong style="font-size: medium;">ISSN 2317 5451</strong></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-size: medium;">A Revista ELO – Diálogos em Extensão é uma publicação mantida pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal de Viçosa. Lançada em novembro de 2010, a revista é voltada principalmente para a divulgação de artigos científicos relativos à extensão universitária desenvolvidos no Brasil e em outros países. A revista prevê as seções de artigos, relatos de experiência, resenha e a divulgação de programas de extensão.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-size: medium;">A Revista ELO – Diálogos em Extensão recebe trabalhos relacionados às seguintes áreas temáticas da extensão universitária: Agroecologia, Associativismo, Cooperativismo, Comunicação, Cultura, Direitos Humanos, Educação, Gênero, Meio Ambiente, Políticas Públicas, Ruralidade, Saúde, Segurança Alimentar, Tecnologia, Teorias e Metodologias em Extensão, Trabalho, Territoriedade.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-size: medium;">O periódico atualmente adota o formato online, primando pela regularidade, qualidade e agilidade no processo de avaliação dos trabalhos submetidos, buscando, assim, alcançar os melhores resultados junto aos órgãos indexadores, mas a Revista ELO – Diálogos em Extensão já está indexada ao: DOAJ, Latindex,&nbsp;</span><span style="font-size: medium;">Google Acadêmico, Sumários, LivRe, .periodicos., Miar, EuroPub.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-size: medium;">A Revista ELO – Diálogos em Extensão é uma publicação eletrônica de periodicidade semestral e utiliza o Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas (OJS/SEER), recebendo trabalhos em fluxo contínuo.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-size: medium;">Os interessados devem submeter trabalhos e o acompanhar o trâmite para publicação pelo site www.elo.ufv.br.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-size: medium;">Todos os trabalhos enviados para apreciação deverão enquadrar-se na formatação exigida no espaço “SUBMISSÕES ONLINE”, sob pena de não serem analisados quanto ao mérito e conteúdo.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-size: medium;">Os artigos devem ser submetidos em português, espanhol ou inglês.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-size: medium;">Os Editores reservam o direito de garantir um intervalo de duas edições entre duas publicações de um mesmo autor e/ou de um mesmo grupo de trabalho, projeto ou programa de extensão.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-size: medium;">Este periódico não faz nenhuma restrição à titulação acadêmica mínima para submissão de trabalhos e a avaliação é feita com base no sistema de análise “cega” por pares.</span></p> https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/11017 Identificação de problemas ambientais na ótica dos estudantes do ensino Fundamental e Médio de Rio Paranaíba-MG 2020-11-09T12:39:19-02:00 Jessyca LOZASSO jessycalozasso@gmail.com Jaqueline dias PEREIRA jaqueline.dias@ufv.br André Henrique de OLIVEIRA andreoliveira.ufv@gmail.com Kamila Soares SILVA soareskaka9@gmail.com Rosimila Soares SILVA rosimila.soares@ufv.br Rafael Antônio de SOUZA rafaelsouzabd25@gmail.com <p><em>O conhecimento dos problemas ambientais é importante para a discussão e tomada de atitudes sobre a conservação do meio ambiente. Rio Paranaíba é marcado pela intensa produção agrícola e poucos programas de incentivo a conservação ambiental. Objetivou-se verificar a identificação dos problemas ambientais na ótica dos estudantes do Ensino Fundamental e Médio, conscientizá-los sobre esta problemática, bem como, destacar a importância dos diferentes biomas e sua conservação. Foram aplicadas metodologias específicas às faixas etárias envolvendo questionários, vídeos, palestras e atividades lúdicas em três escolas do município. Os estudantes do Ensino Fundamental I apresentaram uma visão do meio ambiente globalizado. Já os estudantes do Ensino Fundamental II e Médio apresentaram uma visão "naturalista" do meio ambiente, não associando natureza e sociedade. Estudantes e professores demostraram que muitos dos temas tratados durante as atividades foram novidades para eles.</em></p> 2020-12-04T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/11177 A história de 35 anos do Programa de Educação Tutorial – Biologia na Universidade Federal de Viçosa 2020-10-27T13:14:07-03:00 Mara Garcia TAVARES mtavares@ufv.br Lucio Antonio de Oliveira CAMPOS lcampos@ufv.br Julia Martins de ANDRADE juliamartinsand@gmail.com <p class="western"><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: small;"><em>O Programa de Educação Tutorial foi criado em 1979 com o objetivo de elevar a qualificação dos estudantes de cursos superiores, nas diversas áreas do conhecimento. O PET Biologia da Universidade Federal de Viçosa, em particular, foi implementado em março de 1985 e o objetivo deste artigo é resgatar o processo de criação do mesmo e contar um pouco de sua história, ressaltando as atividades desenvolvidas pelo grupo em diferentes momentos da sua trajetória e, as contribuições do Programa para a formação de seus participantes. A análise realizada evidenciou que a metodologia adotada no Programa propiciou oportunidades para que novos conhecimentos fossem adquiridos ao longo do tempo de permanência dos bolsistas no Programa, enriquecendo sua formação geral, melhorando sua capacidade de trabalhar em equipe e de resolver problemas, aumentando sua criatividade e despertando novos interesses. O Programa, portanto, contribui para a formação acadêmica global dos discentes do Curso.</em></span></span></p> 2020-11-25T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/1283 Os símbolos das linguagens artísticas do congado de Paula Cândido 2020-09-15T16:54:18-03:00 Vanessa LANA vanessalana@ufv.br Lorena Oliveira VIEIRA lorenahist2014@gmail.com Flaviane LEITE flavianeleite@ufv.br <p>A proposta deste artigo é apresentar e discutir os resultados do projeto de pesquisa intitulado "Os símbolos das linguagens artísticas do congado de Paula Cândido", realizado por meio do Programa Institucional de Bolsas de Cultura e Arte Universitária - Procultura, da Universidade Federal de Viçosa. O projeto analisou, através de pesquisa documental, observação participante e realização de entrevistas, os simbolismos e rituais do congado na Festa de Nossa Senhora do Rosário, buscando perceber as linguagens artísticas da celebração, o envolvimento e significados para a comunidade local. Como resultado do projeto, foi elaborada e distribuída uma cartilha, como atividade extensionista, discutindo cultura, congado e tradições.</p> 2020-09-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/1306 Viabilidade de implementação do e-commerce em uma cooperativa de biojoias 2020-09-16T08:21:37-03:00 Marcia Thiely de MACEDO marciathiely@gmail.com Clarete De ITOZ clarete@mail.uft.edu.br Kléber Abreu SOUSA kleberabreu@mail.uft.edu.br <p>O presente artigo tem como objetivo avaliar a viabilidade de implementação do <em>e-commerce</em>, em uma cooperativa de produção de biojoias, que fica na cidade de Xambioá, no Tocantins. O modelo de viabilidade utilizado é o de <em>marketing internet bullseye</em>, que é composto por trinta fatores que podem ser usados para prever o sucesso potencial de vendas via internet de um produto ou serviço em particular. No texto, conceitua-se o mercado de biojoias; a contratação eletrônica de produtos e serviços; o <em>e-commerce</em>, seus benefícios, práticas e procedimentos; e, a estratégia no comércio eletrônico pelo modelo <em>marketing internet bullseye</em>. O estudo de caso como metodologia, de caráter qualitativo e descritivo, permitiu observar o cenário atual da cooperativa para análise de dados na construção da pesquisa. Os resultados apontaram a probabilidade de 78% (setenta e oito por cento) de sucesso no comércio eletrônico, mas permitiram, também, conhecer a realidade da formação profissional dos cooperados. Durante o levantamento, foi constatada a necessidade de ofertar curso de formação aos cooperados, para atender procedimentos básicos do comércio eletrônico, que é o manuseio de computadores.</p> 2020-09-16T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/1320 Alimentação segura em creche filantrópica no município de Viçosa – MG 2020-09-15T16:55:53-03:00 Regina Célia MIRANDA MILAGRES reginamilagres@ufv.br Maria Gott Abreu CUNHA gottmaria@gmail.com Jessilene de Freitas LOPES jessilenelopes3@gmail.com Júlia Rodrigues OLIVEIRA jessilenelopes3@gmail.com Eliana Carla Gomes SOUZA egomesdesouza@yahoo.com.br Ceres Mattos DELLA LUCIA ceresnut@yahoo.com.br <p style="margin-bottom: 0cm; line-height: 178%;" align="justify"><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: small;">Pré-escolares carecem de maior atenção no controle higiênico, considerando a vulnerabilidade do seu sistema imunológico. O objetivo deste trabalho foi adequar o serviço de alimentação de uma creche filantrópica de Viçosa (MG) às Boas Práticas de Fabricação (BPF). Foram realizadas as atividades: aplicação de Listas de Verificação</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman, serif;">das BPF antes e após intervenções; implementação de plano de ação para melhorias estruturais; oficinas sobre higiene; elaboração de Manual de Boas Práticas (MBP) e Procedimentos Operacionais Padronizados (POP). Após as intervenções houve melhorias expressivas nas BPF com aumento de quase 20% de atendimento aos itens da legislação identificados nas listas de verificação. Medidas corretivas estruturais, capacitações, acesso ao MBP e aos POP propiciaram melhorias nas práticas de higiene dos manipuladores. Conclui-se que as ações do projeto tornaram possível adequar a instituição às BPF, comprovado pela melhoria na classificação da creche nas listas de verificação.</span></span></p> 2020-09-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/8176 Estudo das características da produção, comercialização e qualidade de produtos derivados de jabuticaba no município de Sabará-Minas Gerais, Brasil. 2020-09-15T14:31:02-03:00 Nathália Andrade NEVES andradeneves.nathalia@gmail.com Luiza Aparecida Carneiro FERNANDES luizacf93@gmail.com Maria Emilia Rodrigues VALENTE millaeal2003@yahoo.com.br Frederico Augusto Ribeiro de BARROS fredbarros83@gmail.com Paulo César STRINGHETA p.stringheta@ufv.br <p>Produtores&nbsp; de&nbsp; Derivados&nbsp; de&nbsp; Jabuticaba&nbsp; de&nbsp; Sabará&nbsp; (ASPRODEJAS),&nbsp; a&nbsp; qual&nbsp; os&nbsp; membros&nbsp; produzem&nbsp; e comercializam&nbsp; diversas&nbsp; iguarias&nbsp; a&nbsp; partir&nbsp; da&nbsp; fruta.&nbsp; Objetivando conhecer as&nbsp; características&nbsp; de&nbsp; produção, comercialização e o potencial do município para a obtenção de um registro de indicação geográfica (IG), foram aplicados questionários às produtoras e coletadas amostras de geleias e licores para análise da qualidade. Os resultados mostraram uma produção de caráter artesanal e comercialização informal. Alguns dos produtos analisados apresentaram-se fora dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação e apresentaram falta de padronização na forma&nbsp; de&nbsp; produção. Os resultados obtidos&nbsp; permitiram&nbsp; concluir&nbsp; que&nbsp; o&nbsp; registro&nbsp; de&nbsp; IG&nbsp; no município é pertinente, embora seja notória a necessidade de &nbsp;investimento em infraestrutura e capacitação técnica para a obtenção de produtos &nbsp;de maior qualidade.</p> 2020-05-27T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/8843 Capacitação empresarial no Sudoeste do Paraná: uma análise do Programa Bom Negócio Paraná 2020-09-15T14:27:35-03:00 Edson Santos MELO edson.melo@unioeste.br Jean Carlos FONTES jeaancf@gmail.com Isadora Mazzon FLESSAK isadoraflessak@gmail.com Luana ROSIN luana_rosin@hotmail.com <p>O Programa Bom Negócio Paraná (PBNP) é um projeto de extensão, cujo foco é proporcionar capacitação empresarial gratuita aos empresários de micro e pequenas empresas, além de futuros empresários. Assim, o objetivo desse artigo é apresentar as ações e os resultados do PBNP - Núcleo Francisco Beltrão, vinculado à Universidade Estadual do Oeste do Paraná, durante o período de 2012 a 2019, na região Sudoeste do Paraná. Para tanto, recorreu-se a uma análise documental com o intuito de levantar informações e embasar com maior robustez os resultados. Verificou-se que, durante o período analisado, ocorreram mais de duas mil capacitações. Demonstrou-se, ainda, como é heterogêneo o perfil dos capacitados e que a satisfação com o curso se manteve sempre positiva. Além disso, destacou-se a atuação do núcleo em outras atividades, como a realização de feiras, publicações e a parceria com outros projetos de extensão. Assim, conseguiu-se evidenciar a importância do PBNP na região no período analisado.</p> 2020-09-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/8926 Articulação e consolidação de ações de arte e cultura no contexto universitário: a experiência do Projeto de Extensão Letras, Artes & Mentes 2020-09-15T16:15:46-03:00 Isa Mara Rocha ARAÚJO isaaraujomd@hotmail.com Lidiane Alves de DEUS adm.lidianealves@gmail.com Monise Viana ABRANCHES monisevianaufv@hotmail.com Tiago Mendes de OLIVEIRA tiagomendesdeoliveira@gmail.com <p><em>O Projeto de Extensão Letras, Artes &amp; Mentes foi criado tendo em vista a realidade em que esta inserida a Universidade Federal de Viçosa Campus Rio Paranaíba, localizada em uma região onde o contato com diferentes manifestações artísticas e culturais é pouco expressivo. O objetivo do projeto foi contribuir para a humanização, a sensibilização e a formação do pensamento crítico e reflexivo por meio de signos que se articulam em diferentes linguagens, bem como estimulam o desenvolvimento e o compartilhamento de habilidades e competências. Para diagnóstico e direcionamento das atividades, aplicou-se um questionário e traçou-se um cronograma, a partir dos quais implementou-se espaços de leitura e fruição, instalou-se um palco, disponibilizou-se livros e revistas, realizou-se eventos e criou-se mídias sociais. O projeto promoveu articulação e consolidação de atividades de arte e cultura no contexto universitário, realizando uma efetiva construção comunitária de vivência e troca de saberes na dimensão cultural da Instituição.</em></p> 2020-09-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/10508 O jogo computacional como ferramenta de ensino e aprendizagem para alunos com dislexia – uma experiência nas salas multifuncionais de Cerro Largo – RS 2020-09-22T15:42:47-03:00 Jeize de Fátima BATISTA jeize.batista@uffs.edu.br Ana Cecília Teixeira GONÇALVES acgteixeira@uffs.edu.br Cleusa Inês ZIESMANN cleusa.ziesmann@uffs.edu.br <p><em>Este trabalho consiste em aplicar atividades de um software, desenvolvido pela coordenadora da proposta do projeto de extensão, em alunos da rede municipal da cidade de Cerro Largo diagnosticados com dislexia. As atividades propostas servem como estímulos para aumentar e potencializar a consciência fonêmica, a partir de jogos de identificação e reconhecimento de letras, palavras, frases, rimas e sons, analisando sua eficácia por meio da comparação dos desempenhos obtidos em testes de leitura realizados antes e após a utilização do aplicativo Estimugame. Dessa forma, o objetivo principal deste projeto é colaborar com os professores que atuam na sala de recursos, propiciando ferramentas próprias para estimular a leitura em alunos com dislexia. Nesse sentido, a partir do projeto de extensão, tem-se possibilitado que muitos alunos com dislexia recebam um auxílio específico para as dificuldades de leitura, o que vem se mostrando eficaz a cada semana. Todos os participantes estão acompanhando e superando,</em><em> mesmo que lentamente, suas limitações, buscando melhorar a cada etapa do projeto. Assim, esperamos auxiliar os profissionais da educação diante das dificuldades que os alunos&nbsp;apresentam em relação à dislexia, respeitando as suas limitações e a subjetividade de cada criança para vencer seus obstáculos e construir os seus conhecimentos.</em></p> 2020-09-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/10589 Ciclos de discussão de segurança alimentar e nutricional: promovendo a troca de saberes entre sala de aula e a comunidade 2020-09-22T15:50:47-03:00 Sílvia Oliveira LOPES silvia.lopes.nut@hotmail.com Dayane de Castro MORAIS dayanecm@yahoo.com.br Elizangela da Silva MIGUEL elizangela.silva1111@gmail.com Paula Torres TRIVELLATO paulatrivellato@hotmail.com Luiza Veloso DUTRA luizavdutra@gmail.com Carina Aparecida PINTO carinapinto2001@yahoo.com.br Silvia Eloiza PRIORE sepriore@gmail.com <p><em>O objetivo do trabalho é analisar os resultados e reflexões geradas nos encontros do “Ciclo de Discussão de Segurança Alimentar e Nutricional”. &nbsp;Nestes Ciclos são compartilhadas as construções da disciplina “Determinantes da Insegurança Alimentar e Nutricional” difundindo e valorizando trabalhados dos pós-graduandos e docentes em temas relacionados à Segurança Alimentar e Nutricional (SAN). A análise dos temas discutidos nos Ciclos, por meio da análise de conteúdo e de similitude, considerou-se as oito diretrizes da Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (PNSAN). Foram realizados oito Ciclos, sendo estes anuais. Todas as discussões basearam-se em diferentes temáticas que permearam o contexto da SAN e contemplaram pelo menos um dos eixos das diretrizes da PNSAN. Conclui-se que ações como estas são importantes para estimular o pensamento crítico para além da sala de aula e propiciar a troca de saberes entre universidade e comunidade, consolidando a tríade ensino, pesquisa e extensão.</em></p> 2020-09-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/10898 A utilização de um podcast para disseminação de informações sobre a MP/936/2020: um relato de experiência 2020-10-10T23:47:41-03:00 Adriana Moreira DIAS adriana.md@unitins.br Fabio Oliveira COSTA fabiocosta4789@gmail.com Dayane Maciel Bezerra de CASTRO dayane.mb@unitins.br Beatriz Cilene Mafra NEVES beatriz.cm@unitins.br Hanari Santos de Almeida TAVARES hanari.sa@unitins.br <p><em>Diversas foram as mudanças trazidas pelo novo coronavírus, principalmente quanto a direitos e deveres. Sendo assim a Universidade Estadual do Tocantins por meio do projeto de extensão “Saúde virtual: a prevenção dentro da sua casa” com objetivo de dirimir dúvidas, bem como disponibilizar orientações relacionadas à pandemia do novo coronavírus e seus impactos em diversas áreas promoveu divulgações e atendimentos de forma online, este relato de experiência trata-se da ação integrante do projeto, vivenciado por acadêmicos e professores na produção de um podcast a respeito da Medida Provisória 936/2020, desenvolvido no âmbito do Projeto de Extensão: “Saúde Virtual: A prevenção dentro da sua casa”. A metodologia utilizada foi o procedimento de pesquisa bibliográfica apresentado de maneira descritiva, para criação do podcast houve treinamento de áudio visual, o material foi disponibilizado no site que teve 566 visitações. Desta forma percebe-se que houve a garantia de acesso à informações pertinentes durante o período de pandemia, provocou-se também a vivência e a prática do uso de tecnologias pelos professores e alunos.</em></p> 2020-11-16T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/11092 Deficiência e Direitos Humanos: muito além de uma experiência 2020-11-20T14:21:21-02:00 Sandra Leal de Melo DAHIA sandradahia@yahoo.com.br Henrique Jorge Simões BEZERRA hjsimoes@yahoo.com.br Heitor Marinho da Silva ARAÚJO heitormrnh@gmail.com Jadson Rodrigo Silva GOMES jadsongomes@outlook.com Gabriela Farias Nazário de OLIVEIRA gabrielafno@gmail.com <p>O presente relato narra a experiência de um projeto de extensão, realizado no Curso de Psicologia de uma instituição de ensino superior, com o objetivo de ampliar a compreensão do tema da deficiência sob a perspectiva dos Direitos Humanos. Utiliza como suportes teóricos o Modelo Social da Deficiência, que introduz uma nova concepção de deficiência, e a teoria psicológica Sócio-histórica, que compreende o humano como uma construção histórica e social. Esta é uma perspectiva crítica que entende a deficiência como um conceito socialmente produzido e que fornece fundamentos conceituais para a luta pela inclusão social dos deficientes. O desenvolvimento do projeto, baseado no aprofundamento de leituras afinadas com esta diretriz e o debate com representantes e militantes da<br />categoria dos deficientes, convergiu para o engajamento político de seus participantes em favor do reconhecimento dos direitos dos deficientes.</p> 2020-12-04T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/10859 Elaboração de vídeos para orientação de profissionais de saúde da Atenção Primária no enfrentamento à pandemia da COVID-19 2020-10-14T09:26:50-03:00 João Gustavo Pereira Fernandes jgustavo.fernandes@estudante.uffs.edu.br Eva Brenda Santos Silva evabrendass15@gmail.com Cláudia Menoncini claudia.menoncini@gmail.com Renata dos Santos Rabello renata.rabello@uffs.edu.br Shana Ginar da Silva shana.silva@uffs.edu.br Daniela Teixeira Borges daniela.borges@uffs.edu.br <p><em>Com a pandemia do novo coronavírus, surge a necessidade de disseminar informações confiáveis sobre a COVID-19 e suas implicações aos profissionais da saúde. Nessa perspectiva, os docentes e acadêmicos do curso de Medicina da Universidade Federal da Fronteira Sul elaboraram vídeos informativos sobre a COVID-19 para profissionais que atuam no enfrentamento da pandemia na Atenção Primária dos municípios pertencentes a 6ª Coordenadoria Regional de Saúde do Rio Grande do Sul. Os vídeos foram baseados em materiais disponibilizados pela Fundação Oswaldo Cruz e Ministério da Saúde. Percebeu-se que levar essas informações foi de extrema importância, pois facilitou o acesso rápido e confiável, contribuindo para a boa prática de saúde mental e atualizações a respeito do Protocolo de Manejo Clínico do Coronavírus na Atenção Primária à Saúde. O sucesso do enfrentamento à COVID-19, o futuro do Sistema Único de Saúde e a saúde dos brasileiros também dependem dessas ações.</em></p> 2020-10-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/8157 Extensão Rural Agroecológica: experiências para (trans)formação no Ensino Superior em Agroecologia 2020-09-15T16:13:15-03:00 Ana Paula de Oliveira AMARAL MELLO apamello@ufscar.br Renata Evangelista de OLIVEIRA reolivei@ufscar.br <p>A Agroecologia vem se constituindo como uma das bases de um novo paradigma de Desenvolvimento Rural e, nessa abordagem, a Extensão Rural é um instrumento fundamental no processo de construção de saberes: agentes da extensão rural são agentes de transformação. Este trabalho evidencia ações em Extensão Universitária, pautadas no conceito de Extensão Rural Agroecológica, que vêm acontecendo, por iniciativa de educandos, no Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de São Carlos (<em>Campus</em> Araras), desde 2009.</p> 2020-09-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/8478 A leitura literária na escola: ação e formação docente 2020-09-25T14:52:54-03:00 Sheila Ferreira GONÇALO sheila.goncalo@ifsp.edu.br Ana Carolina MACHADO anacarolinamachado2903@gmail.com Cícera Jéssica Paes Casarin MONTEIRO jessicapaes@gmail.com Lizandra Bianchi de JESUS lizandra.bianchi@gmail.com Manoela dos Santos PEREIRA manoelasantos045@gmail.com <p>Este relato de experiência discute as ações realizadas no âmbito do projeto de extensão "Leitura Literária na Escola: Ação e Formação Docente", desenvolvido no Instituto Federal de São Paulo - Campos do Jordão.&nbsp; O projeto&nbsp; teve&nbsp; como&nbsp; objetivo&nbsp; aprimorar &nbsp;a&nbsp; formação&nbsp; inicial&nbsp; de&nbsp; professores,&nbsp; aprofundando&nbsp; seus conhecimentos referentes à didática envolvida na prática pedagógica de leitura em voz alta de textos literários em&nbsp; sala&nbsp; de&nbsp; aula.&nbsp; Além disso, o&nbsp; projeto&nbsp; buscou&nbsp; estimular&nbsp; o&nbsp; prazer&nbsp; pela&nbsp; leitura,&nbsp; atendendo&nbsp; alunos&nbsp; dos&nbsp; anos iniciais do Ensino Fundamental. Foram planejadas e aplicadas situações de intervenção, envolvendo a leitura de livros de literatura infantil, seguida de uma atividade relacionada ao enredo da história lida. O planejamento das intervenções e a atuação em sala de aula possibilitaram às extensionistas a análise reflexiva sobre a efetividade das estratégias didáticas propostas, viabilizando uma investigação de caráter didático.</p> 2020-09-25T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/9435 Violência contra a mulher: um diálogo com estudantes do ensino médio 2020-09-25T14:53:20-03:00 Melissa de NOVAIS melissamendes91@gmail.com Jaqueline Aguiar dos SANTOS jaqueasr@edu.univali.br Fernanda Pereira LABIAK fernanda_labiak@yahoo.com.br Ariella Cappellari NUNES ariella@edu.univali.br <p><em>O presente relato de experiência tem como objetivo analisar e socializar uma intervenção de conscientização e de prevenção da violência contra a mulher, promovida por extensionistas do projeto Direito Intergeracional e Transversalidade da Universidade do Vale do Itajaí em São José (SC), com estudantes do ensino médio de uma escola pública estadual. A partir da atividade de intervensão realizada,&nbsp; que se deu por meio de palestra, pôde ser debatido com os estudantes questões relacionadas à violência contra mulher, procurando ampliar e entender o conhecimento dos estudantes acerca do tema. Observou-se uma ampla participação dos estudantes, a necessidade de lugar de fala em torno da temática e a auto-reflexão em torno das próprias atitudes, comprovando que a educação sobre a violência é uma forma eficiente de prevenção e que a extensão universitária possui papel privilegiado e relevante em promover mudanças culturais e sociais na comunidade e na educação da comunidade acadêmica.</em></p> 2020-09-25T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/10852 A extensão universitária como difusora de mecanismos de resolução de conflitos sociais em escolas públicas 2020-10-14T10:58:08-03:00 Paula Renata Alves ABREU paularnt10@hotmail.com <p>O relato em voga tem como objeto o debate, em nível acadêmico, das tarefas executadas no bojo do projeto denominado “Mediação de Conflitos, Justiça Restaurativa e Cultura de paz em pauta no ambiente escolar”, ligado à Universidade Estadual do Maranhão. A ação extensionista, selecionada por edital, foi concretizada em 2018 e 2019 por alunos do curso de Direito da aludida instituição, sob chancela de docente orientador. Ambicionando difundir a essência da administração extraprocessual de conflitos na educação básica, o objetivo central do projeto consistiu na difusão de valores e práticas ligados à mediação e à justiça restaurativa. Assim, para criar um ambiente pautado na cultura de paz e na tolerância, a equipe de trabalho, valendo-se de debates orais, slideshow e dinâmicas, promoveu diversos encontros em duas escolas públicas de São Luís/MA. Destarte, o projeto apurou bons resultados, haja vista perceptível mudanças comportamentais do público-alvo após as intervenções realizadas.</p> 2020-10-13T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/10363 Expediente 2020-09-15T17:46:38-03:00 Admin Revista ELO elo@ufv.br 2020-09-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão https://periodicos.ufv.br/elo/article/view/10308 Intra e extramuros da extensão 2020-09-25T14:57:32-03:00 Luciane Senna FERREIRA luciane.ferreira@osorio.ifrs.edu.br Elisa DAMINELLI elisa.daminelli@osorio.ifrs.edu.br Catia Eli GAMELLI catia.gemelli@osorio.ifrs.edu.br Aline Mendonça FRAGA alinemf.adm@gmail.com <p class="western"><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: medium;">O </span></span></span><span style="color: #00000a;"><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: medium;">Programa de extensão “educação para diversidade de gênero e sexualidade”</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: medium;">, criado em 2019, por membras do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Gênero e Sexualidade (NEPGS), do Instituto Federal do Rio Grande do Sul/Campus Osório, </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: medium;">surgiu da necessidade de intensificar as ações do núcleo no âmbito escolar e na comunidade externa; dar melhor organização e gerenciamento às atividades; de articular parcerias para que os temas e as ações ultrapassem os limites dos muros da escola; e de abarcar demais projetos de extensão que trabalhem direta ou transversalmente com</span></span></span> <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: medium;">as temáticas de diversidade de gênero e sexualidade no Campus.</span></span></span></p> 2020-09-25T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista ELO – Diálogos em Extensão