APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO NOS LABORATÓRIOS DA ÁREA DE FABRICAÇÃO DA UFV

Lucas Benini, Luísa Martins de Carvalho

Resumo


Este trabalho aborda o gerenciamento dos Laboratórios de Manufatura Assistida por Computador, de Manufatura e de Usinagem do Departamento de Engenharia de Produção e Mecânica (DEP) da Universidade Federal de Viçosa (UFV). O objetivo deste trabalho é elaborar um plano de gerenciamento para três laboratórios da área de fabricação do DEP que contempla procedimentos operacionais padrões, procedimentos analíticos e estudo de arranjo físico. A originalidade deste trabalho está relacionada à utilização e adaptação de metodologias e ferramentas gerenciais para que os laboratórios possam realizar suas atividades de maneira padronizada, minimizando a perda de conhecimento no tempo e baseada em conceitos prestigiados na gestão moderna de organizações. Por meio de entrevistas estruturadas foi obtido o insumo para a identificação, mapeamento e procedimento dos processos usinagem por fresamento e por torneamento. Os resultados alcançados permitem um gerenciamento dos materiais permanentes e consumíveis destes laboratórios mais eficiente

Palavras-chave


Gerenciamento; Laboratório; Manufatura; Procedimento operacional padrão

Texto completo:

PDF

Referências


BORTOLUZZI, A. C. Implantação de um laboratório de usinagem em uma instituição de ensino através do estudo de leiaute - um estudo de caso. 2011, 50 f. Monografia (Pós-Graduação em Engenharia e Segurança do Trabalho) - Universidade do Oeste De Santa Catarina, SC, 2011.

RODRIGUES, et al. Normas de Segurança e Conduta nos Laboratório de Ensino da Área Acadêmica de Engenharia. 2012. Disponível em: . Acesso em: 23 setembro de 2018.

SILVA, A. C. Evolução da administração pública no Brasil e tendências de novos modelos organizacionais, 2015. Disponível em: . Acesso em 25 setembro de 2018.

KOHL, A.; OLIVEIRA, J. N. D. Gestão da Qualidade na Administração Pública Brasileira. 2017. Disponível em: . Acesso em 25 de agosto de 2017.

ABCM. Journal of the Brazilian Society of Engineering and Mechanical Sciences. 2004. Disponível em: http://www.abcm.org.br/journal/index.shtml. Acesso em 1 de fereveiro de 2018.

BORDALO, S. N.; FERZIGER, J. H.; KLINE, S. J. The Development of Zonal Models for Turbulence, Proceedings of the 10th Brazilian Congress of Materials Engineering. Rio de Janeiro: ABM, v.2, p. 41-44, jun. 1989.

CAMPOS, V. F. Gerenciamento da rotina do trabalho do dia-a-dia. 2. ed. Nova Lima/MG: INDG, 1994.

CAMPOS, V. F. Qualidade total: Padronização de empresas. 4ª ed. Belo Horizonte: Fundação Christiano Ottoni, 1992. 124 p.

CHIAVENATO, I. Administração de materiais: uma abordagem introdutória. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

COIMBRA, A. L. Usinabilidade dos metais. 3 ed. São Paulo: Edgard Blücher, 1999, 234 p.

DEMING, W. E. Qualidade: A Revolução da Administração, Rio de Janeiro: Marques Saraiva, 1990.

ERDMANN, R. H. Gestão da qualidade no setor público. 2011, 116 f. Florianópolis, Departamento de Ciências da Administração da UFSC. 2011.

FERREIRA, J. R.; GOMES, J. C. Gerenciamento de Laboratórios de Análises Químicas, Fundação Arthur Bernardes. Viçosa, 1995.

HOWES, B. H. G. D. Proposta de Transformação do Núcleo de Pesquisas da Fecomércio SC em um Instituto de Pesquisa Estratégico para Santa Catarina. 2011, 115 f. Monografia (Graduação em Administração) - Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2011.

INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA. Instrução Normativa 04/2015. 2015. 2017. Disponível em: . Acesso em 19 outubro de 2018.

LIMA, D. B; GARCIA, R. N. Uma investigação sobre a importância das aulas práticas de Biologia no Ensino Médio, Cadernos do Aplicação, Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 201–224, 2011.

LIMA, L. M. (Coord.). Normas e Rotinas Operacionais: Laboratório de Bioquímica. Viçosa, 2014.

MATO GROSSO (Estado). Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística. Política de Gestão de Obsolescência de Equipamentos de TI da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística – SINFRA. Cuiabá, 2017. 16p.

PEINADO, J.; GRAEML, A. R. Administração da produção: operações industriais e de serviços. Curitiba: UnicenP, 2007.

SIMPÓSIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Elaboração de um site para divulgação do conhecimento acadêmico e científico produzido na UFABC (Resumo). Santo André, SP: Universidade Federal do ABC, 2009. 3p.

SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JOHNSTON, R. Administração da Produção. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 2009. 728 p.

VILLAR, A. M.; NOBREGA JÚNIOR, C. L. Planejamento das Instalações Industriais. João Pessoa: Editora da UFPB. 2014. 279 p.

WERKEMA, M. C. C. Ferramentas estatísticas básicas para o gerenciamento de processos. Belo Horizonte: Fundação Christiano Ottoni, 1995. 290 p.

ZONTA JUNIOR, A.; BOEHS, L.; CASTRO, P. R. A. Planejamento Técnico no Gerenciamento de Ferramentas – Estudos de caso em empresas do setor metalmecânico brasileiro. In: V - CONEM - Congresso Nacional de Engenharia Mecânica. Salvador, 2008.




DOI: https://doi.org/10.18540/jcecvl5iss4pp0315-0324

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 The Journal of Engineering and Exact Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

eISSN 2527-1075 - The Journal of Engineering and Exact Sciences - jCEC

revistareq2@gmail.com

Av. P. H. Rolfs, s/n Departamento de Química/UFV

36570-900 Viçosa-MG/Brazil

https://periodicos.ufv.br/ojs/jcec

Template:
https://periodicos.ufv.br/ojs/public/journals/7/files/template_req2.docx
https://periodicos.ufv.br/ojs/public/journals/7/files/template_req2.pdf
Cover Page for Authors Form: 
https://periodicos.ufv.br/ojs/public/journals/7/files/0_cover.docx

 

Flag Counter