Direito à informação: garantia dos consumidores idosos contra as campanhas publicitárias abusivas e enganosas

Patricia Mattos Amato Rodrigues

Resumo


Este artigo teve por objetivo compreender a importância do direito fundamental à informação e do correlato dever de se informar numa sociedade de consumo, sobretudo diante de uma indústria publicitária voltada para criar e intensificar “necessidades”. Há que se considerar que tal indústria já percebeu nos integrantes da terceira idade um “novo” e promissor nicho de mercado, vez que, segundo estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),  se vive cada vez mais, estando em linha crescente a expectativa de vida do brasileiro. Os resultados, ao final apresentados, foram obtidos por meio de entrevistas semiestruturadas, sendo sua análise feita a partir da técnica de Bardin para análise de conteúdo. Trata-se de um dos possíveis recortes do trabalho dissertativo intitulado: “A percepção dos consumidores idosos acerca das normas que tutelam o consumo na terceira idade”.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais





Periódico do Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica - PPGED

Universidade Federal de Viçosa - UFV

www.oikos.ufv.br

ISSN: 2236-8493

Contato:
revistaoikos@ufv.br
(31)3899-2488


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.