Percepções sobre qualidade de vida pessoal: o caso de mulheres trabalhadoras no setor hoteleiro de Viçosa-MG

Érica Aparecida Coelho, Tereza Angélica Bartolomeu

Resumo


Mudanças ocorridas no plano sócio-político-econômico vem interferindo na dinâmica e estrutura familiar, gerando aumento do número de famílias chefiadas por mulheres. Vários setores absorvem mão de obra feminil, um desses é o hoteleiro, que emprega mulheres em diversas funções. Esse estudo objetivou analisar a percepção de mulheres que trabalhavam em hotéis de Viçosa-MG quanto a sua qualidade de vida pessoal e verificar as estratégias utilizadas para conciliar trabalho remunerado e vida familiar. A amostra foi composta por 52 mulheres de 9 hotéis de Viçosa. Os instrumentos metodológicos utilizados foram roteiro de entrevista semiestruturado e questionário estruturado com escala Likert. Verificou-se que a qualidade de vida pessoal estava intimamente relacionada com a família, satisfação consigo mesma e com o trabalho. Para suprir carências que surgiam com o excesso de trabalho, as mulheres utilizavam mecanismos que auxiliavam nas vivências diárias de forma a manter, dentro do possível, sua qualidade de vida pessoal.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais