CULTIVO DE MILHO SOB INFLUÊNCIA DE RENQUES DE PARICÁ EM SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA

Arystides Resende Silva, Agust Sales, Carlos Alberto Costa Veloso, Eduardo Jorge Maklouf Carvalho

Resumo


A utilização de sistemas de integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) tem aumentado em função deste sistema proporcionar produção mais eficiente de alimento e madeira de forma sustentável com uma maior produção por área. O sucesso desses sistemas está relacionado com alguns fatores, como o cultivo de espécies tolerantes ao sombreamento e práticas de manejo que permitam a sua produtividade. O objetivo deste trabalho foi avaliar o milho BRS 1030 cultivado sob influência de renques de paricá (Schizolobium amazonicum) em sistema de integração Lavoura-Pecuária-Floresta. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com 4 repetições. Os tratamentos foram compostos por cultivo de milho consorciado com forragem (Brachiaria ruziziensis) em parcelas distantes 2,5 m, 5 m e 10 m em relação à linha de plantio do paricá com 3 anos de cultivo. Avaliou-se a altura de planta e espiga, a produção de grãos e estande de plantas. As variáveis altura de planta e altura de espiga não apresentaram diferença significativa em função da distância entre os renques de árvores. O sombreamento dos renques de paricá não afetou a produtividade de grãos (kg.ha-1 e saca.ha-1) do milho quando comparado as distâncias entre os renques de árvores e as linhas da cultura. Os renques de paricá com três anos de cultivo na área de estudo não afetou o desenvolvimento do milho em consórcio com forragem.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21206/rbas.v5i1.272

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317