HIDRORESFRIAMENTO NA CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DE CEBOLINHA

Amadeu Travassos Pimentel, Eliane Nunes Silva, Renata Ranielly Pedroza Cruz, Christian Raphael Delfino Mouzinho Soares, Jean Flaviel de Souza Macedo, Wellington Souto Ribeiro

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do hidroresfriamento seguido de armazenamento a 12º C na manutenção da qualidade pós-colheita de cebolinha. Foram utilizadas para este experimento cebolinhas
oriundas de produtor local, colhidas nas primeiras horas da manhã e conduzidas imediatamente ao laboratório, onde foram submetidas à hidroresfriamento. O pré-resfriamento foi efetivo em manter a aparência geral das cebolinhas e os teores de clorofila. Também houve redução na perda de massa fresca e manutenção do balanço hídrico. Portanto, recomenda-se o hidroresfriamento de cebolinha seguido de armazenamento a temperatura de 12º C.


Palavras-chave


cadeia de frio, comercialização, pós-produção

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317