EXTRAÇÃO DE MINERAIS PELO CAPIM MARANDU FERTILIZADO COM ESTERCO DE GALINHA SEM E COM ESCARIFICAÇÃO

Edson Sadayuki Eguchi, Ulysses Cecato, Antonio Saraiva Muniz, Samuel Laudelino da Silva, Cristiano da Cruz

Resumo


O uso de esterco de aves como fonte de nutrientes para pastagens em áreas degradadas é uma forma de destinação ambientalmente correta para reduzir os impactos ambientais. O objetivo do trabalho foi avaliar
ao final de um ano os minerais presentes e sua extração pelo capim Marandu fertilizado com esterco de galinha sem e com uso de arado escarificador no solo. O delineamento utilizado foi em blocos ao acaso com quatro repetições num arranjo fatorial 5 x 2, com cinco doses (0; 1,037; 2,074; 4,148; 6,222 Mg ha-1) de esterco, sem e com manejo de escarificação do solo e mais um tratamento adicional com adubação mineral NPK contidos em 2,074 Mg ha-1. Os cortes foram efetuados conforme interceptação luminosa de 95% do dossel na altura de
0,15 m de resíduo. Na interação dose de esterco x manejo foi significativa para Ca, Mg, N, Cu e Zn, efeito de dose para P e sem efeito significativo para o K. Na extração anual a interação dose de esterco x manejo com escarificação houve ajuste linear, o N é o mineral de maior extração, seguido pelo K, Ca, Mg, P e Zn. Na extração mineral por corte efetuado com interação dose sem escarificação houve ajuste ao modelo linear decrescente entre as doses para o Ca, relacionado ao efeito da diluição em razão dos números de cortes. As fertilizações
com esterco de galinha e manejo do solo alteram a extração anual dos principais minerais relacionados.


Palavras-chave


Braquiária, extração, fertilização, manejo, química.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21206/rbas.v7i3.407

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317