EFEITO DE CULTIVAR E DO DESPENDOAMENTO NA PRODUÇÃO DE MINIMILHO

Heros Targanski, Claudio Yuji Tsutsumi

Resumo


O milho é uma cultura amplamente disseminada e utilizada de várias formas para alimentação humana e animal, e outros usos na indústria. Entre as mais recente utilidade do milho está o minimilho, o qual é a espiga colhida imatura, quando os estilo-estigmas estão com 2 a 3 cm de comprimento. No Brasil ainda faltam informações sobre o manejo, e sobre cultivares adequadas para esta especialidade. Por isso foi realizado experimento com o objetivo de avaliar o desempenho de cultivares de milho, e suas respostas a prática do despendoamento para a produção de minimilho. As cultivares avaliadas foram: Al34, BM3061, Cativerde 02 e Pioneer 30S40. Os parâmetros avaliados foram número de espigas, comprimento, diâmetro e massa de espigas com palha e descascadas, número de espigas comerciais, produtividade em Kg ha-1 de espigas comerciais com e sem palha relação, relação entre número de espigas comerciais e número total de espigas, e relação entre massa de espiga sem palha e massa de espiga com palha. As cultivares Pioneer 30S40 e BM3061 mostraram-se mais produtivas no número total de espigas e na produtividade de Massa de espigas comerciais sem palha. O despendoamento afetou a produção de espigas com palha, porém não proporcionou ganho na massa de espigas sem palha.

Palavras-chave


Zea mays; Produtividade; Pendão; Espigas; Cultivares

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21206/bjsa.v7i4.408

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317