PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DE RAÍZES DE RABANETE CULTIVADAS SOB DIFERENTES FONTES RESIDUAIS DE MATÉRIA ORGÂNICA

Giovani Donizete Bonela, Willian Pereira dos Santos, Edgar Alves Sobrinho, Ednilson Jorge da Costa Gomes

Resumo


Mudanças no hábito de consumo da população em busca de uma alimentação mais saudável, exige maiores cuidados para se produzir de forma limpa e sustentável. O rabanete (Raphanus sativus L.), apesar de ser uma cultura olerácea consumida em menor escala, vem se destacando como uma alternativa de cultivo promissora para os olericultores do país. O uso isolado ou combinado de fertilizantes orgânicos é uma opção de adubação para uma produção mais saudável e menos agressiva ao meio ambiente. Nesse sentido, a produção sequencial de olerícolas em uma mesma área, pode aumentar o teor de matéria orgânica no solo, viabilzando cultivos subsequentes sem a necessidade de uma nova adubação. Com o objetivo de avaliar a produtividade e a qualidade das raízes de rabanete em cultivo subsequente de alface produzidas com adubação orgânica foi conduzido um experimento no campo experimental da Universidade Estadual de Goiás, Câmpus de Ipameri-GO, em delineamento experimental de blocos casualizados, em esquema fatorial 3 x 4, com 4 repetições, tendo como fatores as cultivares de rabanete (Red Jewel F1; Variedade nº 25 e a cv. Vip Crimson) e residuais de fontes de matéria orgânica utilizadas para o cultivo de alface: (testemunha sem matéria orgânica, esterco bovino, cama de aviário, esterco de suíno). As variáveis quantitativas analisadas foram: PT (Peso total das plantas); MFF (Massa fresca das folhas); MSF (Massa seca das folhas); NF (Número de folhas por planta); CP (Comprimento do caule); DR (Diâmetro da raiz); MFR (Massa fresca da raíz) e MSR (Massa seca da raíz). Foram determinadas as porcentagens de raízes rachadas e isoporizadas levando em consideração as plantas colhidas dentro da área útil para a determinação dos parâmetros qualitativos. Não houve correlação positiva entre as cultivares estudadas sob os diferentes tratamentos. O efeito residual de diferentes fontes de adubos orgânicos não foi satisfatório para a produção de rabanete em cultivo sucessivo de alface.


Palavras-chave


Raphanus sativus L.; sustentabilidade, adubação alternativa, produtividade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21206/rbas.v7i2.413

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317