DESEMPENHO DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA MANEJO DE PALHAS E PLANTIO DIRETO NA AGRICULTURA ORGÂNICA

Luiz Fernando Favarato, Jacimar Luis de Souza, Victor Almeida Pereira, Rogério Carvalho Guarçoni

Resumo


Um dos principais limitadores para a aplicação do sistema de plantio direto na agricultura orgânica é o manejo das plantas de cobertura, pela impossibilidade de uso de herbicidas para dessecação da palhada. Objetivou-se avaliar diversas formas de manejo de palhas e plantadoras, sobre diferentes plantas de cobertura, para sistema orgânico de produção, como alternativas operacionais e econômicas para o pequeno e grande produtor agrícola. Foram avaliados seis tipos de máquinas e implementos para roçagem e rolagem das plantas e três tipos de plantadoras. Verificou-se que os rolos-faca a trator e a microtrator foram as melhores opções, destacando-se com maiores eficiências operacionais e menores gastos de mão de obra, além de proporcionarem boas taxas de cobertura de solo. A plantadora de 2 linhas foi mais eficaz que as demais, além do potencial de ser utilizada no plantio direto em áreas maiores. Em pequenas áreas de agricultores familiares, o uso da matraca é uma boa opção, enquanto que a plantadora de 1 linha não apresenta rendimento de trabalho que justifique seu emprego no plantio direto na palha.


Palavras-chave


agroecologia; conservação de solo; cultivo orgânico; plantadoras

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21206/rbas.v8i1.463

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317