ANÁLISE ESPACIAL DA TEXTURA DO SOLO EM ÁREA IRRIGADA NO CENTRO-NORTE DO BRASIL

Marcio Nikkel, Saulo de Oliveira Lima

Resumo


A irrigação é uma técnica que tem por objetivo fornecer água para suprir as necessidades hídricas de culturas agrícolas. O manejo racional da irrigação visa minimizar o consumo de energia, maximizar a eficiência do uso de água e manter favoráveis as condições de umidade do solo e de fitossanidade das plantas. A textura é considerada a característica física mais estável do solo e sua correlação com a superfície específica a torna uma das mais importantes propriedades do solo, pois determina a área de contato entre a água e as partículas sólidas. Uma vez que fatores como tipo e manejo de solo, relevo e clima interferem em propriedades do solo, gerando variabilidade espacial, o objetivo deste trabalho é comparar espacialmente a textura de solo de dois pivôs centrais no sul do Tocantins. Os dados foram coletados numa malha amostral de 165 x 150 m que foi elaborada e georeferrenciada em ambos os pivôs, dividindo o pivô I em 51 pontos e o pivô II em 32 pontos. Em cada ponto foi coletado solo nas camadas 0–0,20 e 0,20–0,40 m para análise granulométrica. Em ambos os pivôs, a camada 0,0–0,20 m mostrou-se mais arenosa. O comportamento da percolação da água no solo, em ambos os pivôs, pode ser distinto, e esta informação pode ser útil para melhor ajuste da lâmina de irrigação.


Palavras-chave


geoestatística, granulometria do solo, pivô central

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13083/reveng.v27i4.874

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 ENGENHARIA NA AGRICULTURA / Engineering in Agriculture