USO DE DIFERENTES PROPORÇÕES DE ETANOL NO BIODIESEL EM UM MOTOR ESTACIONÁRIO

Anderson da Silva Umbelino, Lainny Jordana M. P. Sousa, Mateus Prolo Massola, Elton Fialho dos Reis, Sueli Martins de Freitas Alves

Resumo


O motor a diesel é um dos equipamentos mais empregados nas propriedades agrícolas, sendo usado para a geração de energia e de força mecânica. Objetivou-se, neste estudo, avaliar o desempenho de um motogerador alimentado com diferentes concentrações de etanol no biodiesel e com diferentes cargas aplicadas. O delineamento utilizado foi inteiramente ao acaso (DIC) com três repetições, sendo os tratamentos dispostos em parcelas subdivididas em 5 x 5, em que foram distribuídas as concentrações de etanol no biodiesel (0, 10, 20, 30 e 40%) e, nas subparcelas, as cargas (0, 500, 1000, 1500 e 2000 W). Foram determinadas as emissões de monóxido de carbono, o consumo horário e o consumo específico do conjunto motogerador. Os resultados foram submetidos à análise de variância pelo teste de F a 5% e as médias foram apresentadas por equações de regressão. O aumento percentual do etanol no biodiesel apresentou maior emissão de CO em todas as cargas demandadas. O aumento do percentual de etanol no biodiesel aumentou o consumo horário até a carga de 1500 W, visto que, aplicando-se uma carga de 2000 W, o consumo específico diminuiu de acordo com a maior porcentagem de etanol no biodiesel, como também o aumento percentual de etanol no biodiesel proporcionou aumento no consumo específico até a carga de 1500 W.

Palavras-chave


consumo de combustível, energia renovável, grupo gerador.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13083/reveng.v27i4.919

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 REVISTA ENGENHARIA NA AGRICULTURA - REVENG