CARACTERIZAÇÃO DA PECUÁRIA LEITEIRA DO MUNICÍPIO DE MURIAÉ/ MG: UM ESTUDO DOS PRODUTORES FAMILIARES

  • João Marcos Carvalho Vasconcelos Universidade Federal de São Carlos
  • Marcelo Nivert Schilindwein Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Atividade. Bovinocultura. Heterogeneidade. Leite. Produtor.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo avaliar a atual situação da atividade, base da produção e nível tecnológico utilizado pelos produtores familiares filiados ao Programa Muriaé Pecuária. O estudo abrange a microrregião do município de Muriaé/MG, os dados foram coletados por meio de visita as propriedades rurais e mediante a aplicação de questionário em entrevista direta com o proprietário ou responsável pela propriedade. O estudo constituiu-se de 129 propriedades visitadas, com 129 entrevistas realizadas com produtores filiados ao Programa Muriaé Pecuária. O questionário abrangeu: característica das propriedades, atividades no núcleo familiar das propriedades, aspecto do rebanho, nutrição animal, técnicas utilizadas pelos produtores e sanidade animal. Os resultados permitiram aferir as seguintes características das propriedades: pequenas propriedades, propriedades próprias, arrendadas e por posse de comodatário, renda principal a produção leiteira, mão de obra de base familiar na maioria das propriedades, atividades não agrícolas fazem parte da dinâmica das propriedades, variação de cinco espécies de gramíneas, raças bovinas europeias, indianas e o cruzamento entre as mesmas. O processo produtivo nas propriedades e voltado para a produção leiteira, como também a aptidão do rebanho, com produção média diária de 113 litros, comercialização em laticínio, cooperativa, feira livre e comercio informal. A nutrição animal computa em catorze manejos alimentares diferentes, possuindo em sua maioria baixo valor nutricional na conversão alimentar em produção de leite. Os animais das propriedades se encontram em programa preventivo de doenças e enfermidades, resultado obtido através da interação veterinária realizada pelo programa, como também o manejo convencional. A atividade pecuária dos produtores familiares de Muriaé se encontra com baixa especialização, sua base produtiva é a produção de leite, seguido por atividades secundarias no incremento da renda, as propriedades se encontram com deficiência tecnológica no emprego da maximização da produção de leite.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Marcos Carvalho Vasconcelos, Universidade Federal de São Carlos

Discente do Programa de Pós-Graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural (PPGADR) - Universidade Federal
de São Carlos (UFSCAR) - Campus Araras. 

Marcelo Nivert Schilindwein, Universidade Federal de São Carlos

Docente do Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade - Universidade Federal de São Carlos 

Referências

ALMEIDA, José Amaro. Administração rural. Brasília (DF): LK Editora. 2007.
ANNA, Aline Cristina. Fatores causais do grau de limpeza de vacas leiteiras e suas relações com a contagem de células somáticas. Universidade Estadual Paulista. Jaboticabal/SP, 2009.
ARCURI, Ellen Fernandes et al. Qualidade microbiológica do leite refrigerado nas fazendas. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, v. 58, n. 3, p. 440-446, jun. 2006.
ARRUDA, Viviane Modesto et al. Homeopatia Tri-Uma na Agronomia. UFV, Viçosa, 1° Ed., 2005.
AUAD, Alexander Machado et al. Manual de bovinocultura de leite. Brasília: LK Editora, 2010.
BALBINO, Luiz Carlos et al. Evolução tecnológica e arranjos produtivos de sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta no Brasil. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 46, n. 10, 2011.
BATALHA, Mário Otávio; BUAINAIN, Antônio Márcio; SOUZA FILHO, Henrique Melo de. Tecnologia de Gestão e Agricultura Familiar. In: XLII Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural. Cuiabá – MT. 2004.
BATALHA, Mário Otávio; BUAINAIN, Antônio Márcio; SOUZA FILHO, Henrique Melo de. Tecnologia de gestão e agricultura familiar. In: Gestão integrada da agricultura familiar. São Carlos-SP .EduFSCar, 2005.
BERETTA, Virgínia; LOBATO, José Fernando Piva; MIELITZ NETTO, Carlos Guilherme Adalberto. Produtividade e eficiência biológica de sistemas pecuários de cria diferindo na idade das novilhas ao primeiro parto e na taxa de natalidade do rebanho no Rio Grande do Sul. Revista brasileira de zootecnia. Viçosa, MG. Vol. 30, n. 4 (jul./ago. 2001), p. 1278-1286, 2001.
BIEGER, Tamires Elisa; BIEGER, Glaucia Regina. Sucessão da agricultura familiar: um olhar sobre a comunicação rural. XVII Jornada de Extensão. Ijuí – Rio Grande do Sul. 2016.
MADALENA, Fernando Enrique.; MATOS, Leovegildo Lopes de.; VASCONCELOS, Evandro. Qualidade do leite. In: Produção de leite e sociedade: uma análise crítica da cadeia do leite no Brasil. Belo Horizonte: p. 61-74. FEPMVZ; 2001.
BROUK, Mike John. et al. Effectiveness of fan and feedline sprinklers in cooling dairy cattle housed in 2-or 4-row freestall buildings. In: Livestock Environment VI, Proceedings of the 6th International Symposium 2001. American Society of Agricultural and Biological Engineers, p. 15. 2001.
CÂNDIDA, Ana Carla; BORGES, Antônio Amaral Silva.; SANTOS, Haroldo Matias. Navarro. Novas atividades agrícolas e não agrícolas no município de Araguari-MG. Revista da Católica, Uberlândia, v. 2, n. 3, 2010.
CANTARUTTI, Romário Barreto et al. Pastagens .In: Recomendações para uso de corretivo e fertilizantes em Minas Gerais: 5° aproximação. Viçosa (MG): UFV. p.332-341.1999.
CASTRO, Luciano et al. Relacionamento e conflitos em canais de distribuição: um estudo em insumos agrícolas. Revista de Administração da USP. São Paulo. V.42, n.2, p.167-177, abr./maio/jun. 2007.
CAVALCANTI, Lailson Dias. Bovinocultura de leite. Informações técnicas e de gestão. SEBRAE/RN. 2009.
CORBUCCI, Regina Célia. Algumas reflexões sobre o programa nacional de agricultura familiar. Revista Reforma Agrária. Campinas, v. 25, n. 2, p. 178-184, 1995.
COSTA, Fernando Paim. Natureza econômica e impacto das pastagens no custo de produção da pecuária de corte. Campo Grande: Embrapa Gado de Corte, 2010.
COSTA, Newton de Lucena. Formação, manejo e recuperação de pastagens em Rondônia. Embrapa Rondônia, Porto Velho, Rondônia 2004.
ENSMINGER, Mlke Eleonard.; OLENTINE JR, Cau Garcia. Feeding sheep. Feeds and Nutrition, p. 743-786, 1978.
EUCLIDES, Valéria Pacheco Batista et al. Produção intensiva de carne bovina em pasto. Simpósio de produção de gado de corte, v. 2, p. 55-82, 2001.
FERREIRA, Ana Maria. Manejo reprodutivo e eficiência da atividade leiteira. Juiz de Fora, MG: EMBRAPA.n.46. p.15.1991.
FERREIRA, Roberta Machado et al. Fatores que afetam a eficiência reprodutiva de vacas leiteiras. Escore de condição corporal. Departamento de Reprodução Animal, FMVZ-USP, São Paulo. 2005.
FRANÇA, Caio Galvão; DEL GROSSI, Mauro Eduardo; DE AZEVEDO MARQUES, Vicente. O censo agropecuário 2006 e a agricultura familiar no Brasil. Brasíla: MDA, 2009.
.FRASER, Clarence et al. Manual Merck de veterinária: um manual de diagnóstico, tratamento, prevenção e controle de doenças para o veterinário. Roca, 1996.
GLIESSMAN, Stephen. Agroecologia: processos ecológicos em agricultura sustentável. 1.ed.Porto Alegre:UFRGS. 2000.
GODINHO, Ricardo Ferreira et al. Gestão empresarial em sistemas de produção de leite na microrregião de São João Batista do Glória (MG). Ciência et práxis, v. 6, n. 12, 2013.
GUIMARÃES, Nelson Avelar; DA PENHA, Julierme Wagner. Mapeamento das áreas de risco de inundação no município de Muriaé-MG, com a utilização de Sistemas de Informações Geográficas. XIV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Natal, Brasil, INPE, p. 3875-3882, 2009.
HAHN, Gabriel Leite. Bioclimatologia e instalações zootécnicas: aspectos teóricos e aplicados. In: Workshop Brasileiro de Bioclimatologia Animal. Jaboticabal, 1993. Boletim H148b. Jaboticabal: FUNEP, 1993.p.132-146.
HEIDEN, Francisco Carlos. Informações agropecuárias. Leite - Novos parâmetros da IN 51. 2011. Disponível em:. Acessado em:15/01/18.
INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Produção da Pecuária Municipal. 2015. Minas Gerais. Disponível em: Acesso: 21 fev. 2018.
KAGEYAMA, Angela. “O subemprego agrícola nos anos 90”. Nova Economia, vol. 7, n° 1. Belo Horizonte.1997.
KENT, James Tyler. Filosofia homeopática. In: Filosofia homeopática. Robe, 1996.
KLAUCK, Jaqueline Bilibio. Bovinocultura leiteira no desenvolvimento sustentável. In: 4º Seminário sobre Sustentabilidade. Curitiba, PR. Curitiba, PR, 2009.
LÔBO, Raimundo Nonato Braga; MADALENA, Fernando Enrique; PENNA, Vânia Maldini. Avaliação de esquemas de seleção alternativos para bovinos zebus de dupla aptidão. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 29, n. 5, p. 1361-1370, 2000.
LOVISOLO, Hugo Rodolfo. Terra, trabalho e capital: produção familiar e acumulação. Editora da UNICAMP, 1989.
MACHADO, Luiz Carlos Pinheiro. Pastoreio racional Voisin: tecnologia agroecológica para terceiro milênio. 3.ed. Editora Expressão Popular Ltda.São Paulo/SP. 2010.
MARCHETO, Francine Galhiardo et al. Efeito das temperaturas de bulbo seco e de globo negro e do índice de temperatura e umidade, em vacas em produção alojadas em sistema de free-stall. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, v. 39, n. 6, p. 320-323, 2002.
MULLER, Marcelo Marques Lopes et al. Degradação de pastagens na Região Amazônica: propriedades físicas do solo e crescimento de raízes. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 36, n. 11, p. 1409-1418, 2001.
NASCIMENTO, Dênis Aguero. Sistema de Manejo Racional de Pastagens - Método Voisin. UNIGRAN: Dourados, 2011.
NATIONAL RESEARCH COUNCIL et al. Nutrient requirements of beef cattle. v. 7, p. 242, 1996.
NEY, Marlon Gomes; HOFFMANN, Rodolfo. A contribuição das atividades agrícolas e não-agrícolas para a desigualdade de renda no Brasil rural. Economia Aplicada, v. 12, n. 3, p. 367, 2008.
NUNES, Ilto Jose. Cálculo e avaliação de rações e suplementos. Belo Horizonte: FEP-MVZ Editora, 1998.
PARANHOS DA COSTA, M. J. R. et al. Contribuição dos estudos de comportamento de bovinos para implementação de programas de qualidade de carne. In: ENCONTRO ANUAL DE ETOLOGIA. Anais do XX Encontro anual de etologia : Sociedade Brasileira de Etologia. Natal-RN, 2002.
PEREIRA, Jonas Carlos Campos. Fundamentos de bioclimatologia aplicados à produção animal. FEPMVZ, 2005.
PEREIRA, Luiz Gustavo Ribeiro et al. Integração Lavoura Pecuária Floresta? ILPF-Sistema de Integração Fruticultura Pecuária. In: Embrapa Semiárido-Artigo em anais de congresso (ALICE). In: SIMPÓSIO DE PRODUÇÃO ANIMAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO, 2009, Petrolina. Anais... Petrolina: Univasf: Embrapa Semi-Árido, 2009.
PONCHIO, Leandro Augusto; GOMES, Alexandre L.; PAZ, Erica. Perspectivas de consumo de leite no Brasil. In: XLIII Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural. Ribeirão Preto. 2005.
PORCIONATO, Marco Aurélio F. et al. Influência do estresse calórico na produção e qualidade do leite. Revista Acadêmica: Ciência Animal, v. 7, n. 4, 2010.
RIBEIRO, K. Á.; NASCIMENTO, D. C.; DA SILVA, J. F. B. A importância das cooperativas agropecuárias para o fortalecimento da agricultura familiar: o caso da associação de produtores rurais do núcleo VI-Petrolina/PE. Encontro Brasileiro de Pesquisadores em Cooperativismo, v. 2, 2012. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2018.
ROSA, Marcelo Simão da et al.. Boas práticas de manejo na ordenha. Jaboticabal-SP. Fundação de apoio a pesquisa, ensino e extensão. 2009.
RUAS, José Reinaldo Mendes et al. Influência da frequência de ordenhas diárias sobre a eficiência produtiva de vacas mestiças Holandês-Zebu e o desempenho dos seus bezerros. Rev. Bras. Zootec, v. 35, p. 428-434, 2006.
SANTOS, G. T.; CAVALIERI, F. L. B.; DAMASCENO, J. C. Manejo da vaca leiteira no período transição e início da lactação. Sustentabilidade da Pecuária Leiteira na Região Sul do Brasil. UEM, Maringá, PR, 2003. Disponível em http://www.nupel.uem.br/pos-ppz/vacas-08-03.pdf . Acesso em 30/01/2018.
SILVA, Edna Lúcia da; MENEZES, Estera Muszkat. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 4. ed. Florianópolis: UFSC, 2005. Disponível em: . Acessoem: 25 jul. 2018.
THORNTON, Philip K. Livestock production: recent trends, future prospects. Philosophical Transactions of the Royal Society B: Biological Sciences, v. 365, n. 1554, p. 2853-2867, 2010.
VALADARES FILHO, S.C.; ROCHA JR., V.R.; CAPPELLE, E.R. Tabela brasileira de composição de alimentos para bovinos. Viçosa. UFV/DZO. 298p,2002.
VENTURINI, Carlos Eduardo Pullis. A geografia do leite brasileiro. Milk Point. 2014. Disponível em:http://www.milkpoint.com.br/cadeia-do-leite/artigos-especiais/a-geografia-do-leite-brasileiro-87327n.aspx>. Acesso 05 abr. 2018.
VIANA, Giomar; FERRAS, Robson Paulo Ribeiro. A cadeia produtiva do leite: um estudo sobre a organização da cadeia produtiva do leite e sua importância para o desenvolvimento regional. Revista Capital Científico do Setor de Ciências Sociais Aplicadas, v. 5, n. 1, 2007.
VIANA, Maria Celuta Machado et al. Interação solo-planta-animal no sistema Integração Lavoura-Pecuária. Embrapa Milho e Sorgo. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v.28, n.240, p.104-111, set. 2007.
VITHOULKAS, George. Homeopatia: ciência e cura. In: Homeopatia: ciência e cura. Cultrix, 1980.
WANDERLEY, Maria de Nazareth Baudel. O campesinato brasileiro: uma história de resistência. Revista de economia e sociologia rural, v. 52, p. 25-44, 2014.
ZOCCAL, Rosangela; SOUZA, Anderson de; GOMES, Aloisio Teixeira. Produção de leite na agricultura familiar. Embrapa Gado de Leite, 2005.
Publicado
2018-12-31
Como Citar
Vasconcelos, J. M. C., & Schilindwein, M. N. (2018). CARACTERIZAÇÃO DA PECUÁRIA LEITEIRA DO MUNICÍPIO DE MURIAÉ/ MG: UM ESTUDO DOS PRODUTORES FAMILIARES. Revista Brasileira De Agropecuária Sustentável, 8(4). https://doi.org/10.21206/rbas.v8i4.3061
Seção
Artigos