https://periodicos.ufv.br/rever/issue/feed Revista de Extensão e Estudos Rurais 2024-03-14T17:05:19-03:00 Profª. Roseni Aparecida de Moura rever.der@ufv.br Open Journal Systems <p>A Revista de Extensão e Estudos Rurais é uma publicação anual, fluxo contínuo, do Curso de Pós-Graduação em Extensão Rural do Departamento de Economia Rural da Universidade Federal de Viçosa. A REVER tem como propósito cobrir uma área multi e interdisciplinar de abordagens teóricas, de estratégias metodológicas e de resultados de pesquisa sobre o espaço rural como componente do desenvolvimento socio-econômico e histórico em que se encontram atores institucionais e segmentos sociais.</p> https://periodicos.ufv.br/rever/article/view/17406 GADO NA MATA: TERRITORIALIDADE, CULTURA E RURALIDADE 2024-01-31T11:15:55-03:00 Cinthya Kós cinthyakoss.antro@gmail.com <p>Este trabalho tem como objetivo descobrir o papel da pecuária extensiva na constituição e manutenção do povoado Matas, localizado no cerrado piauiense, elucidando as dinâmicas e as estratégias de reprodução de um modo de vida rural em um contexto geográfico de expansão do agronegócio, e, investigando como tal qual quadro tem afetado o acesso e a percepção dos recursos territoriais. Para atingir tal propósito, tomaremos como embasamento teórico os estudos de autores brasileiros sobre ruralidades e novas ruralidades, como, Carneiro 1998, e Abramovay, 2000, e para tratar sobre territorialidade traremos os estudos de Little 2004. O estudo foi fundamentado em pesquisa de cunho etnográfico, no qual foi possível notar que, além de marcar os primórdios do povoado (formado por vaqueiros), a pecuária tem garantido a reprodução social e econômica do mesmo, diante da evasão de mão de obra.</p> 2024-05-23T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 https://periodicos.ufv.br/rever/article/view/16257 Determinantes do Acesso pelos Produtores aos Serviços de Extensão Rural em Moçambique 2024-03-14T17:05:19-03:00 Carlos Filimone cfilimone@gmail.com Sandre José Macia sandremacia@gmail.com <p>Nos países africanos, em geral, e em Moçambique, em particular, o acesso aos serviços de extensão agrária pelos produtores, tem sido o único meio para a maioria dos produtores acederem a informação e conhecimento agrário. Em Moçambique são poucos os estudos que analisam os fatores que influenciam o acesso aos serviços de extensão. Portanto, este estudo conduzido com base nos dados do Inquérito Agrário Integrado (IAI2020) e usando a regressão logística binária para análise de dados, visa contribuir para melhor entendimento dos fatores que determinam o acesso aos serviços de extensão agrária pelos produtores. Os resultados da pesquisa nos indicam que os seguintes fatores influenciam positivamente para o acesso aos serviços de extensão: sexo, idade, formação em agropecuária, produção de culturas de rendimento, faz trabalho remunerado, ser membros de uma associação, acesso ao crédito e tamanho da área de produção.</p> 2024-04-30T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 https://periodicos.ufv.br/rever/article/view/16544 Perfil dos produtores de ovos do município de Bom Jesus-Piauí e região 2023-12-07T10:42:55-03:00 Brenda Johnson Ribeiro de Oliveira brendajohnsonribeiro@gmail.com Maria Clara Pereira da Silva clara.zootecniaa@gmail.com Gonçalo Alves Nepomuceno Neto gnepomuceno4@gmail.com Miguel Arcanjo Moreira Filho moreirafilhoma@gmail.com Stélio Bezerra Pinheiro de Lima steliolima@ufpi.edu.br Tiago de Oliveira Sousa tiagoklista0803@gmail.com Thiago Pajeú Nascimento thiago_pajeu@hotmail.com Maurício de Paula Ferreira Teixeira mauricio.teixeira@ufpi.edu.br <p><span style="vertical-align: inherit;"><span style="vertical-align: inherit;"><span style="vertical-align: inherit;"><span style="vertical-align: inherit;">O objetivo do presente estudo foi caracterizar o perfil do produtor de ovos e realizar um diagnóstico socioeconômico e produtivo desta atividade no município de Bom Jesus-PI e região. A pesquisa foi realizada através de questionários respondidos pelos próprios produtores. A maioria dos produtores possui propriedades com área entre 50 a 100 hectares e tempo de atividade superior a um ano. O sistema de criação mais adotado é o sistema extensivo, com até 50 aves poedeiras, e muitos produtores não realizam controle sanitário, zootécnico ou de custos. A falta de assistência técnica é um dos principais obstáculos enfrentados pelos produtores, juntamente com o alto preço da ração. Embora enfrentem dificuldades, os produtores de ovos da região permanecem na atividade e obtêm seus sustentos a partir dela.</span></span></span></span></p> 2024-03-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 https://periodicos.ufv.br/rever/article/view/15367 O papel do crédito no desenvolvimento da actividade avícola comercial. O exemplo brasileiro e a situação de Moçambique 2023-03-21T11:03:10-03:00 Tomás Adriano Sitoe sitoetoms@yahoo.com Tânia Evaristo Joao Antonio sitoetoms@yahoo.com <p>O acesso aos serviços financeiros proporciona oportunidades para melhorar a produtividade, segurança alimentar, e a vitalidade da economia. Quando os produtores são incapazes de fazer os investimentos iniciais necessários ou não podem assumir riscos adicionais, eles têm que abrir mão de oportunidades para aumentar sua produtividade, aumentar sua renda e melhorar seu bem-estar. O impacto institucional do credito na produção agraria em Moçambique não está ainda estudado. Este artigo analisa papel do crédito bancário no desenvolvimento da actividade avícola comercial em Moçambique e no Brasil. Para o efeito, recorreu-se a pesquisa bibliográfica, onde se consultou vários artigos publicados em diferentes revistas cientificas, usando a ferramenta Mendeley cite; o idioma usado foi a língua inglesa, onde as palavras-chaves foram poultry, production chain, bank credit e os indicadores booleanos usados foram AND, OR e NOT. Os resultados da pesquisa sugerem que: a) as empresas moçambicanas e brasileiras consideram o crédito bancário um excelente estimulador dos investimentos produtivos; b) a disponibilidade e acesso do crédito no Brasil é relativamente maior, as instituições bancárias são receptivas a financiar as empresas (pequenas, médias e grandes empresas) para o suporte tecnológico, produtivo e comercial e infra-estrutura; c) em Moçambique o acesso ao crédito para a actividade avícola é restrito, insuficiente e a banca tem preferência em financiar outras áreas em relação á avicultura/agricultura &nbsp;devido aos riscos associados a esta actividade. <strong>&nbsp;</strong>Para assegurar a competitividade da actividade avícola em Moçambique deve-se melhorar o acesso ao crédito bancário</p> 2024-03-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024