DO PATRIMONIALISMO AO PARADIGMA GERENCIAL: PARADOXOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL DE CAETÉ – MG

  • Diogo Henrique Helal Faculdade Novos Horizontes - FNH
  • Geraldo César Diegues Faculdade Novos Horizontes
Palavras-chave: Administração Pública Municipal, Formalismo, Patrimonialismo

Resumo

Este artigo analisa quais são os traços do patrimonialismo, da burocracia e do gerencialismo existentes na administração pública do município de Caeté-MG. A pesquisa utilizou como estratégia o estudo de caso. Os dados primários foram coletados a partir da observação direta e sistemática, já os secundários referem-se às leis que gerem o Município. Os registros da observação direta foram analisados buscando identificar a presença de características dos três modelos da administração pública enquanto os secundários foram analisados com base na técnica de análise de conteúdo. Os resultados do estudo indicam que a administração pública do município de Caeté caracteriza-se por ter um modelo híbrido de gestão, que combina elementos dos três modelos, uma vez que coexistem, por exemplo, práticas de nepotismo, meritocracia e transparência. Todavia, ressalta-se a preponderância do patrimonialismo e da burocracia. O cruzamento dos dados secundários com os dados primários permitiu observar que, mesmo com a expressiva cultura do paradigma burocrático expressa nas leis, o patrimonialismo tem-se mostrado arraigado na conduta dos administradores municipais. Tal contraste se expressa na manifestação do formalismo, visto que os comportamentos e as ações não condizem com as regras formais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRÚCIO, L. F. Os avanços e os dilemas do modelo pós-burocrático. In: BRESSER
PEREIRA, L.C.; SPINK, P. Reforma do Estado e administração pública gerencial. São
Paulo: FGV, 1998.
ANDRIOLO, L. A Reforma do Estado de 1995 e o Contexto Brasileiro. In: ENCONTRO DA
ANPAD, 30., Salvador, 1996.Anais...Salvador: [s.n.], 1996.
BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.
BERGUE, S. T. A Redução Gerencial no Processo de Transposição de Tecnologias de Gestão
para Organizações Públicas. ENCONTRO DA ANPAD, 32., Rio de Janeiro, 2008. Anais...
Rio de Janeiro: [s.n.], 2008.
BRESSER PEREIRA, L. C. Da administração burocrática à gerencial. Revista do Serviço
Público. Ano 47, v.120, n.1, jan-abr. 1996.
_____. Exposição no Senado sobre a Reforma da Administração Pública. Cadernos do
MARE, Brasília, n. 3. 1997.
_____. Reforma do Estado para a Cidadania. 5. ed. São Paulo: [s.n.], 1998.
_____. Do Estado Patrimonial Ao Gerencial. In: PINHEIRO; WILHEIM; SACHS (orgs.).
Brasil: Um Século de Transformações. São Paulo: Cia. das Letras, 2001. p. 222-259.
_____; SPINK, Peter (Coords.) Reforma do Estado e Administração Pública Gerencial. 6.
ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2006.
_____. Reforma da nova gestão pública: agora na agenda da América Latina no entanto...
Revista do Serviço Público, Brasília, v. 53, n.1, p. 5-27, jan.-mar. 2002.
FAORO, Raymundo. Os donos do poder. 3. ed. São Paulo: Globo, 2001.
FERLIE, Ewan et al. A nova administração pública em ação. Brasília: ENAP, 1997.
FERREIRA, F. G. Desenvolvimento e aplicação de um modelo de programa da qualidade
para o serviço público. 1999. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção),
Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1999.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. 4. ed. [S.I.]: Editora da Universidade,
1963.
LAKATOS, E.M.; MARCONI, M.A. Técnicas de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2002.
MACHADO DA SILVA, Clóvis L. et al. In: CARVALHO, Cristina A.; VIEIRA, Marcelo M.
F. (Orgs.). Organizações, Instituições e Poder no Brasil. Fundação Getúlio Vargas, Rio de
Janeiro: [s.n.]. 2003.
MARINI, Caio. Gestão pública: o debate contemporâneo. Cadernos da Fundação Luiz
Eduardo Magalhães, Salvador, n. 7. 2003.
MARTINS, H. F. Burocracia e a revolução gerencial - a persistência da dicotomia entre
política e administração. Revista do Serviço Público, Brasília, ano 48, n. 1. jan-abr. 1997.
MOTTA, P. R. A modernização da administração pública brasileira nos últimos 40 anos.
Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, 2007. Edição Especial.
MOTTA, Fernando C. Prestes; ALCADIPANI, Rafael. Jeitinho brasileiro, controle social e
competição. Revista de Administração de Empresas – RAE, v. 39, n.1, jan-mar, 1999.
NUNES, Edson. A gramática política do Brasil: clientelismo e insulamento burocrático. Rio
de Janeiro: Jorge Zahar Editora. Brasília: ENAP, 1997.
PIMENTA, Carlos César. Descentralização com integração à gestão de políticas públicas em
um contexto descentralizado: o caso Brasileiro. Revista Licitar, v.8, fev. 1999.
RAMOS, A. G. Administração e Estratégia do Desenvolvimento. Rio de Janeiro: FGV,
1966.
RIGGS, F.W. A ecologia da administração pública. Rio de Janeiro: FGV, 1964.
SCHOMMER, P. Gestão Pública no Brasil. Revista de Administração de Empresas - RAE.
Pensata, vol.43, nº4, out-dez. 2003
SCHWARTZMAN, Simon. Bases do autoritarismo brasileiro. Rio de Janeiro: Campus,
1998.
FERREIRA, F. G. Desenvolvimento e aplicação de um modelo de programa da qualidade
para o serviço público. 1999. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção),
Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1999.
TAVAREZ, R. Método de análise do processo de mudança do modelo de gestão com foco
em controle para o modelo de gestão com foco em resultados na administração pública
tributária. 2002. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção), Universidade Federal
de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.
TRIVINOS, A. Introdução à pesquisa em ciências sociais. São Paulo; Atlas, 1987.
VÉLEZ RODRÍGUEZ, Ricardo. Patrimonialismo e a Realidade latinoamericana. Rio de
Janeiro: Documenta Histórica, 2006.
VERGARA, Sylvia Constant. Métodos de Pesquisa em Administração. S Paulo: Atlas,
2005.
WEBER, Max. Sociologia da Burocracia. 4. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.
_____. A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. 4 ed. São Paulo: Livraria Pioneira
Editora, 1985.
_____. Economia e Sociedade. São Paulo: Editora Universidade de Brasília, 2004.
Publicado
2010-07-14
Como Citar
Henrique Helal, D., & César Diegues, G. (2010). DO PATRIMONIALISMO AO PARADIGMA GERENCIAL: PARADOXOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL DE CAETÉ – MG. Administração Pública E Gestão Social, 1(1), 23-45. Recuperado de https://periodicos.ufv.br/apgs/article/view/3996
Seção
Artigos