Sobre a Revista

Foco e Escopo

O periódico APGS publica trimestralmente na forma eletrônica de trabalhos científicos, artigos em Português, Inglês e Espanhol nas áreas de Administração Pública, Gestão Social e Terceiro Setor. Devido ao seu aspecto multidisciplinar a APGS aceita, também, contribuições em outras áreas do conhecimento, desde que condizentes com sua política editorial.

foco da Revista APGS é atingir um público alvo interessado e preocupado com o desenvolvimento dessas áreas de conhecimento, dentre professores, acadêmicos, pesquisadores, gestores públicos e gestores sociais.

missão da Revista APGS é contribuir para a disseminação rápida e efetiva do conhecimento científico relevante em Administração, especificamente nos âmbitos Público e Social. Para o alcance desse propósito possui conteúdo de qualidade, com acesso livre e gratuito, podendo ser visualizado, baixado ou impresso.

O Comitê de Política Editorial e o Corpo Editorial Científico são compostos por professores e pesquisadores de diversas regiões do Brasil e do exterior, que dedicam a ela uma parcela importante de sua experiência.

Convidamos Você, interessado na temática da Administração Pública e Gestão Social, a contribuir conosco com o escopo de transformar a Revista APGS em um dos mais importantes veículos de comunicação científica e tecnológica da área, por meio da publicação de trabalhos de qualidade, citação de artigos e divulgação em redes sociais.

Processo de Avaliação pelos Pares

Artigos Científicos e Casos para o Ensino submetidos na Revista Administração Pública e Gestão Social seguem um rigoroso processo de avaliação, coerentes com as boas práticas de publicação científica internacional, conforme os critérios de avaliação e os trâmites de aprovação descritos na seção Diretrizes para avaliação nesta revista.

O processo de exame (avaliação) por parte de pares do periódico tem duração aproximada de 120 dias, constando das seguintes etapas:

A revista conta com um grupo de avaliadores de notório saber nas áreas temáticas da Administração Pública e da Gestão Social (APGS). Esses avaliadores são professores e pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa e principalmente de outras Universidades do Brasil e do exterior, conforme mencionados na Equipe Editorial.

Após a submissão dos trabalhos originais pelo autor (com ou sem coautoria) no site da revista APGS de forma gratuita (sem cobrança de taxas), em que ele indica no formulário de submissão que o trabalho é inédito e que concorda com a política de direitos autorais da revista APGS,  inicia-se o processo de avaliação.

Esse processo ocorre por meio Open Journal Systems (OJS 2.3.7.0), sistema de código livre gratuito para a administração e a publicação de revistas, desenvolvido com suporte e distribuição pelo Public Knowledge Project sob a licença GNU General Public License.

O primeiro passo do desk review é submeter os artigos à detecção de plágio. Posterior a isso, em aproximadamente até 30 dias após a submissão, o editor analisa se o trabalho está adequado ao foco, ao escopo e as diretrizes para autores da revista. Caso negativo, é solicitado ao primeiro autor a ressubmissão do trabalho de acordo com as diretrizes. Caso positivo, inicia-se a segunda etapa, em que o editor identifica dentre os avaliadores cadastrados no site da revista, aqueles que possuem competências e afinidades com o tema específico do trabalho.

Após a identificação de dois avaliadores mais qualificados para a avaliação, são feitos convites pelo editor aos avaliadores para participarem voluntariamente do processo de avaliação. Neste convite, consta o título e o resumo do trabalho a ser avaliado, sem identificação de autoria, preservando o anonimato dos autores.

Caso os dois avaliadores aceitem realizar a avaliação, eles deverão indicar que não há conflitos de interesses no site da revista e procederem com a avaliação sob um processo duplamente cego por pares (double blind review), que encerra-se com o preenchimento do formulário online, conforme os critérios de avaliação de artigos e de casos para o ensino.

Após os avaliadores concluírem o preenchimento do formulário de avaliação no site da revista, o editor é comunicado via e-mail sobre o resultado das avaliações. Após término do processo de avaliação, no fechamento de cada volume (ano), os avaliadores receberão por e-mail um certificado da Revista APGS, em formato eletrônico, assinado pelo editor, atestando a sua contribuição voluntária no processo de avaliação cega.

 

Assim, o resultado da avaliação do trabalho poderá ser:

a) parecer favorável à publicação tal qual está apresentado;

b) parecer favorável à publicação, considerando as correções obrigatórias registradas nesse formulário pelos avaliadores;

c) parecer contrário a publicação.

* Em casos de divergência nas avaliações, o artigo será encaminhado a um terceiro avaliador antes da decisão editorial.

 

Com base em um desses resultados, que foram apontados pelos avaliadores, o editor comunica o resultado aos autores do trabalho. Caso o resultado seja favorável a publicação, os autores deverão atender as solicitações de revisão apontadas pelos avaliadores, se cabíveis, em um prazo de até 30 dias.

Logo após a resubmissão do trabalho revisado/corrigido pelos autores, o editor realiza a conferência das revisões solicitadas. Após a confirmação de que o trabalho está com conteúdo original e adequado para publicação, o editor encaminha o trabalho APROVADO para adequação de layout/formato que será realizado pela equipe de redação e de expediente da revista, que em até 15 dias, organizarão a nova edição, composta normalmente por 5  artigos e 1 caso para o ensino (se houver), a ser publicada no site da revista sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Sem Derivados 3.0 Não Adaptada.

A submissão de artigos e a publicação dos mesmos, bem como o acesso integral aos trabalhos publicados são livres e gratuitos pelo site da revista Administração Pública e da Gestão Social (APGS).

Periodicidade

Trimestral

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Responsabilidades

Conselho de Política Editorial

É composto por representantes de diferentes instituições de ensino e pesquisa, que atuam preferencialmente, mas não exclusivamente, na área de pesquisa e em estudos envolvendo temas próprios da Administração Pública e da Gestão Social, indicados no escopo e foco desta revista. Os membros atuam como conselheiros, participando nos trabalhos da revista de forma mais individual, por meio de uma articulação com o Comitê Editorial Científico ou o Editor. Contribuem para o desenvolvimento da Política Editorial, divulgando a revista, captando demandas e anseios da comunidade científica, posicionando-se em questões estratégicas da revista, e prezando por elevados padrões de qualidade e ética. Este Conselho não atua na gestão executiva e editorial da Revista APGS, que é de responsabilidade do Editor e sua equipe de expediente. O mandato dos membros deste Conselho é de três anos, podendo os mesmos serem reconduzidos.

 

Comitê Editorial Científico

É formado por pesquisadores com atuação de forma colegiada e democrática. A responsabilidade maior deste Comitê é procurar assegurar a credibilidade dos procedimentos editoriais adotados e assumir a responsabilidade científica com o intuito de assegurar que a missão e o escopo da Revista APGS sejas cumpridos. Este Comitê contribui com a indicação do Editor Científico, que passa a ser seu membro natural, após aprovação em reunião ordinária do Departamento de Administração e Contabilidade da Universidade Federal de Viçosa, editora e sede desta revista. Ademais, suas atribuições são de caráter científico. Edições especiais e outras contribuições científicas não previstas na política editorial da revista deverão ser discutidos e definidos por este Comitê. É sua atribuição discutir e desenvolver regulamentos para auxiliar o processo editorial da revista como normas e formatação de trabalhos, critérios de avaliação e aceite de textos para publicação, aprovação do orçamento, credenciamento e recredenciamento de pareceristas, entre outras matérias. Este Comitê Editorial Científico não atua diretamente na gestão executiva e editorial da Revista APGS, que é de responsabilidade do Editor e sua equipe de expediente. O mandato dos membros deste Comitê é de três anos, podendo os mesmos serem reconduzidos.

 

Editor

É o responsável pelo estabelecimento da Política Editorial científica e tecnológica da Revista, bem como pela gestão editorial e pela supervisão da equipe de expediente, que opera todo o fluxo de trabalho, descrito na plataforma OJS, no item de menu “Sobre/Sobre o Sistema de Publicação Eletrônica de Revistas”. O Editor tem atuação específica na seleção prévia de trabalhos encaminhados para a revista, na distribuição dos artigos entre os pareceristas, que irão avaliá-los. Se os trabalhos possuírem a qualidade esperada eles serão publicados. Adicionalmente, o Editor deve ter uma postura ativa nos trabalhos do Comitê Editorial Científico e na articulação de ações do Conselho de Política Editorial.

 

Parecerista / Avaliador

É responsável pela revisão dos trabalhos submetidos, sendo uma das atribuições mais críticas na construção de uma revista de boa qualidade. Um bom parecerista contribui para construção positiva da reputação da revista e de sua própria atribuição. A revista Administração Pública e Gestão Social (APGS) tem constituído uma rede de colaboradores, muitos dos quais autores passados e potenciais autores futuros. Atuar como parecerista pode ser tratado como uma contrapartida pelo trabalho de revisão de seus próprios textos, mas esta tem sido uma prática que demanda muito esforço e merece ser sempre incentivada. O sistema de avaliação para a Revista APGS é aceitar (ou não) o trabalho para publicação e contribuir para o aperfeiçoamento do texto em termos científicos e de apresentação. É recomendado que o parecerista siga os critérios de avaliação estabelecidos pela Revista e atue com discernimento, respeito e tom construtivo, pois esta postura contribui para o desenvolvimento da carreira de um autor discente, docente ou pesquisador. O parecerista deve ter sempre uma postura de aceitar uma avaliação para a qual se sinta confortável em termos temáticos, teóricos e metodológicos. O processo é duplamente cego de avaliação por pares.

 

Autor de trabalho

O autor é o agente mais relevante em todo o sistema editorial, pois arte dele o conteúdo da revista e seus desdobramentos em termos de qualidade e citações. Para publicar na Revista Administração Pública e Gestão Social (APGS), seguindo as boas práticas, o autor deve observar a política editorial e uma amostragem de artigos recentemente publicados para balizar a preparação do seu trabalho (artigos completos de natureza científica ou casos para o ensino) para submeter na Revista. É importante que o autor não envie seu trabalho para mais de um periódico, pois além de ser uma falta de ética, onera o trabalho da equipe editorial das revistas científicas, cujo trabalho normalmente é voluntário e custoso. Assim, se o autor resolver submeter o mesmo trabalho para um novo periódico, recomenda-se que o retire formalmente do processo de avaliação da revista APGS. O autor deve também submeter artigos fruto de pesquisas originais e dentro do escopo da revista, tendo ainda que respeitar o formato e as normas para publicação. Ademais, após o processo de revisão é justo que o autor absorva os comentários construtivos do processo de revisão. Mas, o autor pode perfeitamente não aceitá-los e realizar esforços para argumentar sua postura, qualquer que seja. Em caso de não aceitação do trabalho, o autor deve se sentir estimulado a prosseguir no seu trabalho, visando uma nova submissão.

Ficha Catalográfica

Revista de Administração Pública e Gestão Social - APGS ®Modalidade Editorial: Eletrônica – http://www.apgs.ufv.br Vol.1, No.1 (janeiro/março 2009) – Viçosa- MG - Brasil. Departamento de Administração e Contabilidade da Universidade Federal de Viçosa - UFV

Periodicidade: Trimestral

ISSN: 2175-5787.

1. Administração Pública – Periódicos. 2. Gestão Social - Universidade Federal de Viçosa

Indexadores/Diretórios

Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revisatas Científicas Brasileiras - DIADORIM: http://diadorim.ibict.br/handle/1/1022

Directory of Open Access Journals - DOAJ: http://www.doaj.org

EBSCO Information Services - EBSCO: https://www.ebsco.com

Sistema regional de información en línea para revistas científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal - LATINDEX: http://www.latindex.unam.mx

Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico        REDIB: https://redib.org/?lng=es

Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER: http://seer.ibict.br 

Scientific Periodicals Electronic Library - SPELL: http://www.spell.org.br

Sumário de Revistas Brasileiras - SUMÁRIOS: http://www.sumarios.org



Em avaliação

Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portuga - REDALYC: http://redalyc.uaemex.mx

Scientific Electronic Library Online - SCIELO: http://www.scielo.br

Parceiros

Fundação Arthur Bernardes - FUNARBE: http://www.funarbe.org.br

Programa de Pós-Graduação em Administração - DAD/UFV: http://www.ppgadm.ufv.br

PVBLICA: www.pvblica.org.br

RGS - Rede de Pesquisadores em Gestão Social: www.rgs.wiki.br

SEC Jr. - Empresa Júnior de Secretariado Executivo: www.secjr.ufv.br



 

Estatísticas do Processo Editorial – Revista APGS

2013 - Fluxo de trabalhos*

Recebidos: 112

Aprovados: 23

Índice de aprovação: 21%

Rejeitados: 46

Índice de rejeição: 41%

Em avaliação: 13

Publicados: 22

Não designados: 30

Não devolvidos pelo autor: 1


2012 - Fluxo de trabalhos*

Recebidos: 82

Aprovados: 26

Índice de aprovação: 32%

Rejeitados: 34

Índice de rejeição: 42%

Em avaliação: 22

Publicados: 20

Não devolvidos pelo autor: 4

*Obs. Estatísticas realizadas manualmente devido a necessidade de retomar a periodicidade das publicações dos anos de 2011 e de 2012 que estavam atrasadas, conforme descrito no histórico do periódico. Devido a isso, os dados estatísticos do sistema eletrônico do site não condizem com o realizado no período de 2011 a 2013. Desde 2014 os dados eletrônicos do site serão fidedignos com o realizado.

Acessos desde Fevereiro de 2013

Locations of visitors to this page

Política de boas práticas e ética na APGS

Conduta Ética da Equipe Editorial

- A Equipe Editorial deve ser justa e imparcial em sua conduta, não estabelecendo nenhum julgamento de gênero, orientação sexual, religioso, político ou de origem geográfica.

- A Equipe Editorial deve zelar pela qualidade das publicações

- A Equipe Editorial deve assegurar que os trabalhos publicados estejam alinhados ao escopo da APGS

- A Equipe Editorial deve assegurar o exercício da ética por parte dos avaliadores

- A Equipe Editorial deve atender prontamente às demandas de avaliadores, autores e leitores

 

Conduta Ética dos Avaliadores

- Os avaliadores devem zelar pela qualidade dos artigos publicados

- Os avaliadores devem proporcionar aos autores uma avaliação clara, objetiva, justa e respeitosa

- Os avaliadores devem cumprir os prazos de avaliação concedidos

- Os avaliadores devem manter a confidencialidade dos trabalhos avaliados, reportando aos editores quando anormalidades forem encontradas

- Os avaliadores devem comunicador ao editor a existência de conflitos de interesse

 

Conduta Ética dos Autores

- Os autores devem zelar pela originalidade e qualidade do trabalho

- Os autores devem ser responsáveis pela conduta ética durante o processo de desenvolvimento da pesquisa

- Os autores devem certificar que o artigo não está sob avaliação em outro periódico

- Os autores devem comunicar imediatamente ao editor caso encontrem algum erro grave na publicação

- Os autores devem declarar a existência de conflito de interesses

- Os autores são responsáveis pela existência de plágio ou autoplágio em seus artigos

- Todos os autores são responsáveis pelas escolhas teóricas e metodológicas do artigo, bem como pelos resultados e conclusões

CHAMADA DE TRABALHOS – EDIÇÃO ESPECIAL

CHAMADA DE TRABALHOS – EDIÇÃO ESPECIAL

”DIMENSÕES INTRAORGANIZACIONAIS E FUNÇÕES GERENCIAIS NO SETOR PÚBLICO”

Editor Convidado: Fernando de Souza Coelho (SBAP e EACH-USP)

 Coeditores Convidados: Bianor Scelza Cavalcanti (IASIA e FGV-RJ), Dany Flavio Tonelli (DAE-UFLA), Evelyn Levy (CONSAD) e Thiago Dias (SBAP e CCSA-UFRN).

 A revista Administração Pública e Gestão Social (APGS), a Sociedade Brasileira de Administração Pública (SBAP) e o editor e os coeditores convidados tornam pública a chamada de artigos envolvendo a temática “Dimensões Intraorganizacionais e Funções Gerenciais no Setor Público”, em comemoração aos 10 anos da APGS e aos cinco anos da SBAP.

Diretrizes para autores (Chamada Especial) - Clique aqui

Para submeterClique aqui (observe a orientação abaixo para selecionar a SEÇÃO CORRETA)

Sponsors

Histórico do periódico

Histórico da Revista APGS

A  Revista de Administração Pública e Gestão Social (APGS), ISSN 2175-5787, foi criada no ano de 2009 como um periódico trimestral para publicar  trabalhos científicos.

A escolha do editor desta revista é realizada em reunião de colegiado de professores e pesquisadores do Departamento de Administração e Contabilidade (DAD) a Universidade Federal de Viçosa (UFV), Brasil. A posse do editor é registrado em Ata de Reunião e o mesmo recebe um ato formal de posse para um mandato de três anos, podendo o mesmo ser reconduzido para novos mandatos.

O seu primeiro Editor foi o professor Marco Aurélio Marques Ferreira, no período de 2009 a junho de 2012. Neste período, ele contou com a colaboração de Ambrozina de Abreu Pereira Silva e Thiago dos Santos, que atuou no expediente da Revista APGS.

No início desse período, a editoria da revista em parceria com a Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Administração da UFV, na época, professora Suely de Fatima Ramos Silveira, conquistaram recursos financeiros no Edital do Programa Fundação Arthur Bernardes - Funarbe de Apoio à Pós-Graduação da UFV (Funarpós). Esses recursos auxiliaram na revisão técnica e linguística dos trabalhos publicados na revista APGS no período de 2009 a 2011.

Entre 2012 e março de 2015 a APGS teve como Editor Chefe e Científico o professor Magnus Luiz Emmendoerfer. Juntamente com ele, Gilberto Maurício Frade da Mata começou a atuar no expediente da Revista APGS.

Neste mesmo ano, a preocupação foi retomar a periodicidade trimestral de publicação dos trabalhos da revista, que possuía as edições de 2011 e 2012 em atraso, bem como publicar um editorial por edição com o objetivo de informar com mais frequência aos seus leitores, a ações e os resultados conquistados pela Equipe Editorial.

Em 2012 foi estabelecido que a cada três anos a Equipe Editorial formada pelos membros do Conselho de Política Editorial, do Comitê Editorial Científico e dos Pareceristas da Revista APGS pode ser renovada a pedido do editor ou dos próprios membros. A escolha desses membros é feita com base em sua experiência profissional e acadêmica, bem como na sua significativa produção científica na área de Administração Pública e Gestão Social.

Ao término do mandato trienal ou após a avaliação de trabalhos, todos recebem uma declaração da Editoria da Revista como forma de comprovar formalmente o reconhecimento pela colaboração voluntária prestada a Revista APGS.

Em 2012, a Revista APGS começou a conhecer e adotar gradualmente as Boas Práticas de Publicação Científica da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Administração - ANPAD. Neste mesmo ano, a Revista APGS foi incluída no portal Spell – Scientific Periodicals Electronic Library, que é um sistema de indexação, pesquisa e disponibilização gratuita da produção científica e de referência na área de administração. Além disso, firmou uma parceria com a empresa de Secretariado Executivo Trilingue (SEC Jr.) da UFV para assessorar com serviços de revisão linguistica e de tradução de trabalhos e do site da revista APGS.

Com isso, a revista foi classificada pela primeira vez nos estratos do sistema de avaliação Qualis da Coordenação Permanente de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, respectivamente por estrato/área de conhecimento:

B3 - CIÊNCIA POLÍTICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS

B4 - ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO

B5 - CIÊNCIAS AGRÁRIAS

C - ENGENHARIAS III

C - ECONOMIA

Essas qualificações reiteram o caráter multidisciplinar da revista APGS por meio de sua diversidade de temas e discussões contidas em seus trabalhos publicados.

Em 2013, a Revista APGS começou integrar novos diretórios e indexadores nacionais e internacionais, bem como publicar casos para o ensino, podendo ser considerada também um periódico de divulgação de tecnologia educacional para a área de Administração Pública e Gestão Social.

Assim, a equipe editorial em abril de 2013 conseguiu retomar a periodicidade de suas publicações, tendo publicado:

2011 - 3 edições com 5 artigos, totalizando 15 artigos publicados;

2012 – 4 edições com 5 artigos e 4 editoriais, totalizando 20 artigos publicados.

Nesse mesmo ano, a revista foi reclassificada conquistando um melhor estrato (em vigor) no sistema de avaliação Qualis/CAPES na sua área principal de conhecimento:

B3 - ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO

Além desta classificação, outras áreas de conhecimento incluíram em 2013, a revista APGS como um periódico de qualidade e de referência, com os seguintes:

B3 - INTERDISCIPLINAR


Em 2014, a equipe editorial sob coordenação do editor chefe da revista APGS, foram contemplados no edital 05/2014 - PROGRAMA DE APOIO A PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS E TECNOLÓGICASPUBLICAÇÃO DE PERIÓDICOS CIENTÍFICOS INSTITUCIONAIS da FAPEMIG – FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE MINAS GERAIS, que possibilitou financiar serviços de revisão técnica linguistica e gramatical dos trabalhos publicados em cada volume, bem como serviços de editoração para a revitalização do layout dos trabalhos e do site da revista APGS em termos de conteúdo gráfico/ilustrativo/textual com alinhamento/inserção nas redes sociais virtuais.

Com isso, a revista APGS se tornou mais visível internacionalmente sendo incluída no índice Google Acadêmico.

Em abril de 2015 o professor Wescley Xavier assumiu o posto de Editor Chefe e Científico, tendo atuado no ano de 2014 como Editor Adjunto.  No ano de 2015 a APGS consolida sua política de publicar um mínimo de 6 trabalhos originais por edição, com a colaboração honorífica de editores científicos convidados de várias universidades do Brasil.

Outra novidade é a reclassificação no Qualis/CAPES para o estrato B2 na área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo.

Em 2016, a revista foi inserida na base Diadorim do IBICT e passou a contar a colaboração do professor Josiel Lopes Valadares (DAD/UFV) como editor adjunto.

 

Produção editorial desde a criação da revista em janeiro de 2009:

8 volumes, 30 edições com 156 artigos, 19 editoriais e 7 casos para o ensino publicados.

 

Atualizado em 14/07/2016