Manejo comunitário e governança ambiental para o desenvolvimento local: análise de uma experiência de uso sustentável de floresta na Amazônia

  • Ana Luiza Violato Espada Universidade Federal do Pará e Instituto Floresta Tropical
  • Mário Vasconcellos Sobrinho Universidade Federal do Pará e Universidade da Amazônia
Palavras-chave: Manejo florestal, Governança ambiental, Gestão de recursos florestais

Resumo

Discute-se neste artigo a contribuição da governança ambiental para o êxito de programas e projetos de desenvolvimento local na Amazônia brasileira. Especificamente, debate-se a conformação de um modelo de governança ambiental liderado por uma cooperativa de base comunitária para o manejo florestal. A discussão é derivada de uma pesquisa piloto realizada com atores-chave da cooperativa a partir de entrevistas e observações durante oficina de treinamento para aplicação de ferramenta de análise financeira de empreendimentos florestais comunitários. Identificou-se que parcerias, redes de relações socioprodutivas e acordos de cooperação resultam no empoderamento de atores locais e, consequentemente, em governança ambiental. Esta última facilita o uso sustentável dos recursos naturais e o desenvolvimento local de base comunitária. Considerando fatores políticos, organizacionais e de gestão, a cooperativa estudada pode ser considerada referência nacional e internacional de caso bem sucedido de manejo florestal comunitário, governança ambiental e desenvolvimento local baseado no uso sustentável de floresta pública na Amazônia brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Luiza Violato Espada, Universidade Federal do Pará e Instituto Floresta Tropical

Coordenadora da estratégia de Extensão Florestal Comunitária no Instituto Floresta Tropical (IFT). Desenvolve junto às populações tradicionais, órgãos públicos e organizações não governamentais modelos de manejo florestal comunitário e familiar, além de pesquisar e discutir processos de governança para o manejo de florestas comunitárias na Amazônia brasileira.

Mário Vasconcellos Sobrinho, Universidade Federal do Pará e Universidade da Amazônia
Economista (1987), Mestre em Planejamento do Desenvolvimento pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA) da Universidade Federal do Pará (2000). PhD em Estudos do Desenvolvimento (2007) pelo Centre for Development Studies (CDS), University of Wales Swansea (Reino Unido). Atualmente é economista da Universidade Federal do Pará e professor do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local do Núcleo de Meio Ambiente da UFPA (NUMA/UFPA). É pesquisador e professor titular da Universidade da Amazônia onde leciona no Programa de Pós-Graduação em Administração, linha de pesquisa Desenvolvimento Sustentável. Tem experiência na área de Economia e Desenvolvimento com ênfase nos seguintes temas: universidade e pesquisa, populações tradicionais, políticas públicas e gestão do desenvolvimento, gestão dos recursos naturais e desenvolvimento local com ênfase na discussão sobre governança, participação social e parcerias.
Publicado
2015-11-06
Como Citar
Espada, A. L. V., & Sobrinho, M. V. (2015). Manejo comunitário e governança ambiental para o desenvolvimento local: análise de uma experiência de uso sustentável de floresta na Amazônia. Administração Pública E Gestão Social, 7(4), 169-177. Recuperado de https://periodicos.ufv.br/apgs/article/view/4606
Seção
Artigos