Perspectivas do Território no Sistema Agroalimentar Localizado: o Caso da Uva no Município de Marialva-PR

  • Jaiane Aparecida Pereira Universidade Estadual de Maringá - UEM
  • Priscilla Borgonhoni Chagas Universidade Estadual de Maringá - UEM
  • Sandra Mara Schiavi Bankuti Universidade Estadual de Maringá - UEM
Palavras-chave: Território, Desenvolvimento territorial, SIAL

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo compreender as ações e os atores que configuram Marialva como um território produtor de uva fina. Articulam-se teoricamente questões sobre território e desenvolvimento territorial e sobre Sistema Agroalimentar Localizado (SIAL), que é um tipo de arranjo envolvendo relações de produção organizadas horizontal e verticalmente que emergem a partir da ação coletiva e da coordenação local em torno de um recurso territorializado. Para tanto, foi realizada uma pesquisa descritiva, com dados secundários e análise documental. Admitem-se avanços analíticos ao combinar a perspectiva do SIAL com uma abordagem ampliada de território, haja vista que um sistema agroalimentar localizado envolve não só aspectos econômicos e sociais, mas também aspectos políticos, culturais e da natureza, reciprocamente relacionados. Frisa-se a necessidade de que o desenvolvimento local seja alvo de discussão e análise por parte dos agentes públicos e da sociedade civil organizada, tendo em vista um maior desenvolvimento territorial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaiane Aparecida Pereira, Universidade Estadual de Maringá - UEM
Doutoranda em Administração pela Universidade Estadual de Maringá
Priscilla Borgonhoni Chagas, Universidade Estadual de Maringá - UEM
Professora Adjunta na Universidade Estadual de Maringá - UEM
Sandra Mara Schiavi Bankuti, Universidade Estadual de Maringá - UEM
Professora Adjunta na Universidade Estadual de Maringá - UEM

Referências

Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. (2009). Lei n° 16.231 de 28 de agosto de 2009. Recuperado de http://portal.alep.pr.gov.br/

Almeida, A.C.S. (2010). A viticultura como base econômica da pequena propriedade no município de Marialva-PR (Dissertação de Mestrado). Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR, Brasil.

Almeida, A.C.S., & Serra, E. (2012). O papel da colônia japonesa, da EMATER e do governo municipal na implantação e fortalecimento da viticultura no município de Marialva-PR. Campo-Território: Revista de Geografia Agrária, 7(13).

Almeida, A.C.S., & Serra, E. (2013). A viticultura em Marialva-PR – a utilização de mão de obra familiar na cadeia de produção da uva. Geoingá: Revista do Programa de Pós-Graduação em Geografia 5(1).

Alves, A.P., & Pelegrini, S.C.A. (2010). Histórias e Memórias dos cafeicultores no Paraná: o cotidiano e as práticas de trabalho da população de Marialva (1940-1960). Revista de História Regional, 15(1).

Ambrosini, L.B., Filippi, E.E., & Miguel, L.A. (2009). Produção de Queijo Serrano: estratégia de reprodução social dos pecuaristas familiares do sul do Brasil sob a perspectiva multidisciplinar do Sistema Agroalimentar Localizado–SIAL. Estudo & Debate, 16(2).

Agência Sebrae de Notícias Paraná. Produtores de uva de Marialva apostam em novas tecnologias. 07 jul.2015. Disponível em: . Acesso em: 06 jan.2016.

Boucher, F., & González, J.A.R. (2011). Guia Metodológica para la activación de Sistemas Agroalimentarios Localizados (SIAL). IICA, CIRAD, REDSIAL México-Europa. México: IICA.

Boucher F., Requier-Desjardins, D., & Brun, V. (2010). SYAL: um nouvel outil pour le developpement de territoires marginaux. Anais do ISDA–Innovation and Sustainable Development in Agriculture and Food. Montpellier, França.

Cândido, P.A., Malafaia, G.C., & Rezende, M.L. (2012). A exploração do pequi na região norte de Minas Gerais: abordagem por meio do Sistema Agroalimentar Localizado. Revista IDeAS, 5(2).

Dematteis, G. (2005). Geografia democrática, território e desenvolvimento local. Formação, 2(12).

Diáz-Bautista, A. (2001). Efectos de la Globalización en la Competitividad y en los Sistemas Productivos Locales de México. Observatorio de la Economía Latinoamericana. Recuperado de http://www.eumed.net/cursecon/ecolat/mx/index.htm

Ferreira, J.C.V. (2006). Municípios Paranaenses: origens e significados de seus nomes. 21. ed. Curitiba: Secretaria de Estado da Cultura.

Fourcade, C., Muchnik, J., & Treillon, R. (2005). Système de production localisés: le cas de l’agroalimentaire. GIS SYAL, MAPAAR, DATAR.

Freitas, A. F, Freitas, A. F., & Dias, M. M. (2012). Gestão social e políticas públicas de desenvolvimento territorial. Administração Pública e Gestão Social, 4(1), 76-100.

Google Street View (2011). Marialva, Paraná. Recuperado de https://www.google.com/maps

Haesbaert, R. (2004). Des-caminhos e perspectivas do território. In: Ribas, A.D., Sposito, E.S., & Saquet, M.A. Território e desenvolvimento: diferentes abordagens. Francisco Beltrão: UNIOESTE.

Hiera, M.D., & Silveira, L.M. (2011). A dinâmica climática e as necessidades da videira: estudo de caso Marialva-PR. Geoingá: Revista do Programa de Pós-Graduação em Geografia, 3(2).

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2015). Cidades@. Recuperado de http://cidades.ibge.gov.br/

Sistema IBGE de Recuperação Automática. (2014). Produção Agrícola Municipal 2014. Recuperado de http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/pam/default.asp

Inventário Turístico Marialva-PR. (2015). Sebrae. Marialva.

Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. (2002). Modernização da Agricultura Familiar. Curitiba: IPARDES.

Krone, E.E., Thomé da Cruz, F., & Menasche, R. (2010). Del Lomo de Las mulas a la Clandestinidad: Dilemas entre las Exigencias Legales y el Sistema Tradicional de Producción del Queso Serrano de los Campos de Cima da Serra (Brasil). Anais do EAAE SEMINAR. Parma-Italy: EAAE, 116.

Lins, H.N. (2006). Sistemas agroalimentares localizados: possível “chave de leitura” sobre a maricultura em Santa Catarina. RER, Rio de Janeiro, 44(2).

Lourenzani, A.E.B.S., Bankuti, S.M.S., & Peterson, H. (2013). Geographical indication and LAFS sustainability: evidences from specialty coofee from the Norte Pioneiro region in Brazil. Anais do Congresso Internacional SIAL. Florianópolis, 6.

Malafaia, G.C.; Barcellos, J.O.J. (2006). Sistemas agroalimentares locais e a Visão Baseada em Recursos: construindo vantagens competitivas para a carne bovina gaúcha. Revista de Economia e Agronegócio, 5(1).

Malafaia, G.C., Barcellos, J.O.J., Aguiar, L.K., Azevedo, D.B., & Pinto, M. (2007). Building competitive advantages to the livestock farming in Rio Grande do Sul: the case of the Indication of Origin to the “Meat of the Gaúcho Pampas”. Anais do International Food & Agribusiness Management Association: 17th Annual World Symposium. Parma-Italy, 17.

Mariani, M. A. P., & Arruda, D. O. (2010). Território, territorialidade e desenvolvimento local: um estudo de caso dos empreendimentos econômicos solidários de Corumbá/MS. Anais do Congresso da SOBER. Campo Grande/MS, 48.

Menezes, S.S.M. (2011). Queijo Artesanal: identidade, prática cultural e estratégia de reprodução social em países da América Latina. Revista Geográfica de América Central, n.especial, EGAL, Costa Rica.

Merriam, S. B. (1998). Qualitative research and case study applications in education. San Francisco: Jossey-Bass.

Ministério dos Transportes. (2010). Banco de informações e mapas de transporte-BIT. Recuperado de http://www2.transportes.gov.br/bit/01-inicial/index.html

Moraes, J.L.A., & Schneider, S. (2010). Perspectiva territorial e abordagem dos sistemas produtivos localizados rurais: novas referências para o estudo do desenvolvimento rural. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, 6(2).

Muchnik, J., Cañada, J.S., & Salcido, G.T. (2008). Systèmes agroalimentaires localisés: état des recherches et perspectives. Cahiers Agricultures, 17(6).

Muchnik, J., & Sautier, D. (1998). Systèmes Agro-alimentaire Localisés et Construction de Territoires. CIRAD.

Muls, L. M. (2008). Desenvolvimento local, espaço e território: o conceito de capital social e a importância da formação de redes entre organismos e instituições locais. Revista EconomiA, Brasília (DF), 9, 1-21, jan/abr.

Prefeitura Municipal de Marialva. (2014). Portal “Parreiral de Uva” será inaugurado durante a Festa da Uva. Recuperado de http://www.marialva.pr.gov.br/comunicacao_2536_0_Portal-%E2%80%9CParreiral-de-Uva%E2%80%9D-sera-inaugurado-em-breve

Prefeitura Municipal de Marialva. (n.d.). Galeria de fotos. Recuperado de http://www.marialva.pr.gov.br

Raffestin, C. (2009). A produção das estruturas territoriais e sua representação. In: Saquet, M.A., & Sposito, E.S.(Orgs.), Territórios e territorialidades: teorias, processos e conflitos. São Paulo: Expressão Popular.

Rambo, A.G., & Filippi, E.E. (2009). Das concepções clássicas à abordagem territorial: para (re)pensar processos de desenvolvimento na agricultura familiar. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, 5(1).

Rambo, A.G., Filippi,, & Ruckert, A.A. (2007). Cenários contemporâneos de desenvolvimento territorial: aplicabilidade de políticas públicas em contextos locais organizados. Anais do Congresso da SOBER. Londrina: 45.

Requier-Desjardins, D. (1999). Agro-Industria Rural y Sistemas Agroalimentarios Localizados: ¿Cuáles puestas? Quito: PRODAR.

Roberto, S.R., Assis, A.M., Genta, W., Yamamoto, L.Y., & Sato, A.J. (2012). ‘Black Star”: uma mutação somática natural da uva fina de mesa cv. Brasil. Revista Brasileira de Fruticultura, 34(3).

Roberto, S.R., Yamashita, F., Kanai, H.T., Yano, M.Y., Paiolo, P.A.C., Sasano, E.M., & Genta, W. (2002). Efeito da época do anelamento de tronco na antecipação da maturação da uva ‘Rubi’. Acta Scientiarum, 24(5).

Santos, R.A. (2011). Território e modernização da agricultura no Sudoeste do Paraná. Revista Espaço Acadêmico, 118.

Sato, A.J., & Roberto, S.R. (2004). A viticultura no Paraná. Universidade Estadual de Londrina.

Saquet, M.A. (2005). A relação espaço-tempo e a apreensão do movimento em estudos territoriais. Anais do Encontro de Geógrafos da América Latina, São Paulo, 10.

Saquet, M.A. (2009). Por uma abordagem territorial. In: Saquet, M.A., & Sposito, E.S.(Orgs.), Territórios e territorialidades: teorias, processos e conflitos. São Paulo: Expressão Popular.

Saquet, M.A. (2015). Abordagens e concepções de território. São Paulo: Outras Expressões.

Saquet, M.A., & Briskievicz, M. (2009). Territorialidade e identidade: um patrimônio no desenvolvimento territorial. Caderno Prudentino de Geografia, 1(31), pp. 3-16.

Schneider, S. (2004). A abordagem territorial do desenvolvimento rural e suas ligações externas. Revista Sociologias, 6(11), Porto Alegre, pp.88-125, jan/jun.

Souza, M.L. (2009). “Território” da divergência (e da confusão): em torno das imprecisas fronteiras de um conceito fundamental. In: Saquet, M.A., Sposito, E.S.(Orgs.), Territórios e territorialidades: teorias, processos e conflitos. São Paulo: Expressão Popular.

Specht, S., & Ruckert, A.A. (2008). Sistema Agroalimentar local: uma abordagem para a análise da produção de morangos, no vale do Caí, RS. Anais do Congresso da SOBER. Rio Branco, 46.

Specht, S. (2014). Morangos do Vale do Caí-RS: um sistema agroalimentar territorializado. Campo-Território: Revista de Geografia Agrária, 9(19).

Teixeira, T.R.A., Andrade, Á.A.V. (2010). O conceito de território como categoria de análise. Anais do Encontro Nacional dos Geógrafos. Porto Alegre, 16.

Tonin, T.A., Muniz, A.S., Scapim, C.A., Silva, M.A.G., Albrecht, L.P., & Conrado, T.V. (2009). Avaliação do estado nutricional das cultivares de uva Itália e rubi no município de Marialva, Estado do Paraná. Acta Scientiarum Agronomy, 31(1).

Triviños, A.N.S. (2010). Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. Atlas: São Paulo.

Vale, A.L.F., Saquet, M.A., & Santos, R. (2005). O território: diferentes abordagens e conceito-chave para a compreensão da migração. Faz Ciência–Sociedade, Espaço e Economia, 7(1).

Veiga, J.E. (2005). A história não os absolverá nem a geografia. Armazén do Ipê (Autores Associados): Campinas-SP.
Publicado
2019-04-01
Como Citar
Pereira, J. A., Chagas, P. B., & Bankuti, S. M. S. (2019). Perspectivas do Território no Sistema Agroalimentar Localizado: o Caso da Uva no Município de Marialva-PR. Administração Pública E Gestão Social, 11(2), 107-125. Recuperado de https://periodicos.ufv.br/apgs/article/view/5219
Seção
Artigos