Concepções de Justiça e a Análise de Políticas Públicas

Autores

  • Camila Gonçalves De Mario Núcleo de Estudos de Políticas Públicas - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

DOI:

https://doi.org/10.21118/apgs.v1i1.4803

Palavras-chave:

, políticas públicas, teorias da justiça, justiça social.

Resumo

Este artigo tem como objetivo propor uma análise das políticas públicas que leve em consideração questões normativas de justiça. Seu ponto de partida é a assunção de que as políticas públicas têm dentre suas finalidades garantir a justiça social. Entende-se que as políticas públicas são instituições que distribuem bens e recursos sociais e são voltadas para a realização dos direitos fundamentais da cidadania, tarefa que tem importante impacto sobre a distribuição de bens e recursos em sociedade e portanto para a mitigação da desigualdade social. A partir dessa premissa e de uma breve apresentação de concepções de justiça basilares para a reflexão desenvolvida, este artigo propõe uma análise substantiva das políticas públicas a partir de concepções de justiça e apresenta duas perspectivas a partir das quais realizá-las, uma de cunho institucional-procedimentalista e, outra a partir das ideias e valores que são fundamento das instituições e da ação política.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Gonçalves De Mario, Núcleo de Estudos de Políticas Públicas - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutora em Ciências Socias - IFCH - UNICAMP

Pós - doc pelo programa de Gestão em Políticas Públicas - EACH - USP

Pesquisadora do NEPPs - Núcleo de Estudos de Políticas Públicas - UNESP (Franca)

Referências

DE MARIO, C. (2013) Saúde como questão de Justiça. Tese de Doutorado. IFCH – UNICAMP, Campinas – SP.
FORST, R. (2012) The Right to justification. Elements of a construtivist theory of justice. NY: Columbia University Press.
_______. (2014) Justification and Critique. Towards a Critical Theory of Politics. Cambrigde, UK: Polity Press.
_______. (2010) Contextos da Justiça: filosofia política para além de liberalismo e comunitarismo, São Paulo: Boitempo.
MERKEL, Wolfgang. (2007) Soziale Gerechtekeit: Theorie und Wirklichkeit. In: www.fesonline-akademie.de.
MORRIS, C. (2005) Um ensaio sobre o Estado Moderno. SP: Landy Editora.
PIERSON, P. (2006) Public Policies as Institutions. In: Rethinking Political Institutions. The art of the state. Org. Ian Shapiro, Stephen Skowronek, Daniel Galvin. (pp.114-131) New York/London: New York University Press.
RAWLS, J. (2008) Uma Teoria da Justiça. São Paulo: Ed. Martins Fontes.
ROTHSTEIN, B. (1998) Just Instituitions Matter. Cambrigde, United Kingdom: Cambrigde, University Press.
SARLO, Beatriz. (2005) Tempo presente: notas sobre a mudança de uma cultura. Rio de Janeiro: José Olympo.
SMITH, R. (2006) Which comes first, the ideas or the institutions? In: Rethinking Political Institutions. The art of the state. Org. Ian Shapiro, Stephen Skowronek, Daniel Galvin. (pp. 91-113). New York/London: New York University Press, 2006.
VITA, Alvaro de. (2008) O liberalismo igualitário. Sociedade Democrática e justiça internacional. São Paulo: Ed. WMF Martins Fontes.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2016-01-06

Como Citar

De Mario, C. G. (2016). Concepções de Justiça e a Análise de Políticas Públicas. Administração Pública E Gestão Social, 1(1), 5-14. https://doi.org/10.21118/apgs.v1i1.4803

Edição

Seção

Artigos