Gastos públicos e a qualidade da educação em Minas Gerais: uma análise de 2006 a 2010

  • Joyce Santana Bernardo Universidade Federal de Viçosa
  • Fernanda Maria de Almeida Universidade Federal de Viçosa

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar se os recursos públicos aplicados nas atividades de educação influenciam o nível de qualidade do ensino nos municípios que compõem o Estado de Minas Gerais. Para tanto, utilizou-se um modelo de dados em painel dinâmico, em um período de cinco anos, relacionando o Índice Geral de Qualidade da Educação (IQE) com o recurso aplicado na educação e características dos municípios e das escolas. De maneira geral, verificou-se que os recursos per capita investidos na educação, o acesso à internet para os alunos, o PIB per capita municipal e a taxa de frequência dos alunos às escolas são fatores que contribuem positivamente com o IQE. Ademais, observa-se que, em média, os municípios mineiros possuem perfil dinâmico positivo quanto à qualidade da educação. Isso significa que a qualidade da educação no período atual contribui favoravelmente para a o aumento da mesma qualidade em períodos futuros.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-07-01
Como Citar
Santana Bernardo, J., & Almeida, F. M. de. (2019). Gastos públicos e a qualidade da educação em Minas Gerais: uma análise de 2006 a 2010. Administração Pública E Gestão Social, 11(3), 1-21. Recuperado de https://periodicos.ufv.br/apgs/article/view/5236
Seção
Artigos