A CONTRIBUIÇÃO DA MERITOCRACIA PARA O CRESCIMENTO DA COMPLEXIDADE ECONÔMICA

Autores

  • Adilson Giovanini UDESC
  • Marcelo Arend
  • Felício Oliveira Pinto

DOI:

https://doi.org/10.25070/rea.v17i2.7896

Resumo

A literatura de complexidade econômica mostra que alguns produtos possuem capacitações em comum e tendem a ser fabricados em conjunto, enquanto outros possuem capacitações específicas, o que dificulta a sua fabricação conjunta. As firmas que fabricam produtos que possuem poucas capacitações em comum possuem menor meritocracia e ficam presas na armadilha da acomodação, não possuindo incentivo a migrar para novos produtos. A análise fatorial e um modelo em painel para dados de 42 países no período 2006-2014 são utilizados para testar qual a contribuição da meritocracia nas firmas para o aumento da complexidade. Os resultados encontrados indicam que os países que possuem maior Índice de Complexidade Econômica apresentam maior meritocracia nas empresas e esta consegue estimular a aquisição de novas capacitações e o aumento da complexidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-14

Como Citar

Giovanini, A., Arend, M., & Oliveira Pinto, F. (2019). A CONTRIBUIÇÃO DA MERITOCRACIA PARA O CRESCIMENTO DA COMPLEXIDADE ECONÔMICA. Revista De Economia E Agronegócio, 17(2), 362-388. https://doi.org/10.25070/rea.v17i2.7896

Edição

Seção

Edição Especial - Macroeconomia e Desenvolvimento

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)