O DÉFICIT NA CAPACIDADE ESTÁTICA DE ARMAZENAMENTO NAS REGIÕES CENTRO-OESTE E SUL DO BRASIL

  • Waldemiro Alcântara da Silva Neto FACE/UFG
  • THIAGO LIMA SANTOS

Resumo

O objetivo deste artigo foi analisar o déficit na capacidade estática de armazenagem de grãos no Brasil por mesorregiões nas regiões Centro-Oeste e Sul no ano de 2016. Especificamente, realizar uma análise qualitativa comparativa, por meio de mapas e tabelas, entre a quantidade de armazéns existente em cada mesorregião e confrontar esse dado com a produção de grãos, gerando assim a informação do déficit ou superávit na capacidade de armazenamento. A contribuição desse artigo está em trazer para a literatura e para os formuladores de políticas voltadas à armazenagem, qual a necessidade de armazenagem por mesorregião nas duas maiores regiões produtoras de grãos. Os resultados apontaram que há déficit em ambas regiões, onde, no Centro-Oeste é maior (25,66%) que a Sul (11,92%). No entanto, o Sul apresenta seis mesorregiões com superávit, em geral, próximas as capitais estaduais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AZEVEDO, L. F.; OLIVEIRA, T. P.; PORTO, A. G.; SILVA, F. S. A capacidade estática de armazenamento de grãos no Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 28., 2008, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ABEPRO, 2008. p. 1-14.

BARROS, G. S. C. Economia da comercialização agrícola. Piracicaba: ESALQ/USP, 2007. p. 120.

BIAGI, J. D.; BERTOL, R. & CARNEIRO, M. C. Armazéns em unidades centrais de armazenamento (Cap. 33; p. 157-161) In: LORINI, I.; MIIKE, L. H. & SCUSSEL, V. M.; Armazenagem de Grãos, 2002.

BORGES, M.; SILVA, A. M. V.; SANTOS, B. A.; SILVA, E. G.; TEIXEIRA, J. F.; CARAGÉ, R. S. Tipos de Armazéns. Curso Tecnólogo em Logística. Guarulhos, 2009.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. Levantamento de safra. Brasília, 2017. Disponível em: < http://www.conab.gov.br/conteudos.php?a=1253&t=2>. Acesso em: 28 set. 2017.

D’ARCE, M. A. B. Pós-colheita e armazenamento de grãos. Piracicaba: ESALQ/USP, 2008.

ELIAS, M. C. Armazenamento e conservação de grãos. Pelotas: UFP, 2003. Disponível em: <http://www.ebah.com.br/content/ABAAAA2bQAG/armazenamento-conservacao-graos>. Acesso em: 29 set. 2017.

GIOVINE, H.; CHRIST, D. Tudo sobre processos de armazenagem de grãos: um estudo de caso da região de Francisco Beltrão. Ciências Sociais em Revistas. V 10, nº 18. 2010 p. 139 a 152.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Disponível em: < https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/17901-ibge-preve-safra-de-graos-8-9-menor-em-2018 >, Acesso em: 20 set. 2017.

LEITE, G. L. D. Capacidade de armazenagem e escoamento de grãos do estado do Mato Grosso. Brasília: UNB, 2013.

MENDES, J. T. G.; PADILHA JUNIOR, J. B. Agronegócio: uma abordagem econômica. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

MORABITO, R.; IANNONI, A. P. Logística Agroindustrial (cap. 4). In: BATALHA, M. O. Gestão Agroindustrial: GEPAI: Grupo de Estudos e Pesquisas Agroindustriais. São Paulo: Atlas, 2007.

MUR, C. C. Otimização da localização de unidades armazenadoras no estado de Goiás. Brasília: UNB, 2014.

NOGUEIRA JUNIOR, S.; TSUNECHIRO, A. Produção agrícola e infraestrutura de armazenagem do Brasil. Informações econômicas, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 7-18, fev. 2005.

NOGUEIRA, M. A. F. S. O armazenamento de grãos nas regiões da grande dourados e sul-fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai: um estudo de caso. Campo Grande: UFMS, 2007.

PUZZI, D. Manual de armazenamento de grãos. São Paulo: Agronômica Ceres, 1977.

SILVA NETO, W. A.; BASTOS, A. C.; ARRUDA, P. N. O déficit na capacidade estática de armazenagem de grãos no estado de Goiás. Gestão & Regionalidade. São Caetano do Sul, v. 32, n. 96, p. 151-169, set. - dez. 2016.

SILVA, J. S. Secagem e armazenagem de produtos agrícolas. Viçosa: Aprenda Fácil, 2000.

WEBER, E. Armazenagem Agrícola. 2 ed. Guaíba: Livraria e Ed. Agropecuária Ltda. p. 191-193, 2001.

Publicado
2019-12-16
Como Citar
Silva Neto, W. A. da, & SANTOS, T. L. (2019). O DÉFICIT NA CAPACIDADE ESTÁTICA DE ARMAZENAMENTO NAS REGIÕES CENTRO-OESTE E SUL DO BRASIL. Revista De Economia E Agronegócio, 17(3), 507-530. https://doi.org/10.25070/rea.v17i3.8358
Seção
Artigos