LUGARES INSTITUCIONAIS DO PENSAR E FAZER DA EDUCAÇÃO DO CAMPO: UMA REDE CONSTITUÍDA DE VÁRIAS REDES

  • Maria do Socorro Silva Universidade Federal de Campina Grande
Palavras-chave: PALAVRAS-CHAVES, Educação do Campo. Lugares Institucionais da Educação do Campo. Estudo exploratório em educação do campo.

Resumo

RESUMO: Este artigo se origina da tese As Práticas Pedagógicas das Escolas do Campo: a escola na vida e a vida como escola, cujo objetivo foi compreender as práticas pedagógicas que se desenvolvem nas Escolas Básicas do Campo, que se filiam ao discurso político-pedagógico e epistemológico da Educação do Campo, posto em circulação por diferentes organizações sociais, principalmente a partir dos anos de 1990 no Brasil. O estudo exploratório objetivou mapear as iniciativas da Educação do Campo. Como resultados delimitou-se os lugares institucionais construtores da concepção e prática pedagógica da Educação do Campo e ampliou-se a compreensão das práticas pedagógicas das Escolas do Campo, evidenciando as redes que constituem o movimento político pedagógico e epistemológico da Educação do Campo em sua heterogeneidade e com seus traços de semelhanças que contestam o paradigma de desenvolvimento hegemônico e o modelo de escola urbanocentrica e descontextualizada da realidade do campo brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria do Socorro Silva, Universidade Federal de Campina Grande
Professora Adjunta da Universidade Federal de Campina Grande- Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido lotada na Unidade Acadêmica de Educação do Campo. Possui graduação em Psicologia pela Universidade Estadual da Paraíba (1984), graduação em Pedagogia pela Universidade Federal da Paraíba (1987), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco(2000) e doutorado em Educação pela UFPE(2009). Coordenadora da Licenciatura em Educação do Campo(2011-2015). Membro do Fórum Nacional da Educação do Campo e do Comitê Estadual de Educação do Campo da Paraíba. Membro da Executiva da Rede de Educação Contextualizada do Semiárido e do Conselho Editorial do Caderno Multidisciplinar da RESAB. Coordenadora Institucional do PIbid Diversidade da UFCG. Líder do Grupo de Pesquisa do CNPq Educação do Campo, formação docente e práticas pedagógicas. Professora vinculada ao Programa de Pós Graduação em Educação da UFCG. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação do Campo e Educação Contextualizada , atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, práticas pedagógicas, políticas educacionais, processos educativos nos movimentos sociais e Educação Popular.
Publicado
2015-12-15
Como Citar
Silva, M. do S. (2015). LUGARES INSTITUCIONAIS DO PENSAR E FAZER DA EDUCAÇÃO DO CAMPO: UMA REDE CONSTITUÍDA DE VÁRIAS REDES. Educação Em Perspectiva, 6(2). https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v6i2.658
Seção
Dossiê