SUBSTRATOS ALTERNATIVOS NO CRESCIMENTO INICIAL DE MUDAS DE Cassia grandis L. f

Ângela Santos de Jesus Cavalcante dos Anjos, Rafaela Simão Abrahão Nóbrega, Flávia Melo Moreira, Janildes de Jesus da Silva, Caliane da Silva Braulio, Júlio César Azevedo Nóbrega

Resumo


A utilização de resíduos orgânicos agropecuários e agroindustriais para compor os substratos de cultivo pode ser uma alternativa viável para a produção de mudas de qualidade. Diante disso, objetivou-se avaliar o efeito de proporções e resíduos orgânicos na formulação de substratos para a produção de mudas de Cassia grandis L. f. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, sendo disposto em delineamento experimental inteiramente casualizado em esquema fatorial (2 x 5), com oito repetições, constituídos com dois tipos de resíduos (resíduo de fibras de Agave sisalana e o composto orgânico de poda de árvore e esterco bovino e caprino), combinados com Neossolo Quartzarênico e homogeneizados em cinco proporções resíduo:solo (0:100; 20:80; 40:60; 60:40; 80:20; v/v). Após 90 dias da semeadura, avaliaram-se: altura da planta, diâmetro do colo, número de folhas, comprimento da raiz, massa seca da parte aérea, raiz e total, relação entre altura e diâmetro do caule, relação altura e massa seca da parte aérea, relação massa seca da parte aérea e massa seca da raiz e o Índice de Qualidade de Dickson. O uso de substratos constituídos por proporções de resíduo da extração de fibras de Agave sisalana e o composto orgânico de poda de árvore acrescido de esterco bovino e caprino acondicionados a Neossolo Quartzarênico não promovem efeito no crescimento inicial de Cassia grandis L. f. As mudas de Cassia grandis L. f. cultivadas em substrato constituído apenas com Neossolo Quartzarênico apresentam maior Índice de Qualidade de Dickson.


Palavras-chave


Produção de mudas; resíduos de fibras de Agave sisalana; composto orgânico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21206/rbas.v8i3.3052

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317