CARACTERIZAÇÃO E AVALIAÇÃO ECONÔMICA DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE AGRICULTURA FAMILIAR NO SEMIÁRIDO

João Virgínio Emerenciano Neto, Genildo Fonseca Pereira, Henrique Rocha de Medeiros, Ângela Patrícia Alves Coelho Gracindo, Gelson dos Santos Difante

Resumo


Este trabalho teve por objetivo caracterizar as unidades de produção de agricultura familiar (UPF) da Região Central do Rio Grande do Norte. Foram acompanhadas oito UPF no município de Lajes e a coleta de dados foi realizada utilizando-se dois questionários: um de diagnóstico e outro de informações econômicas, ambos referente ao período de julho de 2008 a junho de 2009. Os dados foram analisados utilizando-se estatística descritiva (média e desvio padrão). A UPF tem em média 2,8 trabalhadores com idade de 37 anos. Todos os entrevistados fazem parte de algum sistema associativo, principalmente associações de produtores (87,5%), e também já participaram de capacitação em pecuária; 75% na área de sanidade. Do total de UPF estudadas, 75% têm algum financiamento rural. Os recursos hídricos encontrados foram diversos, dos quais em 12,5% dos estabelecimentos a água é imprópria para consumo. A área média das propriedades foi de 107 ha e o número total de animais foi de 180 cabeças. A margem bruta média das UPF foi de R$ 705,87/mês, originada principalmente da bovinocultura (62%). Apesar disso, a ovinocultura está se expandindo na UPF, por ser uma fonte de geração de renda e trabalho nas UPF e ter um mercado demandante para seus produtos. Todavia, os resultados demonstraram que há necessidade de mais linhas de crédito de investimento para tornar possíveis os processos de inovação, aumentar a produção e a geração de renda nas UPF.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21206/rbas.v1i1.7

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317