EMISSÃO DE DIÓXIDO DE CARBONO PELA CAMA DE PRIMEIRO LOTE DE FRANGOS DE CORTE

João Dionísio Henn, Luciane Bockor, Fábio Ritter Marx, Arlei Coldebella, Andrea Machado Leal Ribeiro, Alexandre de Mello Kessler

Resumo


Objetivou-se avaliar as concentrações de gases de efeito estufa (CO2, CH4 e N2O) no ambiente interno das instalações e determinar a emissão de CO2 com base no balanço de C da cama de primeiro lote de frangos de corte de linhagens de médio (C44) e de alto desempenho (Cobb 500). Amostras de gases foram coletadas através de câmaras colocadas sobre a cama dentro dos boxes. Aos 0, 10, 20 e 30 minutos após o fechamento das câmaras, foram retiradas amostras de ar com seringas de polipropileno de 20mL e analisadas por cromatografia gasosa. Com base no balanço de C da cama foi estimado o total de CO2 emitido. A concentração de CO2 foi 3,5 vezes maior no ar do interior do aviário em relação ao ar externo e não houve diferença para N2O e CH4. As emissões de CO2 estimadas pelo balanço de C da cama (em g/frango) foram maiores nos machos Cobb em relação às fêmeas Cobb e ambos maiores que a linhagem C44, independente do sexo, no período de 1 a 49 dias de idade. Quando expressas em g kg PV -1, não houve diferenças entre linhagens e sexos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21206/rbas.v4i1.235

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317