QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE CEBOLA 'ATACAMA' PRODUZIDA COM DIFERENTES DOSAGENS DE NITROGÊNIO

Acácio Figueiredo Neto, Rodrigo Andrade Teixeira, George Ricardo Libório Bandeira, Nelson Cárdenas Olivier

Resumo


A cebola é uma cultura economicamente importante para o Brasil e a sua produção vem crescendo em várias regiões do país. A região Nordeste utiliza sementes de cebola de qualidade inferior que outras regiões do Brasil, e isto faz com que a produção seja menor. A região do Vale do São Francisco é considerada de grande potencial agrícola e diversos empresários estão investindo em agricultura. Por isso pesquisadores desenvolvem variedades de cebolas para se adaptar as condições do semiárido nordestino. Este trabalho teve como objetivo avaliar as condições físicas e químicas da cebola híbrida ‘Atacama’, produzida na estação experimental da EMBRAPA em Mandacaru, Juazeiro – BA. Os experimentos foram realizados no laboratório de armazenamento de produtos agrícolas do Colegiado de Engenharia Agrícola e Ambiental da UNIVASF onde se observou que os bulbos armazenados em temperatura refrigerada possuem perda de massa menor que frutos armazenados em temperatura ambiente. A cor da cebola após 30 dias de armazenamento escurece e a firmeza diminui à medida que o fruto fica armazenado. Não houve variações na qualidade da cebola em pós-colheita com a variação de dosagem de 120 kg/ha e 70 kg/ha de nitrogênio.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21206/rbas.v4i1.239

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317