AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE PASTAGENS NO CERRADO BRASILEIRO POR MEIO DE GEOTECNOLOGIAS

  • Ricardo Guimarães Andrade Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa http://orcid.org/0000-0002-8595-5038
  • Édson Luis Bolfe Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Secretaria de Inteligência e Macroestratégia. Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (Embrapa) Asa Norte 70770901 - Brasília, DF - Brasil Telefone: (61) 34481734 Fax: (61) 34484890 URL da Homepage:
  • Daniel de Castro Victoria Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
  • Sandra Furlan Nogueira Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Palavras-chave: pecuária, sensoriamento remoto, planejamento rural, políticas públicas

Resumo

O bioma Cerrado abrange 203,4 milhões de hectares (24% do território nacional); desse total, cerca de 55 milhões de hectares são cultivados com pastagens. Este estudo objetivou avaliar as condições das pastagens cultivadas em municípios de abrangência do bioma Cerrado. Foram aplicadas técnicas de geoprocessamento e séries temporais de dados NDVI (Normalized Difference Vegetation Index) gerada a partir de imagens do sensor Spot-Vegetation. Foram consideradas nas avalições os municípios com mais de 10.000 hectares de pastagens cultivadas. As análises indicaram que 173 municípios estão com mais de 50 % de suas pastagens cultivadas sob algum processo de degradação. Em geral, conclui-se que o uso de séries temporais de NDVI constitui em
importante parâmetro biofísico para aplicação de metodologias de avaliação das condições das pastagens do bioma Cerrado e corroboram para análises de inteligência territorial estratégica voltadas para o planejamento e a implementação de ações público-privadas de recuperação do potencial produtivo das áreas de pastagens em escala municipal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Guimarães Andrade, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Possui graduação em Engenharia Agrícola e mestrado e doutorado em Meteorologia Agrícola, todos pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Foi professor adjunto no Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste) e professor substituto na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Desde 2008 é Pesquisador na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Na pesquisa, tem experiência na área de geociências, atuando na aplicação de geotecnologias voltadas para a identificação, mapeamento e monitoramento da agricultura e pecuária em diferentes escalas. Linhas de pesquisas que atua: estimativa de biomassa e carbono, geoprocessamento e sensoriamento remoto, sistemas de informações geográficas, segurança dos alimentos e georrastreabilidade, modelagem espacial e temporal de sistemas agroambientais, dinâmica de uso e cobertura das terras, zoneamento e ordenamento territorial, conservação de recursos naturais e agricultura de precisão. Atua como revisor de projetos de fomento e revisor em diversos periódicos indexados. Em nível de autoria e co-autoria publicou cerca de 40 artigos em periódicos indexados, 125 trabalhos em conferências científicas nacionais e internacionais, 11 capítulos de livros e 18 publicações técnicas da série Embrapa. Na Embrapa Monitoramento por Satélite, além de atuar nas atividades de pesquisa, foi coordenador do Núcleo de Apoio à Programação (NAP), Secretário Executivo do Comitê Técnico Interno (CTI), membro do Comitê Local de Publicações (CLP) e da Comissão de Avaliação Estratégica (CAVE).
Édson Luis Bolfe, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Secretaria de Inteligência e Macroestratégia. Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (Embrapa) Asa Norte 70770901 - Brasília, DF - Brasil Telefone: (61) 34481734 Fax: (61) 34484890 URL da Homepage:
Engº. Florestal e mestre em Sensoriamento Remoto pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Doutor em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Desde 2001 é Pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Atua como pesquisador colaborador na Pós-Graduação em Geografia (Unicamp) e do Center for Global Change and Earth Observations (Michigan State University/USA). Tem experiência na área de Geociências, coordenando projetos de P,D&I em monitoramento geoespacial da dinâmica de uso e cobertura das terras, e na geração de tecnologias da informação e comunicação (TIC´s) para a agricultura. Como gestor na Embrapa, ocupou cargos de: Secretário Executivo do Comitê Técnico Interno e Chefe-Adjunto de Comunicação & Negócios (Embrapa Tabuleiros Costeiros - 2002/2006), e de Chefe-Adjunto de Pesquisa & Desenvolvimento (Embrapa Monitoramento por Satélite - 2010/2015). Atualmente é o Coordenador de Inteligência Estratégica da Embrapa (Sistema Agropensa), desempenha funções de Presidente do Comitê Gestor do Portfólio de Monitoramento da Dinâmica de Uso e Cobertura da Terra no Brasil (CGPortGEO), e lidera Grupo de Pesquisas Geoespaciais em Agricultura e Ambiente (CNPq/Embrapa). Publicou dezenas de artigos científicos, capítulos de livros, trabalhos em conferências nacionais e internacionais, e publicações técnicas envolvendo sensoriamento remoto, sistemas de informações geográficas, agricultura e recursos naturais. Nos últimos anos, recebeu Prêmios como: Mérito aos Serviços Prestados ao Exercício Profissional (CREA-RS), Melhor Trabalho Científico em Sensoriamento Remoto (Sociedade Brasileira de Engª. Agrícola), Prêmio Nacional do Projeto Zoneamento Agrícola do Brasil (Embrapa), Prêmio Nacional do Programa Prosa Rural (ABERJE) e o Prêmio de Profissional GIS do Ano no Brasil (Esri Brazil).
Daniel de Castro Victoria, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária, possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade de São Paulo (2002), mestrado em Ecologia Aplicada pela Universidade de São Paulo (2004) e Doutorado em Ciências pelo Centro de Energia Nuclear na Agricultura, CENA-USP (2010). Tem experiência na área de geoprocessamento, sensoriamento remoto, agrometeorologia e modelagem hidrológica, atuando no mapeamento de áreas agrícolas e modelagem hidrológica da bacia amazônica com modelos de grande escala.
Sandra Furlan Nogueira, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Possui graduação em Engenharia Agronômica e Licenciatura em Ciências Agrárias pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (ESALQ/USP). É mestre em Ciências pelo Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA/USP), com abordagem em biogeoquímica de ambientes alagados e qualidade de água. É doutora em Química na Agricultura e no Ambiente, também pelo CENA/USP, com enfoque em balanços globais de carbono e nitrogênio (emissões de gases de efeito estufa e sequestro de carbono) em agro-ecossistemas. Atua como Pesquisadora da Embrapa Monitoramento por Satélite, trabalhando nas áreas de Sensoriamento remoto, Geoprocessamento (qualificação de pastagens, identificação e monitoramento de sistemas pecuários) e Ciência do solo (efeitos das mudanças do uso e cobertura das Terras na dinâmica dos nutrientes do solo).

Referências

ANDRADE, R. G.; BOLFE, E. L.; VICTORIA, D. C.; NOGUEIRA, S. F. Geotecnologia - Recuperação de pastagens no Cerrado. Agroanalysis (FGV), v. 36, p. 30-33, 2016.
ANDRADE, R. G.; RODRIGUES, C. A. G.; SANCHES, I. D.; TORRESAN, F. E.; QUARTAROLI, C. F. Uso de técnicas de sensoriamento remoto na detecção de processos de degradação de pastagens. Engenharia na Agricultura, v. 21, p. 234-243, 2013.
BATISTELLA, M.; ANDRADE, R. G.; BOLFE, E. L.; VICTORIA, D. C.; SILVA, G. B. S. Geotecnologias e gestão territorial da bovinocultura no Brasil. Revista brasileira de zootecnia (Online), v. 40, S.E., p. 251-260, 2011.
DIAS-FILHO, M. B. Degradação de pastagens: processos, causas e estratégias de recuperação. 3. ed. Belém: Embrapa Amazônia Oriental, 2007. 190 p.
DIAS-FILHO, M. B. Plantas invasoras em pastagens cultivadas da Amazônia: estratégias de manejo e controle. Belém: Embrapa-CPATU, 1990. 103 p. (Documentos, 52).
EUCLIDES, V. P. B. Algumas considerações sobre manejo das pastagens. Campo Grande: EMBRAPA-CNPGC, 1994. 31p. (Documentos, 57).
GAO, Q.; LI, Y.; WAN, Y.; LIN, E.; XIONG, W.; JIANGCUN, W.; WANG, B.; LI, W. Grassland degradation in Northern Tibet based on remote sensing data. J. Geographical Sciences, v. 16, n. 2, p. 165-173, 2006.
LIU, S.; WANG, T.; GUO, J.; QU, J.; AN, P. Vegetation change based on SPOT-VGT data from 1998-2007, northern China. Environmental Earth Sciences, v. 60, p. 1459-1466, 2010.
MACEDO, M.C.M. Pastagens no ecossistema cerrado: pesquisa para o desenvolvimento sustentável. In: SIMPÓSIO SOBRE PASTAGENS NOS ECOSSISTEMAS BRASILEIROS: PESQUISAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, 32, Brasília, 1995. Anais… Brasília, Sociedade Brasileira de Zootecnia, 1995. p.28-62.
MILNE, E.; AL ADAMAT, R.; BATJES, N. H.; BERNOUX, M.; BHATTACHARYYA, T.; CERRI, C. C.; CERRI, C. E. P.; COLEMAN, K.; EASTER, M.; FALLOON, P.; FELLER, C.; GICHERU, P.; KAMONI, P.; KILLIAN, K.; PAL, D.K.; PAUSTIAN, K.; POWLSON, D. S.; RAWAJfiH, Z.; SESSAY, M.; WILLIAMS, S.; WOKABI, S. National and sub-national assessments of soil organic carbon stocks and changes: The GEFSOC modelling system. Agriculture, Ecosystems and Environment. v.122, p. 3-12, 2007.
MORAES, A.; MARASCHIN, G. E.; NABINGER, C. Pastagens nos ecossistemas de clima subtropical: Pesquisas para o desenvolvimento sustentável. In: SIMPÓSIO SOBRE PASTAGENS NOS ECOSSISTEMAS BRASILEIROS: PESQUISAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, 32, Brasília, 1995. Anais... Brasília, Sociedade Brasileira de Zootecnia, 1995. p.147-200.
PERON, A. J.; EVANGELISTA, A. R. Degradação de pastagens em regiões do cerrado. Ciência e Agrotecnologia, v.28, n.3, p.655-661, 2004.
SANO, E. E. ROSA, R. BRITO, J. L. S.; FERREIRA, L. G. Land cover mapping of the tropical savanna region in Brazil. Environmental Monitoring and Assessment, v. 166, p. 113-124, 2010.
SANO, E. E.; ROSA, R.; BRITO, J. L.; FERREIRA, L. G. Mapeamento semidetalhado do uso da terra do Bioma Cerrado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 43, p. 153-156, 2008.
ZIMMER, A. H.; CORREA, E. S. A pecuária nacional, uma pecuária de pasto? In: ENCONTRO SOBRE RECUPERAÇÃO DE PASTAGENS, 1., Nova Odessa, 1993. Anais... Nova Odessa: Instituto de Zootecnia, 1993. p.1-25.
Publicado
2017-05-17
Como Citar
Andrade, R. G., Bolfe, Édson L., Victoria, D. de C., & Nogueira, S. F. (2017). AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE PASTAGENS NO CERRADO BRASILEIRO POR MEIO DE GEOTECNOLOGIAS. Revista Brasileira De Agropecuária Sustentável, 7(1). https://doi.org/10.21206/rbas.v7i1.376
Seção
Artigos