SUBSTRATOS ALTERNATIVOS NO CRESCIMENTO INICIAL DE MUDAS DE Cassia grandis L. f

  • Ângela Santos de Jesus Cavalcante dos Anjos Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/ Mestranda em Pós-Graduação em Solos e Qualidade de Ecossistema
  • Rafaela Simão Abrahão Nóbrega Universidade Federal do Recôncavo da Bahia /Docente de Graduação e Pós-Graduação
  • Flávia Melo Moreira Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/ Doutoranda em Agronomia
  • Janildes de Jesus da Silva Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/ Mestranda em Pós-Graduação em Solos e Qualidade de Ecossistema
  • Caliane da Silva Braulio Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/ Mestranda em Pós-Graduação em Solos e Qualidade de Ecossistemas
  • Júlio César Azevedo Nóbrega Universidade Federal do Recôncavo da Bahia /Docente de Graduação e Pós-Graduação
Palavras-chave: Produção de mudas, resíduos de fibras de Agave sisalana, composto orgânico

Resumo

A utilização de resíduos orgânicos agropecuários e agroindustriais para compor os substratos de cultivo pode ser uma alternativa viável para a produção de mudas de qualidade. Diante disso, objetivou-se avaliar o efeito de proporções e resíduos orgânicos na formulação de substratos para a produção de mudas de Cassia grandis L. f. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, sendo disposto em delineamento experimental inteiramente casualizado em esquema fatorial (2 x 5), com oito repetições, constituídos com dois tipos de resíduos (resíduo de fibras de Agave sisalana e o composto orgânico de poda de árvore e esterco bovino e caprino), combinados com Neossolo Quartzarênico e homogeneizados em cinco proporções resíduo:solo (0:100; 20:80; 40:60; 60:40; 80:20; v/v). Após 90 dias da semeadura, avaliaram-se: altura da planta, diâmetro do colo, número de folhas, comprimento da raiz, massa seca da parte aérea, raiz e total, relação entre altura e diâmetro do caule, relação altura e massa seca da parte aérea, relação massa seca da parte aérea e massa seca da raiz e o Índice de Qualidade de Dickson. O uso de substratos constituídos por proporções de resíduo da extração de fibras de Agave sisalana e o composto orgânico de poda de árvore acrescido de esterco bovino e caprino acondicionados a Neossolo Quartzarênico não promovem efeito no crescimento inicial de Cassia grandis L. f. As mudas de Cassia grandis L. f. cultivadas em substrato constituído apenas com Neossolo Quartzarênico apresentam maior Índice de Qualidade de Dickson.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ângela Santos de Jesus Cavalcante dos Anjos, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/ Mestranda em Pós-Graduação em Solos e Qualidade de Ecossistema

Departamento: Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB), Cruz das Almas, Bahia, Brasil

Área: Ciências Agrárias

Rafaela Simão Abrahão Nóbrega, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia /Docente de Graduação e Pós-Graduação

Departamento: Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB), Cruz das Almas, Bahia, Brasil

Área: Ciências Agrárias

Flávia Melo Moreira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/ Doutoranda em Agronomia

Departamento de Fisiologia e Zootecnia, Vitória da Conquista, Bahia, Brasil

Área: Ciências Agrárias

Janildes de Jesus da Silva, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/ Mestranda em Pós-Graduação em Solos e Qualidade de Ecossistema

Departamento: Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB), Cruz das Almas, Bahia, Brasil

Área: Ciências Agrárias

Caliane da Silva Braulio, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/ Mestranda em Pós-Graduação em Solos e Qualidade de Ecossistemas

Departamento: Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB), Cruz das Almas, Bahia, Brasil

Área: Ciências Agrárias

Júlio César Azevedo Nóbrega, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia /Docente de Graduação e Pós-Graduação

Departamento: Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB), Cruz das Almas, Bahia, Brasil

Área: Ciências Agrárias

Referências

BACKES, M.A.; KÄMPF, A.N. Substrato a base de composto de lixo urbano para a produção de plantas ornamentais. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.26, n.5, p.753-758, 1991.

BEZERRA, F.T.C.; ANDRADE L.A.; BEZERRA, M.A.F. et al. Biometria de frutos e sementes e tratamentos pré-germinativos em Cassia grandis L. f. (Fabaceae). Semina: Ciências Agrárias, v.33, n.1, p.2863-2876, 2012.

CALDEIRA, M.V.W.; DELARMELINA, W.M.; FARIA, J.C.T. et al. Substratos alternativos na produção de mudas de Chamaecrista desvauxii. Revista Árvore, v.37, n.1, p.31-39, 2013.

CALDEIRA, M.V.W.; ROSA, G.N.; FENILLI, T.A.B. et al. Composto orgânico na produção de mudas de aroeira-vermelha. Scientia Agraria, v.9, n.1, p.027-033, 2008.

COSTA, E.; DIAS, J.G.; LOPES, K.G. et al. Telas de sombreamento e substratos na produção de mudas de Dipteryx alata Vog. Floresta e Ambiente, v.22, n.3, p.416-425, 2015.

CUNHA, A.C.M.M.; PAIVA, H.N.; XAVIER, A. et al. Papel da nutrição mineral na formação de raízes adventícias em plantas lenhosas. Pesquisa Florestal Brasileira, n.58, p.35, 2010.

DELARMELINA, W.M.; CALDEIRA, M.V.W.; FARIA, J.C.T. et al. Diferentes substratos para a produção de mudas de Sesbania virgata. Floresta e Ambiente, v.21, n.2, p.224-233, 2014.

DICKSON, A.; LEAF, A.L.; HOSNER, J.F. Quality appraisal of white spruce and white pine seedling stock in nurseries. Forest Chronicle, v.36, p.10-13, 1960.

DUARTE, D.M.; NUNES, U.R. Crescimento inicial de mudas de Bauhinia forficata Link em diferentes substratos. Cerne, v.18, n.2, p.327-334, 2012.

DUARTE, M.L. Tubetes e substratos na produção de mudas de cássia-rosa (Cassia grandis Lf) e canafístula (Cassia ferruginea (Schrad.) Schrader ex DC). Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal). Viçosa, MG: UFV, 2016. 57p.

FERNANDES, M.R.M.; NÓBREGA, R. S. A.; FERNANDES, M.M.; SOUSA, W.C.; LUSTOSA FILHO, J.F. Substratos e inoculação com Bradyrhizobium no crescimento de tamboril (Enterolobium contortisiliquum) em área degradada. Revista Agrarian, v.10, p.52-60, 2017.

FERREIRA, D.F. Sisvar: A guide for its bootstrap procedures in multiple comparisons. Ciência e Agrotecnologia, v.38, p.109-112, 2014.

FERREIRA, M.C.; COSTA, S.M.L.; PASIN, L.A.A. Uso de resíduos da agroindústria de bananas na composição de substratos para produção de mudas de pau pereira. Nativa, v.3, n.2, p.120-124, 2015.

FREITAS, E.C.S.; PAIVA, H.N.; LEITE, H.G.; NETO, S.N.O. Crescimento e qualidade de mudas de Cassia Grandis Linnaeus f. em resposta à adubação fosfatada e calagem. Ciência Florestal, v.27, n.2, p.509-519, 2017.

GOMES, D.R.; CALDEIRA, M.V.W.; DELARMELINA, W.M. et al. Lodo de esgoto como substrato para produção de mudas de Tectona grandis L. Cerne, v.19, n.1, p.123-131, 2013.

GOMES, J.M.; COUTO, L.; LEITE, H.G et al. Parâmetros morfológicos na avaliação de qualidade de mudas de Eucalyptus grandis. Revista Árvore, v.26, n.6, p.655-664, 2002.

GUIMARÃES, I.P.; PEREIRA, F.E.C.B.; TORRES, S.B. et al. Produção de mudas de Pithecellobium dulce (Roxb.) Benth. em diferentes substratos. Revista Ciências Agrarias, v.56, n.4, p.331-337, 2013.

KRATKA, P.C.; CORREIA, C.R.M. A. Crescimento inicial de aroeira do sertão (Myracrodruon urundeuva allemão) em diferentes substratos. Revista Árvore, v.39, n.3, p.551-559, 2015.

LACERDA, M.R.B.; PASSOS, M.A.; RODRIGUES, J.J.V. et al. Características físicas e químicas de substratos à base de pó de coco e resíduo de sisal para produção de mudas de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth). Revista Árvore, v.30, n.2, p.163-170, 2006.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 5ed, v.1, p.54. 2008.

LUSTOSA FILHO, J.F.; NOBREGA, J.C.A.; NOBREGA, R.S.A. et al. Influence of organic substrates on growth and nutrient contents of jatobá (Hymenaea stigonocarpa). African Journal of Agricultural Research, v.10, n.26, p.2544-2552, 2015.

MELO, L.A.; ASSIS PEREIRA, G.; MOREIRA, E.J.C. et al. Crescimento de mudas de Eucalyptus grandis e Eremanthus erythropappus sob diferentes formulações de substrato. Floresta e Ambiente, v.21, n.2, p.234-242, 2014.

MOREIRA, F.M.; NÓBREGA, R.S.A.; SANTOS, R.P. et al.; Cultivation of Caesalpinia pulcherrima L. Sw. in regional substrates. Revista Árvore, 2018 (no prelo).

MOREIRA, F.M. Substratos orgânicos na produção de mudas arbóreas. Dissertação (Mestrado em Solos e Qualidade de Ecossistemas) Cruz das Almas, BA: UFRB, 2016. 64p.

Ó, K.D.S.; SILVA, G.H.; SANTOS, R.V. Crescimento inicial de angico em substratos com co-produtos de mineração e matéria orgânica. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v.10, n.1, p.178-186, 2015.

PAIVA SOBRINHO, S.; LUZ, P.B.; SILVEIRA, T.L.S. et al. Substratos na produção de mudas de três espécies arbóreas do cerrado. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v.5, n.2, p.238-243, 2010.

PEREIRA, D.S.; NÓBREGA, R.S.A.; FILHO, J.F.L. et al. Crescimento e nodulação natural de feijão-caupi em solos de mineração de chumbo adubados com resíduo de sisal. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável (RBAS), v.7, n.4, p.34-42, 2017.

PIZARRO, A.P.B.; FILHO, A.M.O; PARENTE, J.P. et al. O aproveitamento do resíduo da indústria do sisal no controle de larvas de mosquitos. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v.32, n.1, p.23-29, 1999.

RUARO, L.; NETO, V.D.C.L.; JÚNIOR, P.J.R. Influência do boro, de fontes de nitrogênio e do pH do solo no controle de hérnia das crucíferas causada por Plasmodiophora brassicae. Tropical Plant Pathology, v.34, n.4, p231-238, 2009.

SCHOSSLER, T.R.; MACHADO, D.M.; ZUFFO, A.M. et al. Salinidade: efeitos na fisiologia e na nutrição mineral de plantas. Enciclopédia Biosfera, v.8, n.15, p.1563-1578, 2012.

SILVA, A.G.; COSTA, L.G.; GOMES, D.R. et al. Testes para quebra de dormência de sementes de Cassia grandis L. f. e, morfologia de sementes, frutos e plântulas. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer, v.8, n.14, p.907-916, 2012.

SOUSA, L.B.; NÓBREGA, R.S.A.; LUSTOSA FILHO, J.F et al. Sesbania virgata (Cav. Pers) cultivation in different substrates. Revista de Ciências Agrárias/Amazonian Journal of Agricultural and Environmental Sciences, v.58, n.3, p.240-247, 2015.

TRAZZI, P.A.; CALDEIRA, M.V.W.; COLOMBI, R. et al. Estercos de origem animal em substratos para a produção de mudas florestais: atributos físicos e químicos. Scientia Forestalis, v.40, n.96, p.455-462, 2012.

TRAZZI, P.A.; CALDEIRA, M.V.W.; PASSOS, R.R. et al. Substratos de origem orgânica para produção de mudas de teca (Tectona grandis Linn. F.). Ciência Florestal, v.23, n.3, p.401-409, 2013.
Publicado
2018-09-30
Como Citar
Santos de Jesus Cavalcante dos Anjos, Ângela, Simão Abrahão Nóbrega, R., Melo Moreira, F., de Jesus da Silva, J., da Silva Braulio, C., & César Azevedo Nóbrega, J. (2018). SUBSTRATOS ALTERNATIVOS NO CRESCIMENTO INICIAL DE MUDAS DE Cassia grandis L. f. Revista Brasileira De Agropecuária Sustentável, 8(3). https://doi.org/10.21206/rbas.v8i3.3052
Seção
Artigos