A melhor coisa do mundo é ser servidor público. Será?

  • Ayrton Santos Queiroz Universidade do Vale do Itajaí
  • Edimeia Liliani Schnitzler Universidade do Vale do Itajaí
  • Sidnei Vieira Marinho Universidade do Vale do Itajaí
  • Anete Alberton

Resumo

O caso para ensino da AGESC – Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina tem como objetivo levar os alunos a desenvolverem uma percepção crítica sobre estruturas organizacionais (linear, funcional, linha-staff e comissão) e qualidade de vida no setor público. Pablo, Augusto e Pedro, são os personagens principais na situação problema, em que buscam fazer uma reestruturação, como o intuito de melhorar a gestão e o desempenho organizacional. A AGESC vem passando por vários problemas, dentre os quais: a alta rotatividade, em consequência dos baixos salários e, também, a falta de conselheiros para tomadas de decisões, o que provoca o engessamento no processo administrativo. Para obtenção de dados foram utilizadas entrevistas semiestruturada com o Presidente e dois diretores. O caso contribui para as discussões nas disciplinas de administração pública e organizações, sistemas e métodos.

Palavras-Chave: Estrutura Organizacional, Qualidade de Vida, Gestão Organizacional.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ayrton Santos Queiroz, Universidade do Vale do Itajaí
Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade do Vale do Itajaí
Edimeia Liliani Schnitzler, Universidade do Vale do Itajaí
Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade do Vale do Itajaí
Sidnei Vieira Marinho, Universidade do Vale do Itajaí
Professor Doutor no Programa de Pós-Graduação em Administração da
Anete Alberton

Professora Doutora no Programa de Pós-Graduação em Administração da

Publicado
2014-07-31
Como Citar
Queiroz, A. S., Schnitzler, E. L., Marinho, S. V., & Alberton, A. (2014). A melhor coisa do mundo é ser servidor público. Será?. Administração Pública E Gestão Social, 6(4), 211-219. Recuperado de https://periodicos.ufv.br/apgs/article/view/4593
Seção
Casos para ensino