UNIVERSIDADE BRASILEIRA: PARA ALÉM DAS POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS

  • Paulo Gomes Lima UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS - MS
Palavras-chave: , universidade brasileira, ações afirmativas, inclusão social.

Resumo

A pesquisa discute a inclusão social à universidade brasileira por meio de políticas de ações afirmativas. Analisa os impactos da reestruturação produtiva, reforma de Estado e políticas educacionais sobre a educação superior no Brasil no contexto do modo de produção capitalista e seus arranjos históricos de exclusão social. Neste aspecto, são estabelecidas as relações entre o neoliberalismo, o trabalho e políticas compensatórias de acesso à universidade brasileira e os desafios contemporâneos para a inclusão social propriamente dita. O nível conceitual da investigação sustenta-se nas contribuições de Mészáros, Habermas, Karel Kosik, e Adorno e Horkheimer. A pesquisa conclui que a universidade no Brasil a partir de uma dimensão universal sustentada por uma lógica libertadora e humanizadora somente será possível mediante o rompimento com a teoria social vigente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Gomes Lima, UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS - MS

Professor Doutor do Programa de Mestrado da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Grande Dourados (FAED/UFGD). Membro do grupo de Pesquisa FAED/CNPQ Estado, Política e Gestão da Educação e História da Educação, Memória e Sociedade. Pós-doutorado pela Universidade Estadual de Campinas-SP (UNICAMP) e Doutorado em Educação pela UNESP de Araraquara/SP – Brasil.

Publicado
2011-07-26
Como Citar
Lima, P. G. (2011). UNIVERSIDADE BRASILEIRA: PARA ALÉM DAS POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS. Educação Em Perspectiva, 1(2). https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v1i2.34
Seção
Artigos