TEMPORALIDADES NO/DO COTIDIANO DA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Cristiane Elvira de Assis Oliveira Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Temporalidades, Cotidiano, Educação Infantil.

Resumo

Este trabalho, intitulado “Temporalidades no/do cotidiano da Educação Infantil”, desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora teve como discussão central temporalidades no/do cotidiano escolar. Temporalidades se referem às múltiplas formas de lidar, de relacionar, de organizar o tempo, ou seja, a experiência no e com o tempo. O objetivo da pesquisa foi problematizar/conversar acerca de indícios de temporalidades no/do cotidiano escolar com professoras da Educação Infantil, de uma escola de educação em tempo integral de Juiz de Fora, Minas Gerais. Busquei responder a seguinte questão: o que narram as professoras a respeito dos indícios de temporalidades no/do cotidiano escolar? As autoras e os autores com os quais dialoguei fazem parte da perspectiva teórico-político-epistemológico-metodológica da pesquisa no/do/com o cotidiano, a qual embasou a pesquisa, na qual teci dois movimentos. O primeiro foi o mergulho no cotidiano de uma turma de segundo período da Educação Infantil, pesquisando temporalidades no/do cotidiano escolar, no segundo semestre de 2010. Nesse movimento, os indícios de temporalidades foram anotados em um caderno na forma de narrativas. Para o segundo movimento da pesquisa, no primeiro semestre de 2011, organizei cinco encontros com as professoras da Educação Infantil, aos quais dei o nome de cirandas de conversa, em que foram expressas as ideias, as noções, os saberesfazeres que circulavam entre nós. Na tessitura dessa pesquisa emergiram as seguintes temporalidades: temporalidades na/da escola de educação em tempo integral, temporalidades tecidas no currículo, temporalidades de crianças da Educação Infantil. Ao experienciar a pesquisa, pude perceber que apenas a ampliação do tempo escolar para a criança, para a professora e o professor não resolve as dificuldades e nem os conflitos com os quais a escola se depara. Uma série de fatores precisa estar articulada à ampliação do tempo na escola, como o trabalho coletivo, a formação em contexto, um currículo tecido no/com o cotidiano e a convivência com as múltiplas temporalidades de crianças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Elvira de Assis Oliveira, Universidade Federal de Juiz de Fora

Mestre em Educação e graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Professora da Educação Infantil na rede de ensino da Prefeitura de Ewbank da Câmara. Atua nas seguintes áreas: cotidiano escolar, educação infantil, tempo, educação e diversidade. Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação e Diversidade (NEPED) da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Publicado
2013-02-07
Como Citar
Oliveira, C. E. de A. (2013). TEMPORALIDADES NO/DO COTIDIANO DA EDUCAÇÃO INFANTIL. Educação Em Perspectiva, 3(2). https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v3i2.282
Seção
Resumo de Teses e Dissertações