AS PRÁTICAS DE LICENCIATURA E O TRABALHO DOCENTE DOS FORMADORES NA PERSPECTIVA DE LICENCIANDOS DE LETRAS

  • Marli Eliza André PUC SP
  • Marcia de Sousa Hobold UNIVILLE
Palavras-chave: formação de professores, trabalho docente, professor formador

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo analisar a contribuição das práticas de licenciatura na constituição da profissionalidade de futuros docentes. A coleta de dados foi feita por meio de entrevista que abordava quatro eixos: escolha profissional, saberes docentes, identidade/alteridade e trajetória no curso. Esse instrumento foi utilizado por cerca de 30 grupos de pesquisadores, de universidades brasileiras e estrangeiras, vinculados ao Centro Internacional de Estudos em Representações Sociais e Subjetividade – CIERS-Educação. Para fins deste texto serão discutidos dados de entrevistas realizadas com dez licenciandos do curso de Letras de uma universidade do Sul do Brasil. Os autores de referência foram Imbernón (2002), Tardif (2005), Vásquez (2007) e Gatti (2009). Os resultados indicaram que os licenciandos creditam grande valor ao professor formador, valorizam mais os conhecimentos práticos que os teóricos, gostariam de ser mais cobrados em relação aos conteúdos ensinados e revelam representações sociais depreciativas sobre os alunos da educação básica.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marli Eliza André, PUC SP
professora do programa de estudos pos-graduados em educação: psicologia da educação e coordenadora do mestrado profissional em educação: formação de formadores
Publicado
2013-09-04
Como Citar
André, M. E., & Hobold, M. de S. (2013). AS PRÁTICAS DE LICENCIATURA E O TRABALHO DOCENTE DOS FORMADORES NA PERSPECTIVA DE LICENCIANDOS DE LETRAS. Educação Em Perspectiva, 4(1). https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v4i1.403
Seção
Dossiê