O LUGAR DO ESTÁGIO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Autores

  • Menga Lüdke PUC/RIO e UCP

DOI:

https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v4i1.410

Palavras-chave:

Formação de professores, “profissão” docente, estágio supervisionado, pesquisa

Resumo

Neste texto procurei reunir discussões em torno do tema da formação de professores, a partir das questões da “profissão” docente e sua evolução e do papel do estágio como via de articulação entre o aspecto teórico e o prático, que compõem as duas dimensões fundamentais para a formação do futuro professor, a primeira mais sob a responsabilidade da universidade e a segunda mais ligada ao trabalho realizado nas escolas. Trouxe um pouco das lições oferecidas pela história da formação de professores entre nós e dos percalços sofridos pela “profissão” docente em sua trajetória. Finalizo com a discussão desenvolvida por nossa pesquisa ao redor dos problemas do estágio e sua proposta para buscar sugestões que possam levá-lo a caminhos mais promissores, dentro dos limites de sua realidade atual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Menga Lüdke, PUC/RIO e UCP

Doutorado em Sociologia,  Universidade de Paris X, Universidade Católica de Petrópolis e Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, GEPRof

Downloads

Publicado

2013-09-04

Como Citar

LÜDKE, M. O LUGAR DO ESTÁGIO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Educação em Perspectiva, Viçosa, MG, v. 4, n. 1, 2013. DOI: 10.22294/eduper/ppge/ufv.v4i1.410. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/educacaoemperspectiva/article/view/6619. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê