Alunos com Síndrome de Asperger: o intérprete de enunciados e o acesso à educação superior

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v9i3.999

Palavras-chave:

Síndrome de Asperger. Inclusão. Vestibular. Intérprete de enunciados.

Resumo

O artigo tem como objetivo retratar as demandas das pessoas com Síndrome de Asperger para o acesso e conclusão dos cursos de ensino superior no Brasil, bem como dos processos seletivos vestibulares a partir da legislação e políticas pró-inclusão. O plano metodológico diz respeito a análise documental e bibliográfica com abordagem qualitativa. O intérprete de enunciados é descrito como recurso favorecedor ao acesso na educação superior. As conclusões apontam que os processos seletivos vestibulares rompem com a lógica da legislação vigente que orienta à realização de alterações que favoreçam a pessoa com deficiência ao alcance dos níveis mais elevados de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvia Ester Orrú, Universidade de Brasília

Doutora em Educação. Docente da Universidade de Brasília e colaboradora na Universidade Federal de Alfenas.

Referências

AMORIM, Letícia Calmon Drummond; ASSUMPÇÃO JUNIOR, Francisco Batista. O conceito de morte e a Síndrome de Asperger. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 29, n. 3, p. 363-370, jul./set. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v29n3/06.pdf. Acesso em: 30 maio 2018.

APA. American Psychiatric Association. Manual de Diagnóstico e Estatística de Distúrbios Mentais DSM-IV. São Paulo: Manole, 1994.

APA. American Psychiatric Association. Manual de Diagnóstico e Estatística de Distúrbios Mentais DSM-V. São Paulo: Arlington, VA, 2013.

ASPERGER, Hans. Autistic psychopathy in childhood. In: FRITH, Uta. Autism and Asperger syndrome. United Kingdom: Cambridge University Press, 1944. P. 37-92.

AUTISM&UNI. Best practice for professionals supporting autistic students within or outside HE Institutions. UK: Autism&Uni, 2013. Disponível em: https://goo.gl/pPr1LS. Acesso em: 17 jul. 2018.

BAUER, Stephen. Asperger Syndrome – trought the lifespan. New York, The developmental unit, Genesee Hospital Rochester, 1996. Disponível em: https://goo.gl/pGN4L5. Acesso em: 18 jul. 2018.

BBC. 'Só descobri que tinha autismo depois de adulta'. BBC. 01 de abril de 2018. 2018. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-43549847. Acesso em: 17 jul. 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Presidência da República. Brasília: DF, 1988. Disponível em: http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/508200/CF88_EC85.pdf. Acesso em: 18 abr. 2018.

BRASIL. Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. Presidência da República. Brasília: DF, 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/decreto/d6949.htm. Acesso em: 18 abr. 2018.

BRASIL. Decreto 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Presidência da República. Brasília: DF, 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5626.htm. Acesso em: 18 abr. 2018.

BRASIL. Decreto Legislativo nº 186, de 09 de julho de 2008. Senado Federal. Brasília: DF, 2008a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/decreto186.pdf. Acesso em: 18 abr. 2018.

BRASIL. Decreto nº 5.296, de 2 de dezembro de 2004. Presidência da República. Brasília: DF, 2004. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/decreto/d5296.htm. Acesso em: 18 abr. 2018.

BRASIL. Decreto nº 6.949, de 25 de agosto de 2009. Presidência da República. Brasília: DF, 2009. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/decreto6949_seesp.pdf Acesso em: 19 abr. 2018.

BRASIL. Decreto nº 7.611, de 17 de novembro de 2011. Presidência da República. Brasília: DF, 2011. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/d7611.htm. Acesso em: 30 maio 2018.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Presidência da República. Brasília: DF, 2015a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm Acesso em: 19 jul. 2018.

BRASIL. Censo da Educação Superior 2011 - Resumo Técnico. Brasília: Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2013. Disponível em: http://download.inep.gov.br/download/superior/censo/2011/resumo_tecnico_censo_educacao_superior_2011.pdf. Acesso em: 17 jul. 2018

BRASIL. Deficientes auditivos e surdos terão mais recursos para fazer o Enem em 2017. Brasília: Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. 2017c. Disponível em: https://goo.gl/kAtVSi. Acesso em: 17 jul. 2018.

BRASIL. Orientações para implementação da política de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília: Ministério da Educação, 2015b. Disponível em: https://goo.gl/18zFzN. Acesso em: 17 jul. 2018.

BRASIL. Censo da Educação Superior 2016. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. 2017a. Disponível em: https://goo.gl/jLHC7C. Acesso em: 18 abr. 2018.

BRASIL. INEP/MEC divulga Censo Escolar 2017. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. 2018. Disponível em: https://goo.gl/KiwJKc. Acesso em: 18 abr. 2018.

BRASIL. Edital nº 13, de 7 de abril de 2017 - Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM 2017. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2017b. Disponível em: https://goo.gl/YKWK3k. Acesso em: 17 jul. 2018.

BRASIL. O atendimento diferenciado no ENEM. Nota Técnica. Brasília: Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. 2012. Disponível em: https://goo.gl/5XQ24k. Acesso em: 16 jul. 2018.

BRASIL. Edital nº 6, de 15 de maio de 2015 - Exame Nacional Do Ensino Médio – ENEM 2015. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira., 2015c. Disponível em: https://goo.gl/63kmMR. Acesso em: 17 jul. 2018.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Senado Federal. Brasília: DF, 2008b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em: 18 abr. 2018.

CDC. Centers for Disease Control and Prevention. Changes in Prevalence of Parent-reported Autism Spectrum Disorder in School-aged U.S: Children: 2007 to 2011-2012. National Health Statistics Reports, USA, 20 mar. 2013.

CDC. Centers for Disease Control and Prevention. Estimated Prevalence of Children With Diagnosed Developmental Disabilities in the United States, 2014–2016. NCHS Data Brief, Hyattsville, n. 291, November 2017. Disponivel em: https://www.cdc.gov/nchs/data/databriefs/db291.pdf. Acesso em: 18 abr. 2018.

CDDPD. Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência. Debate sobre os desafios na escola e no trabalho para o autista. Audiência Pública - Reunião nº: 0415/17. Brasília: Câmara Legislativa. 04 maio 2017. p. 57. Disponível em: https://goo.gl/EJsWmf. Acesso em: 16 jul. 2018.

CONFEDERAÇÃO ASPERGER ESPANHA. Origen del síndrome y epidemiología. Asperger.es. 2017. Disponível em: https://www.asperger.es/asperger_origen_epidemiologia.html. Acesso em: 18 abr. 2018.

CZELUSNIAK, Adriana. Adultos convivem com o autismo sem saber. Vida e Cidadania. Gazeta do Povo. 2013. Disponível em: https://goo.gl/4w8UfY. Acesso em: 17 jul. 2018.

DIAS, Karin Ziliotto et al. Avaliação da linguagem oral e escrita em sujeitos com Síndrome de Asperger. Rev. CEFAC. V. 11, supl. 2, p. 240-250, mar. 2009. Disponível em: https://goo.gl/Mq5BAC. Acesso em: 16 jul. 2017.

EAG. Education at a Glance. Brazil - Country Note - Education at a Glance 2017: OECD Indicators. Secretary-General of the OECD, 2017. Disponível em: https://goo.gl/PM2kXq. Acesso em: 17 jul. 2018.

FARRELL, Michael. Dislexia e outras dificuldades de aprendizagem específicas: Guia do Professor. 2. ed. Porto Alegre: ArtMed, 2015.

FRITH, Uta. Autism and Dyslexia: A Glance Over 25 Years of Research. Perspect. Psychol Sci. v. 8, n. 6, p. 670-672, nov. 2013. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25076978. Acesso em: 17 jul. 2018.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GOESSLER, Danieli de Cássia Barreto. Inclusão no ensino superior: o que revelam os microdados do censo da educação superior no período 2009?2012. X ANPED SUL, Florianópolis, out. 2014, p. 1-16. Disponível em: http://xanpedsul.faed.udesc.br/arq_pdf/792-0.pdf. Acesso em: 17 jul. 2018.

INSTITUTO UNIBANCO. Inclusão aumenta, mas acesso ao ensino médio ainda é desafio. Aprendizagem Em Foco, nº 15, ago. 2016. Disponível em: https://goo.gl/i2Td7F. Acesso em: 17 jul. 2018.

KELTER, M. Autism and Depression: managing self-hatred (Asperger’s, ASD). Invisiblestrings, 2014. Disponível em: http://theinvisiblestrings.com/autism-depression-managing-self-hatred-aspergers-asd/. Acesso em: 17 jul. 2018.

KLIN, Ami. Asperger syndrome: an update. Rev. Bras. Psiquiatr. São Paulo, v. 25, n. 2, p. 103-109, jun. 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462003000200011&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 18 jul. 2018.

KLIN, Ami. Autismo e síndrome de Asperger: uma visão geral. Rev. Bras. Psiquiatr. São Paulo, v. 28, supl. 1, p. 3-11, maio 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462006000500002&lang=pt. Acesso em: 16 jul. 2018.

LEON, Viviane Costa de. A compreensão e a produção de enunciados metafóricos em crianças com transtornos globais do desenvolvimento. 2008. 140 f. Tese (Doutorado em Psicologia do Desenvolvimento) - Instituto de Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, RS, 2008.

LOPES-HERRERA, Simone Aparecida. Avaliação de estratégias para desenvolver habilidades comunicativas verbais em indivíduos com autismo de alto funcionamento e síndrome de Asperger. 2005. 181 f. Tese (Doutorado em Educação Especial) – Universidade Federal de São Carlos: UFSCar, São Carlos, SP, 2005.

LYALL, Kristen et al. The Changing Epidemiology of Autism Spectrum Disorders. Annual Review of Public Health. USA, v. 38, n. 1, p. 81-102, mar. 2017. Disponível em: https://www.annualreviews.org/doi/10.1146/annurev-publhealth-031816-044318. Acesso em: 18 abr. 2018.

MARTIN, Ingerith; MACDONALD, Skye. Weak coherence, no theory of mind or executive dysfunction? Solving the puzzle of pragmatic language disorders. Brain and Language, v. 85, n. 3, p. 451-466, 2003. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S0093-934X(03)00070-1. Acesso em: 18 jul. 2018.

MENDONÇA, Victor. Os desafios e as conquistas de um autista na universidade. Papo de Mãe, 2016. Disponível em: http://www.papodemae.com.br/2016/12/13/autista-na-universidade/. Acesso em: 16 jul. 2018.

MERCADANTE, Marcos Tomanik. 41ª Reunião Extraordinária da CAS. Brasília, 2010. Disponível em: http://www.senado.leg.br/atividade/comissoes/sessao/disc/listaDisc.asp?s=000028/10. Acesso em: 17 jul. 2018.

MOUSINHO, Renata. Linguagem-corpo na Síndrome de Asperger. In: FERREIRA, Carlos Alberto de Mattos; THOMPSON, Rita; MOUSINHO, Renata. Psicomotricidade Clínica. 1 ed. São Paulo: Lovise, 2002. P. 119-126.

NORA, Daiane; KONS, Luiza; AMORIM, Miriam. Autismo no ensino superior. Cotidiano UFSC, 2016. Disponível em: https://cotidianoufsc.atavist.com/autismo-no-ensino-superior. Acesso em: 16 jul. 2018.

OLIVATI, Ana Gabriela; LEITE, Lúcia Pereira. Trajetória acadêmica de um pós-graduando com transtorno do espectro autista. Psicol. Estud. Maringá, v. 22, n. 4, p. 609-621, out./dez. 2017. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/PsicolEstud/article/view/37665 Acesso em: 16 jul. 2018.

OMS. Organização Mundial da Saúde. Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamentos: Descrições Clínicas e Diretrizes Diagnósticas (CID 10). 10 ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.

ONU. Organização das Nações Unidas. Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência: Doc. A/61/611. Nova Iorque: ONU, 13 de dezembro de 2006. 2006. Disponivel em: https://goo.gl/DYy3tZ. Acesso em: 17 jul. 2018.

ONU. Organização das Nações Unidas. UN calls for recognizing the rights of people with autism to make their own decisions. United Nations Organization, USA, p. 1-2, mar. 2017. Disponível em: https://goo.gl/Anf6AD. Acesso em: 17 jul. 2018.

ORRÚ, Sílvia Ester. Aprendizes com autismo: aprendizagem por eixos de interesse em espaços não excludentes. Rio de Janeiro: Vozes, 2016.

ORRÚ, Sílvia Ester. Síndrome de Asperger: aspectos científicos e educacionais. Revista Iberoamericana de Educación, v. 53, n. 7, p 1-14, 2010. Disponível em: https://rieoei.org/RIE/article/view/1698. Acesso em: 18 abr. 2018.

PASTORELLO, Lucila Maria. Síndrome de Asperger. In: FERNANDES, Fernanda Dreux Miranda; PASTORELLO, Lucila Maria; SCHEUER, Claudia Ines. Fonoaudiologia nos distúrbios psiquiátricos da infância. São Paulo: Lovise, 1996. P. 45-59.

RÉVIL, Sophie. Le Cerveau d'Hugo. France, 2012. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=PKhS4WlG234. Acesso em: 17 jul. 2018.

RODRIGUES, Ida Janete; ASSUMPÇÃO JR, Francisco Batista. Habilidades viso-perceptuais e motoras na síndrome de Asperger. Temas psicol. Ribeirão Preto, v. 19, n. 2, p. 361-377, dez. 2011. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-389X2011000200002&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 18 jul. 2018.

SACKS, Oliver. Um Antropólogo em Marte. São Paulo: Companhia das letras, 1995.

SCHWARTZMAN, José Salomão. Síndrome de Asperger. Temas em Desenvolvimento. p. 19-21, 1992.

SECUNHO, Celiane Ferreira. Características psicológicas dos portadores da Síndrome de Asperger. In: CAMARGOS JR, Walter (Org.). Transtornos Invasivos do Desenvolvimento: 3o Milênio. 2 ed. Brasília: 2005. P. 88-93.

SOARES, Adriana Benevides; MOURA; Isabel Cristina Silva. Características da compreensão textual por alunos portadores da Síndrome de Asperger: um estudo exploratório. Mudanças – Psicologia da Saúde, v. 17, n. 1, p. 27-32, jan./jun. 2009. Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/MUD/article/view/1933. Acesso em: 16 jul. 2018.

SOUZA, Maria Antônia de. Movimentos sociais e sociedade civil. Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2008.

Downloads

Publicado

2018-12-30

Como Citar

ORRÚ, S. E. Alunos com Síndrome de Asperger: o intérprete de enunciados e o acesso à educação superior. Educação em Perspectiva, Viçosa, MG, v. 9, n. 3, p. 668–693, 2018. DOI: 10.22294/eduper/ppge/ufv.v9i3.999. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/educacaoemperspectiva/article/view/7068. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos