As relações entre os sentidos da atividade de estudo e o pensamento teórico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22294/eduperppgeufv.v11i..8187

Palavras-chave:

Atividade de estudo, Sentidos, Pensamento teórico

Resumo

Neste trabalho nos propomos, a partir do enfoque histórico-cultural, realizar um estudo teórico acerca dos sentidos da atividade de estudo, especialmente nas tarefas escolares propostas pelos professores, no intuito de possibilitar o desenvolvimento do pensamento teórico. No transcurso do texto nos dedicamos a resolver as seguintes questões: O que são os sentidos da atividade de estudo? Eles exercem influência na execução das tarefas pedagógicas? Na busca por respostas trazemos os estudos de Leontiev (1978; 2004), Davidov (1978), Davidov e Slobódchikov (1991)). Evidenciamos que as formas como o professor propõe tarefas são importantes para a formação de motivos para a atividade de estudo, de sentidos e de desenvolvimento do pensamento teórico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael García Cañedo, Universidad Tecnológica de la Habana "José Antonio Echeverría"

Máster en Ciencias en Psicología Educativa, Estudiante de Doctorado en Pedagogía por el Centro de Referencia de Educación Avanzada (CREA) en la Universidad Tecnológica de la Habana José Antonio Echeverría (CUJAE), Profesor Asistente del Departamento de Física de CUJAE.

Eliéte Zanelato, Universidade Federal de Rondônia

Mestre em Educação, Doutoranda em Educação no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu) na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Professora do Departamento de Ciências da Educação (DECED) da Universidade Federal de Rondônia (UNIR).

Sônia da Cunha Urt, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutora em Educação com Pós-doutoramento em Psicologia Educacional, Professora titular aposentada e professora pesquisadora Sênior dos Programas de Pós-Graduação em Educação e em Psicologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Psicologia e Educação (GEPPE).

Referências

ASBAHR, Flávia da Silva Ferreira. “Por que aprender isso, professora?” Sentido pessoal e atividade de estudo na Psicologia Histórico-Cultural. 2011. 220 f. Tese (Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano) – Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Doi: 10.11606/T.47.2011.tde-24032011-094830.

BEATÓN, Guillermo Arias. La Psicología Social y lo histórico cultural. In: COLECTIVO DE AUTORES. Psicodrama en Cuba: experiencias, vivencias, sentido. 1. ed. La Habana: Caminos, 2013.

DAVÍDOV, Vasili Vasilovich; SLOBÓDCHIKOV, Vladimir. La enseñanza que desarrolla en la escuela del desarrollo. In: MÚDRIK, A. B. (ed.). La educación y la enseñanza: una mirada al futuro. Moscú: Progreso, 1991. p.118-144.

DAVIDOV, Vasili Vasilovich. Tipos de generalización en la enseñanza. La Habana, Cuba: Pueblo y Educación, 1978.

DUARTE, Newton. Vigotski e a pedagogia histórico-crítica: a questão do desenvolvimento psíquico. Nuances: estudos sobre Educação, Presidente Prudente, SP, v. 24, n. 1, p. 19-29, jan./abr. 2013. http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v24i1.2150.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. Actividad, Conciencia y Personalidad. Buenos Aires, Argentina: Ciencias del Hombre, 1978.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. Desenvolvimento do Psiquismo. São Paulo: Moraes, 2004.

LIBÂNEO, José Carlos. A didática e a aprendizagem do pensar e do aprender: a Teoria Histórico-cultural da Atividade e a contribuição de Vasili Davydov. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 27, p. 5-24, set./dez. 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782004000300002.

MARTINS, Lígia Márcia. O desenvolvimento do psiquismo e a educação escolar: contribuições à luz da Psicologia Histórico-Cultural e da Pedagogia Histórico-Crítica. Campinas: Autores Associados, 2013.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2011.

SERRA, Diego Jorge González. Los niveles de la motivación: Teoría y evaluación. La Habana, Cuba: Pueblo y Educación, 2017.

Publicado

2020-10-22 — Atualizado em 2020-10-23

Como Citar

García Cañedo, R. ., Zanelato, E., & Urt, S. da C. (2020). As relações entre os sentidos da atividade de estudo e o pensamento teórico. Educação Em Perspectiva, 11(.), e020028. https://doi.org/10.22294/eduperppgeufv.v11i.8187