Práticas de ensino de leitura numa perspectiva metacognitiva

efeitos sobre o comportamento do leitor

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v11i.8627

Palavras-chave:

Leitura, Metacognição, Ensino

Resumo

Este estudo discute uma perspectiva de ensino de leitura ainda pouco difundida na escola pública brasileira: a perspectiva metacognitiva. Embora tal abordagem não seja nova, ela ainda não adentrou à escola de maneira relevante. Assim, perguntamo-nos em que medida a perspectiva metacognitiva pode contribuir com o ensino de leitura na escola. A partir disso, por meio de uma metodologia que mescla a revisão de literatura ao relato de experiência, objetivamos produzir uma breve discussão teórica sobre o tema no intuito de alicerçar o conhecimento do professor de português para, em seguida, apresentar dois Projetos de Intervenção realizados no Ensino Fundamental II: um sobre o ensino de estratégias metacognitivas, outro sobre o ensino de processos inferenciais, apresentando seus desenvolvimentos e conclusões. Ao fim, relatamos os resultados dos projetos, defendendo que o ensino de leitura na abordagem apresentada pode promover autonomia em leitura, empoderando os sujeitos por meio de seu próprio saber.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Clara Maciel de Araújo Ribeiro, Universidade Estadual de Montes Claros

Doutora em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professora do Departamento de Letras e do Programa de Mestrado Profissional em Letras da Universidade Estadual de Montes Claros.

Vanuze Maria Pacheco Cavalcante, Universidade Estadual de Montes Claros

Mestrado Profissional em Letras pela Universidade Estadual de Montes Claros. Professora da Rede Pública Estadual de Minas Gerais.

Cláudia Tatiana Prates Nunes, Universidade Estadual de Montes Claros

Mestrado Profissional em Letras pela Universidade Estadual de Montes Claros. Professora da Rede Pública Estadual de Minas Gerais.

Referências

BRASIL. Brasil no PISA 2015: análises e reflexões sobre o desempenho dos estudantes brasileiros. OCDE - Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. São Paulo: Fundação Santillana, 2016. Disponível em: encurtador.com.br/egJWY. Acesso em: 03 jan. 2016.

BRASIL. Resultados da ANA 2016 por estados e municípios estão disponíveis no Painel Educacional do Inep. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP. Ministério da Educação. Brasília, 2017. Disponível em: encurtador.com.br/szALT. Acesso: 30 out. 2017.

CAVALCANTE, Vanuze Maria Pacheco. Contribuições do ensino de estratégias metacognitivas de leitura no ensino fundamental. 2015. 191 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Universidade Estadual de Montes Claros, Montes Claros, 2015.

CAVALCANTE, Vanuze Maria Pacheco; RIBEIRO, Maria Clara Maciel de Araújo. Leitura: um jogo de estratégias metacognitivas. 1. ed. Montes Claros: Editora Unimontes, 2017.

CROMLEY, Jennifer. Metacognition, Cognitive Strategy Instruction, and Reading in Adult Literacy. In: COMINGS, John; GARNER, Barbara; SMITH, Cristine (ed.). Connecting research, policy, and practice: a project of the National Center for the Study of Adult Learning and Literacy: v. 5. Review of adult learning and literacy. New York: Routledge, 2005. p. 187-220.

DELL’ISOLA, Regina Lúcia Péret. Leitura: inferências e contexto sociocultural. Belo Horizonte: Formato, 2001.

FLAVELL, Jonh Hurley; MILLER, Patricia H.; MILLER, Scott A. Desenvolvimento cognitivo. Tradução de Cláudia Dornelles. 3. ed. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999.

INAF. Indicador de alfabetismo funcional - INAF Brasil 2018: Resultados preliminares. Pesquisa gera conhecimento, o conhecimento transforma. Instituto Paulo Montenegro. Ação Educativa, 2018.

KATO, Mary Aizawa. O aprendizado da leitura. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

KLEIMAN, Angela. Texto e leitor: Aspectos cognitivos da leitura. 15. ed. São Paulo: Pontes, 2013.

KOCH, Ingedore Grunfeld Villaça; TRAVAGLIA, Luiz Carlos. Texto e coerência. 13. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

LEFFA, Vilson. Aspectos da leitura. Porto Alegre: Sagra: DC Luzzatto, 1996.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MARINI, Janete Aparecida da Silva. Metacognição e leitura. Psicologia Escolar e Educacional, Campinas, v. 10, n. 2, p. 343-345, dez. 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-85572006000200019

NUNES, Cláudia Tatiana Prates. Inferências lógico-pragmáticas: uma proposta didática aplicada ao 6º ano do ensino fundamental. 2017. 152 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Universidade Estadual de Montes Claros, Montes Claros, 2017.

RIBEIRO, Maria Clara Maciel de Araújo; NUNES, Cláudia Tatiana Prates. Inferências lógicas e pragmáticas: aspectos teóricos relevantes para a consolidação da habilidade de realizar inferências na educação básica. Caminhos em Linguística Aplicada, Taubaté, v. 18, p. 271-294, 2018.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de Leitura. Tradução de Cláudia Schilling. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Publicado

2020-08-27

Como Citar

Ribeiro, M. C. M. de A., Cavalcante, V. M. P., & Nunes, C. T. P. (2020). Práticas de ensino de leitura numa perspectiva metacognitiva: efeitos sobre o comportamento do leitor. Educação Em Perspectiva, 11(.), e020019. https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v11i.8627