Semana de Arte e Cultura no IFSC Araranguá: experiência em tempos de pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21284/elo.v10i.12275

Palavras-chave:

Arte, Cultura, Evento, Extensão, Pandemia

Resumo

O projeto de extensão intitulado Semana de Arte e Cultura, realizado em 2020 por docentes do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), campus Araranguá, efetuou sua 5ª edição, sendo a primeira experiência do evento em formato virtual devido à pandemia. Este relato descreve as atividades didáticas que compuseram os trabalhos apresentados no evento também nomeado Semana de Arte e Cultura. Da mesma forma, apresentam-se os objetivos, métodos e procedimentos elencados para o desenvolvimento dos trabalhos, especialmente enfatizando as atividades que culminaram na V Semana de Arte e Cultura. Por fim, trazem-se as percepções resultantes da realização do projeto como uma experiência positiva em tempos de pandemia. Apesar das adversidades, consideram-se as atividades exitosas, como alto número de acessos, muito engajamento da comunidade e satisfatório aproveitamento formativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nayara SALBEGO, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Santa Catarina

Professora de Inglês no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), câmpus Araranguá. Doutora em Inglês (UFSC - 2019). Mestra em Inglês (UFSC - 2014); Especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à Educação (UFSM - 2012); TESOL Specialist (Northern Virginia Community College, Woodbridge, VA, USA - 2017); Specialist in TESOL & Teaching Business English (Oxford Seminars, St. John College, New York - 2010); Graduada em Letras Inglês (UFSM - 2008). Dentre os temas de interesse, estão: ensino e aprendizagem de Inglês com recursos digitais, autonomia no ensino e aprendizagem de línguas, intercâmbio virtual para o ensino e aprendizagem de Inglês, educação à distância para o ensino e aprendizagem de línguas, Inglês no ensino médio técnico, Inglês para fins específicos, Inglês na Educação Profissional, Científica e Tecnológica (EPCT), Inglês na Educação de Jovens e Adultos (EJA).

William Moreno BOENAVIDES, Instituto Federal de Santa Catarina

É professor do IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina), campus Araranguá. Doutor em Literatura Brasileira na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, instituição na qual realizou seu mestrado também em Literatura Brasileira (concluído em 2012/2). Ainda nessa instituição, licenciou-se em Letras Português-Espanhol, tendo concluído o curso em 2009/2. Possui especialização em Revisão e produção textual pela UniRitter, concluída em 2014/2. Atua em projetos de pesquisa na área de Literatura Brasileira desde 2006/1, quando cursava o terceiro semestre da graduação. Estuda literatura brasileira do século XIX.

Emerson Cardoso NASCIMENTO, Instituto Federal de Santa Catarina

Mestre em Teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC, 2011), Especialista em Artes (Faculdades Integrada de Jacarepaguá - FIJ/RJ, 2009) e Licenciado em Educação Artística com Habilitação em Artes Cênicas (UDESC, 2005). Possui experiência na área de teatro e arte-educação. Foi professor na Rede Estadual de Educação de Florianópolis (2001-2005) e professor efetivo de artes na Rede Municipal de Educação de Imbituba - SC (2006-2010). Fundou a Cia. Teatral Desmontagem Cênica de Imbituba (Teatro Usina) em 2005 e encerrou sua participação em 2010. Atualmente é professor efetivo, com dedicação exclusiva, no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Santa Cataria (IFSC Câmpus Araranguá), atuando na área de história da arte, teatro e figurino.

Fabiana Santos FERNANDES, Instituto Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Letras -Português/ Inglês - pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (2000). Nesse mesmo ano, concluiu especialização em Língua Portuguesa pela Faculdade Simonsen. Em 2018, concluiu mestrado em Tecnologia de Informação e Comunicação pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é professor do Instituto Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: correção de redações de vestibular, produção textual e TICs. 

Karla Goularte da Silva GRÜNDLER, Instituto Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Letras Português/Inglês pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (2004) com Especialização em Literatura Brasileira e Construção de Texto (2006) pela Faculdade Padre João Bagozzi. Mestrado em Educação pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (2010) e curso de aperfeiçoamento em Inglês na Inglaterra (Liverpool - LILA School-2014). Atualmente é professora do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC/ Araranguá) e atua nas áreas de Língua Portuguesa (Ensino Médio Integrado), Língua Inglesa(Ensino Médio Integrado) e Metodologia Científica no curso técnico em vestuário. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em literatura brasileira, literatura infantil e produção textual.

Referências

BARBOSA, Ana Mae Tavares Bastos. A imagem no ensino da arte. 8 ed. São Paulo: Editora Perspectiva, 2010.

BOSI, Alfredo. Colônia, culto e cultura. In.: Dialética da colonização. 3 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNC C_20dez_site.pdf>. Acesso em: 22 Dez. 2017.

BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Arte. Brasília: MEC/SEF, 2000.

IFSC. Ministério da Educação. Plano de Desenvolvimento Institucional 2020 - 2024.

TODOROV, Tzvetan. A literatura em perigo. Trad. Caio Meira. Rio de Janeiro: Difel, 2009.

Downloads

Publicado

2021-05-17

Como Citar

SALBEGO, N., BOENAVIDES, W. M., NASCIMENTO, E. C., FERNANDES, F. S., & GRÜNDLER, K. G. da S. (2021). Semana de Arte e Cultura no IFSC Araranguá: experiência em tempos de pandemia. Revista ELO – Diálogos Em Extensão, 10. https://doi.org/10.21284/elo.v10i.12275

Edição

Seção

Relatos de Experiência