Implantação e acompanhamento de sistemas agroflorestais no assentamento Sepé Tiarajú/SP

Autores

  • Regina AQparecida Leite de Camargo UNESP
  • Luiz Octavio Ramos Filho Embrapa Meio Ambiente
  • Marcelo Odorizzi de Campos FCAV/UNESP/Jaboticabal
  • Débora Gonçalves FCAV/UNESP/Jaboticabal

DOI:

https://doi.org/10.21284/elo.v7i2.1246

Resumo

Sistemas agroflorestais (SAFs) podem, de modo geral, ser definidos como o plantio conjunto de espécies arbóreas e arbustivas, nativas e exóticas, frutíferas e cultivos anuais numa mesma área, de forma a criar um sistema complexo com grande produção de biomassa e manutenção da fertilidade pelo manejo da matéria orgânica e ciclagem dos nutrientes. No assentamento Sepé Tiarajú foram implantados 35 experiências de SAFs entre os anos 2014 e 2016, através do Projeto Microbacias II, do estado de São Paulo. Essas experiências seguiram um desenho geral que contemplava as exigências do financiador, as preferencias do agricultor e os princípios gerais do consórcio de espécies dentro de um SAF. Atualmente algumas dessas experiências estão sendo mapeadas com o uso da ferramenta AutoCAD, para facilitar seu monitoramento por técnicos e agricultores; ao mesmo tempo em que são elaboradas cartilhas personalizadas com as características e usos das principais espécies que o agricultor tem no seu sistema. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Regina AQparecida Leite de Camargo, UNESP

Departamento de Economia, Administração e educação

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2018-12-26

Como Citar

Camargo, R. A. L. de, Ramos Filho, L. O., de Campos, M. O., & Gonçalves, D. (2018). Implantação e acompanhamento de sistemas agroflorestais no assentamento Sepé Tiarajú/SP. Revista ELO – Diálogos Em Extensão, 7(2). https://doi.org/10.21284/elo.v7i2.1246

Edição

Seção

Artigos