ESTUDO DA SUSTENTABILIDADE EM AGROECOSSISTEMAS ORGÂNICOS NA AMAZÔNIA MATO-GROSSENSE, BRASIL

Autores

  • Inês Caroline de Lima Proença Universidade Federal de Lavras
  • João Aguilar Massaroto Prof. Dr Universidade do Estado de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.21284/elo.v7i2.1257

Resumo

O presente artigo visa inferir as condições do ideal de sustentabilidade em agroecossistemas orgânicos de base familiar no município de Alta Floresta/MT. Foram avaliados os atributos dos agroecossistemas produtivos familiares, por meio da mensuração de 26 indicadores de sustentabilidade em cinco unidades produtivas orgânicas, utilizando como ferramenta a metodologia “MESMIS” (Marco para Avaliação de Sistemas de Manejo de Recursos Naturais Incorporando Indicadores de Sustentabilidade). Verificou-se que a riqueza de espécies manejadas nos agroecossistemas orgânicos familiares amazônicos é um fator chave de sucesso na manutenção da sua resiliência e estabilidade. Por outro lado, notou-se como imprescindível a necessidade de adoção de técnicas agroecológicas, uma vez que estas interferem diretamente na autogestão dos agroecossistemas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Inês Caroline de Lima Proença, Universidade Federal de Lavras

Doutoranda Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia

João Aguilar Massaroto, Prof. Dr Universidade do Estado de Mato Grosso

Campus de Nova Mutum/MT

Downloads

Publicado

2018-12-26

Como Citar

Proença, I. C. de L., & Massaroto, J. A. (2018). ESTUDO DA SUSTENTABILIDADE EM AGROECOSSISTEMAS ORGÂNICOS NA AMAZÔNIA MATO-GROSSENSE, BRASIL. Revista ELO – Diálogos Em Extensão, 7(2). https://doi.org/10.21284/elo.v7i2.1257

Edição

Seção

Artigos