Técnicas de baixo custo para aproveitamento de água de chuva e reúso de água cinza: o início de uma cultura de conservação da água em Rio Paranaíba-MG

Autores

  • Vítor Luís Amorim Fonseca Universidade Federal de Viçosa Campus Rio Paranaíba
  • Rejane Nascentes
  • Lorena Taís Caixeta

DOI:

https://doi.org/10.21284/elo.v7i1.343

Resumo

Devido ao crescimento populacional, há uma pressão, cada vez maior, nos mananciais hídricos e, consequentemente, haverá racionamentos mais frequentes e mais longos. Com isso, existe a necessidade de pesquisar tecnologias que sejam capazes de aliviar a demanda de água dos mananciais, das quais podem ser citadas as fontes alternativas ao abastecimento convencional. São elas, principalmente, o aproveitamento da água de chuva e o reúso de água cinza. Neste aspecto, buscou-se técnicas direcionáveis às residências que não necessitam de custo alto para serem implementadas. Portanto, este projeto, apoiado pela Universidade Federal de Viçosa, através do PIBEX, teve o intuito de pesquisar e, por meio de palestras oferecidas à população, disseminar essas práticas aos moradores de Rio Paranaíba-MG. Com três palestras e 45 pessoas alcançadas, o projeto iniciou uma cultura de conservação da água na cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vítor Luís Amorim Fonseca, Universidade Federal de Viçosa Campus Rio Paranaíba

Graduando em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Viçosa Campus Rio Paranaíba

Rejane Nascentes

Universidade Federal de Viçosa Campus Rio Paranaíba. Professora do Departamento de Engenharia Civil e Coordenadora do Projeto.

Lorena Taís Caixeta

Universidade Federal de Viçosa Campus Rio Paranaíba. Estudante de Graduação em Engenharia Civil e voluntária do projeto.

Downloads

Publicado

2018-09-03

Como Citar

Fonseca, V. L. A., Nascentes, R., & Caixeta, L. T. (2018). Técnicas de baixo custo para aproveitamento de água de chuva e reúso de água cinza: o início de uma cultura de conservação da água em Rio Paranaíba-MG. Revista ELO – Diálogos Em Extensão, 7(1). https://doi.org/10.21284/elo.v7i1.343

Edição

Seção

Artigos