SELEÇÃO DE GENÓTIPOS SUPERIORES DE MILHO PARA CULTIVO NO MUNICÍPIO COUTO DE MAGALHÃES DE MINAS - MG

Amanda Gonçalves Guimarães, Josimar Rodrigues Oliveira, Edelço Aparecida Saraiva, Antônio Júlio Medina da Silva, Leandro Alves Macedo, Roger Augusto Costa, Cíntia Gonçalves Guimarães, Márcia Regina da Costa

Resumo


Objetivo desse trabalho foi determinar as características agronômicas que estão relacionadas com a produtividade de grãos de milhos e selecionar os genótipos superiores para o cultivo em Couto Magalhães de Minas-MG. O experimento foi conduzido na Fazenda Experimental Rio Manso, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, na safra 2017/18. Os materiais genéticos estudados foram seis genótipos de milho crioulo, sendo CR1 e CR2 originados da região de Viçosa-MG; CR3, CR4, CR6 originados da região de Couto Magalhães de Minas-MG e CR5 originado da região de São Gonçalo do Rio Preto-MG, duas variedades de polinização aberta (Cimmyti e Piranão) e duas variedades comerciais (UFVM 200 e AF 505). As características avaliadas foram: prolificidade; número de grãos por fileira; número de fileiras de grãos; comprimento do grão; produtividade de grãos e massa de cem grãos. Apesar da maioria dos caracteres apresentarem altas estimativas de correlação, essas ocorreram por efeitos indiretos de outros caracteres. Os três genótipos de milhos selecionados foram dois crioulos (CR4 e CR6) e a variedade comercial UFVM 200 para serem cultivados na região de Couto Magalhães de Minas-MG.


Palavras-chave


Zea mays L., análise de trilha, índice de seleção, correlação

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, L.; CANSI, E.; JURIATTI, C. Avaliação do rendimento sócio-econômico de variedades crioulas e híbridos comerciais de milho na microrregião de Chapecó. Revista Brasileira de Agroecologia, v.2, n.1, p.1230-1233, 2007.

BALBINOT JÚNIOR, A.A; BACKES, R.L.; ALVES, A.C.; OGLIARI, J.B.; FONSECA, J.A. Contribuição de componentes de rendimento na produtividade de grãos em variedades de polinização aberta de milho. Revista Brasileira de Agrociência, v.11, n. 2, p. 161-166, 2005.

BORÉM, A.; MIRANDA, G.V.; FRITSCHE-NETO, R. Melhoramento de plantas. Viçosa: UFV, 2017. 543p.

CARVALHO, C.G.P.; BORSATO, R.; CRUZ, C.D.; VIANA, J. M. Path analysis under multicollinearity in S0 x S0 maize hybrids. Crop Breeding and Applied Biotechnology, v.1, n.3, p.263-270, 2001.

CLIMATE-DATA. Clima: Couto de Magalhães de Minas - MG. https://pt.climate-data.org/location/176215/. (acessado em 18 Agosto de 2017).

CRUZ, C.D. 2013. Genes: a software package for analysis in experimental statistics and quantitative genetics. Acta Scientiarum Agronomy, v.35, n.3, p. 271-276.

CRUZ, C.D.; REGAZZI, A.J.; CARNEIRO, P.C.S. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético. Viçosa: UFV, 2012. 514p.

GOMES, F.P. Curso de Estatística Experimental. Piracicaba: Degaspari, 2000. 477 p.

Embrapa. Sistema brasileiro de classificação de solos. Brasília: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária 2013. 353p.

FRITSCHE-NETO, R.; VIEIRA, R.A.; SCAPIM, C.A.; MIRANDA, G.V.; REZENDE, L.M. Updating the ranking of the coefficients of variation from maize experiments. Acta Scientiarum. Agronomy, v.34, n.1, p. 99-101, 2012.

HANWAY, J.J. Growth stages of corn (Zea mays L.). Agronomy Journal, Madison, v.55, n.5, p.487-492, 1966.

LOPES, S.J.; STORCK, L.; PERIN DAMO, H.; BRUM, B.; DOS SANTOS, V.J. Relações de causa e efeito em espigas de milho relacionadas aos tipos de híbridos. Ciência Rural, v.37, n.6, p. 1536-1542, 2007.

MIRANDA, G.V.; SOUZA, L.V. DE; SANTOS, I.C. DOS; MENDES, F.F. Resgate de variedades crioulas de milho na região de Viçosa-MG. Revista Brasileira de Agroecologia, v.2, n.1, p. 1-8, 2007.

MOHAMMADI, S.A.; PRASANNA, B.M.; SINGH, N.N. Sequential path model for determining interrelationship among grain yield related characters in maize. Crop Science, v.43, n.5, p.690-1697, 2003.

MULAMBA, N. N.; MOCK, J. J. Improvement of yield potential of the Eto Blanco maize (Zea mays L.) population by breeding for plant traits. Egyptian Journal of Genetics and Cytology, v. 7, p. 40-51, 1978.

NEL, P.C.; SMITH, N.S.H. Growth and development stages in the growing maize plant. Farming in South Africa, p.1-7, 1978.

RAMALHO, M.A.P.; ABREU, A.D.F.; SANTOS, J.D.; NUNES, J.A.R. Aplicações da genética quantitativa no melhoramento de plantas autógamas. Lavras: UFLA, 2012. 522p.

RIBEIRO, C.B.; RAMALHO, M.A.P.; PRADO, P.E.R. Contribuição dos caracteres vegetativos e reprodutivos da planta de milho para a heterose na produção de grãos. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, v.13, n. 1, p. 56, 2014.

SILVEIRA, D.C; BONETTI, L.P.; TRAGNAGO, J.L.; NETO, N.; MONTEIRO, V. Caracterização agromofologica de variedades de milho crioulo (Zea mays L.). Na região noroeste do Rio Grande do Sul. Revista Ciência e Tecnologia, v.1, n.1, p.01-11, 2015.

SOUZA, T.V.; RIBEIRO, C.M.; SCALON, J.D.; GUEDES, F.L. Relações entre componentes de rendimento e características morfológicas de milho. Magistra, v.26, n.4, p. 495-506, 2014.




DOI: https://doi.org/10.21206/rbas.v9i2.7976

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317