EFEITO DA SALINIDADE NA GERMINAÇÃO DE PEPINO

  • Gustavo Teodoro Rocha UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS
  • Guilherme Teodoro Rocha UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS
  • Gabriela Teodoro Rocha UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA https://orcid.org/0000-0001-7313-8922
Palavras-chave: Pepino. Potencial osmótico. Solo salino.

Resumo

Os estudos relacionados com a germinação de sementes submetidas a estresses artificiais têm importância essencial para a ecofisiologia e constituem-se em mecanismos que possibilitam a avaliação dos limites de tolerância e adaptação destas espécies às condições de estresses naturais. O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial germinativo de diferentes cultivares de sementes de pepino submetidos ao estresse salino provocado pelo cloreto de potássio (KCl). O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com quatro repetições contendo cinquenta sementes por repetição, submetidas a germinação, em condições de estresse salino sob cinco níveis (0; -0,2; -0,4; -0,6; -0,8) de potencial osmótico, simulados com soluções de cloreto de potássio (KCL).  As variáveis foram porcentagem de germinação (GERM), índice de velocidade de germinação (IVG) e o tempo médio de germinação (TMG). Se tratando de tolerância ao estresse salino, as cultivares aodai da Topseed® e safira da Sakata® se sobressaíram sobre a cultivar colonião branco. No tratamento controle, (0,0 Mpa) ocorreu o maior percentual de germinação. Conclui-se que a diminuição progressiva do potencial osmótico de KCl é prejudicial as três cultivares de pepino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Teodoro Rocha, UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
ENGENHEIRA FLORESTAL (UEG), MESTRE EM PRODUÇÃO VEGETAL (UEG), DOUTORANDA EM AGRONOMIA (UnB), POSSUI EXPERIÊNCIA EM PROJETOS RELACIONADOS A MELHORAMENTO VEGETAL, VISANDO A ADAPTAÇÃO DE ESPECIES A ESTRESSES ABIÓTICOS NO CERRADO, EFICIÊNCIA NUTRICIONAL DE ESPÉCIES FLORESTAIS, PROPAGAÇÃO VEGETATIVA COM HORMÔNIO E CONTROLE BIOLÓGICO COM BACTÉRIAS ENTOMOPATOGÊNICAS.
Publicado
2019-11-24
Como Citar
Rocha, G. T., Rocha, G. T., & Rocha, G. T. (2019). EFEITO DA SALINIDADE NA GERMINAÇÃO DE PEPINO. Revista Brasileira De Agropecuária Sustentável, 9(3), 42-47. https://doi.org/10.21206/rbas.v9i3.8168
Seção
Artigos