CRESCIMENTO DE MUDAS DE MARACUJAZEIRO EM SUBSTRATO ALTERNATIVO COM FERTILIZANTE DE LIBERAÇÃO CONTROLADA

Palavras-chave: Passiflora edulis, nutrição de plantas, resíduo vegetal

Resumo

Na região norte, principalmente, no Acre, Amazonas e Pará são produzidos diversos resíduos provenientes do processamento de frutas nativas que, na maioria dos locais de beneficiamento, são descartados sem nenhum aproveitamento. Portanto, buscar alternativas de aproveitamento, sobretudo, como substrato para produção de mudas é de grande valia para a sustentabilidade do sistema produtivo. Objetivou-se, neste trabalho, avaliar o crescimento de mudas de maracujazeiro em substrato alternativo com adubo de liberação controlada. O experimento foi conduzido na casa de vegetação da Embrapa Acre. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 5x2, sendo 5 formulações de substrato e 2 doses de adubo (com e sem), com 4 repetições. Os tratamentos foram constituídos da casca de cupuaçu triturada e substrato comercial, puros (100%), e misturados nas proporções 25%, 50% e 75% v/v. Ambos, com e sem o adubo de liberação controlada. Foram avaliadas as variáveis respostas: Porcentagem de germinação, índice de velocidade de emergência, altura de planta, diâmetro do caule, número de folha, massas secas; da parte área, das raízes, total, e relação raiz/parte aérea. Nos tratamentos contendo a mistura dos substratos, bem como, no substrato comercial puro, houve influência significativa (p<0,05) para todas as variáveis analisadas, as quais foram destacadas com a presença do adubo de liberação controlada. O substrato alternativo formado a partir da mistura da casca de cupuaçu triturada com o MECPLANT Florestal nas proporções 25%, 50% e 75%, acrescido do fertilizante de liberação controlada, proporciona elevado crescimento das mudas de maracujazeiro, quando comparado sem a adição do fertilizante.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALEXANDRE, R. S.; JÚNIOR, A. W.; da SILVA NEGREIROS, J. R.; PARIZZOTTO, A.; BRUCKNER, C. H. Germinação de sementes de genótipos de maracujazeiro. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 39, n. 12, p. 1239-1245, 2004.

BARROS, C. M. B.; MÜLLER, M. M. L.; BOTELHO, R. V.; MICHALOVICZ, L.; VICENSI, M.; NASCIMENTO, R. Substratos com compostos de adubos verdes e biofertilizante via foliar na formação de mudas de maracujazeiro-amarelo. Magistra, Cruz das Almas, v. 26, n. 4, p. 482-492, 2013.

CARVALHO, N. M. de; NAKAGAWA, J. Sementes: Ciência, tecnologia e produção. 5.ed. FUNEP, Jaboticabal, Brasil, 590p. 2012.

CAVATTE, P. C.; MARTINS, S. C. V.; MORAIS, L. E.; SILVA, P. E. M.; SOUZA, L. T. A fisiologia dos estresses abióticos. Melhoramento de plantas para condições de estresses abióticos. Suprema, Visconde do Rio Branco, p. 39-79, 2011.

COCHRAN, W. G. The distribution of the largest of a set of estimated variances as a fraction of their total. Annals of Eugenics, Medford, v. 22, n. 11, p. 47-52, 1941.

COSTA, E.; dos SANTOS, L. C. R.; de CARVALHO, C.; LEAL, P. A. M.; do AMARAL, G. V. Volumes de substratos comerciais, solo e composto orgânico afetando a formação de mudas de maracujazeiro-amarelo em diferentes ambientes de cultivo. Revista Ceres, Viçosa, MG, v. 58, n. 2, p. 216-222, 2015.

DINALLI, R. P.; CASTILHO, R. M. M. DE; GAZOLA, R. N. Utilização de adubos de liberação controlada na produção de mudas de Vigna radiata L. Revista Científica Eletrônica de Agronomia, Garça, v. 21, n.1, p. 10-15, 2012.

ELLI, E. F.; CANTARELLI, E. B.; CARON, B. O.; MONTEIRO, G. C.; PAVAN, M. A.; PEDRASSANI, M.; ELOY, E. Osmocote® no desenvolvimento e comportamento fisiológico de mudas de pitangueira. Comunicata Scientiae, Bom Jesus, PI, v. 4, n. 4, p. 377, 2013.

FILHO, G. C. N.; RONCATTO, G.; RUGGIERO, C.; OLIVEIRA, J. C.; MALHEIROS, E. B. estudo da enxertia hipocotiledonar do maracujazeiro-amarelo sobre dois portaenxertos, através de microscopia eletrônica de varredura. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 32, n. 2, p. 647-652, 2010.

GUERRA, M. S.; BARBOSA, M. S.; COSTA, E.; VIEIRA, G. H. C. Recipiente biodegradável e substratos para mudas de maracujazeiro. Revista de Agricultura Neotropical, Cassilândia, v. 4, n. 3, p. 50-54, 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Produção Agrícola Municipal. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/tabela/5457#resultado. Acesso em: 15 junho de 2019.

KATO, D. S.; da SILVA, C. M.; HIGUCHI, M. T.; BAUCHROWITZ, I. M.; dos SANTOS NETO, J.; SHIMIZU, G. D.; de OLIVEIRA, A. F. Produção de mudas de maracujá amarelo submetidas a doses crescentes de adubação de liberação controlada. Revista Terra & Cultura, Londrina, v. 34, n. especial, p. 310-320, 2018.

KIEHL, E. J. Manual de compostagem: Maturação e qualidade do composto. 4. ed. Piracicaba: E. J. Kiehl, 2004. 173p.

MAGUIRE, J. D. Speed of germination aid in selection and evaluation for emergence and vigour. Crop Science, Madison, v. 2, n. 2, p. 176-177, 1962.

MALAVOLTA, E. Manual de nutrição mineral de plantas. São Paulo, Ceres, 2006. 638 p.

MARANA, J. P.; MIGLIORANZA, E.; de PÁDUA FONSECA, E.; HIROSHI KAINUMA, R. Índices de qualidade e crescimento de mudas de café produzidas em tubetes. Ciência Rural, Santa Maria, RS, v. 38, n. 1, p. 39-45, 2008.

MENDONÇA, V.; ARRUDA, A. N.; ABREU, H. A. S.; TEIXEIRA, G. A.; HAFLE, O. M. Diferentes ambientes e Osmocote® na produção de mudas de tamarindeiro (Tamarindus indica). Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v.32, n.2, p.391-397, 2008.

MENDONÇA, V.; TOSTA, M. S.; MACHADO, J. R.; GOULART JUNIOR, S. A. R.; TOSTA, J. S.; BISCARO, G. A. Fertilizante de liberação controlada na formação de mudas de maracujazeiro amarelo. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31, n. 2, p. 344-348, 2007.

PIRES, A. A.; MONNERAT, P. H.; MARCIANO, C. R.; PINHO, L. G. R.; ZAMPIROLLI, P. D.; ROSA, R. C. C.; MUNIZ, R. A. Efeito da adubação alternativa do maracujazeiro-amarelo nas características químicas e físicas do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 32, n. 5, p. 1997-2005, 2008.

RUFTY, T. W.; MACKOWN, C. T.; VOLK, R. J. Alteration in nitrogen assimilation and partitioning in nitrogen stressed plants. Physiologia Plantarum, v. 79, n. 1, p. 85- 95, 1990.

SCALON, Q. S. D. P.; MUSSURY, M. R.; RIGONI, R. M.; FILHO, S. H. Crescimento inicial de mudas de Bombacopsis glabra (Pasq.) A. Robyns sob condição de sombreamento. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 27, n. 6, p. 753-758, 2003.

SHAPIRO, S. S.; WILK, M. B. An analysis of variance test for normality (complete samples). Biometrika, Oxford, v. 52, n 3/4, p. 591-611, 1965.

SOUSA, A. G. DE O.; FERNANDES, D. C.; ALVES, A. M.; FREITAS, J. B.; NAVES, M. M. V. Nutritional quality and protein value of exotic almonds and nut from the Brazilian Savanna compared to peanut. Food Research International, Barking, v. 44, n. 7, p. 2319 -2325, 2011.

SOUTO, A. G. L.; CREMASCO, J. P. G.; MAITAN, M. Q.; AZEVEDO, J. L. F.; RIBEIRO, M. R.; SANTOS, C. E. M. Seed germination and vigor of passion fruit hybrids. Comunicata Scientiae, Bom Jesus, PI, v. 8, n. 1, p. 134-138, 2017.

TUKEY, J. W. Comparing individual means in the analysis of variance. Biometrics, Alexandria, v. 5, n. 2, p. 99-114, 1949.

ZHU, J.; BROWN, K. M.; LYNCH, J. P. Root cortical aerenchyma improves the drought tolerance of maize (Zea mays L.). Plant, cell and Environment, v. 33. n. 5, p. 740-749, 2010.

Publicado
2019-12-31
Como Citar
Mendes, R. F., de Araújo, J. C., Andrade Neto, R. de C., de Araújo, J. M., & Guilherme, J. P. M. (2019). CRESCIMENTO DE MUDAS DE MARACUJAZEIRO EM SUBSTRATO ALTERNATIVO COM FERTILIZANTE DE LIBERAÇÃO CONTROLADA. Revista Brasileira De Agropecuária Sustentável, 9(04), 34-40. https://doi.org/10.21206/rbas.v9i04.8558