UMA ANÁLISE ESPACIAL SOBRE A SAÚDE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS EM 2010

Autores

  • MARCIO MARCONATO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ (UEM)
  • ODIRLEI FERNANDO DAL MORO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL (UFMS)
  • JOSE LUIZ PARRE UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ (UEM)
  • JACKELLINE FRAVO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ (UEM)

DOI:

https://doi.org/10.25070/rea.v18i1.7926

Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar as condições de saúde básica nos municípios brasileiros no ano de 2010 e verificar sua relação com as variáveis renda per capita, gasto per capita com saúde, educação e infraestrutura domiciliar. A metodologia utilizada foi a Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE) e os modelos econométricos espaciais.  Os resultados apontaram auto correlação espacial positiva do indicador de saúde nos municípios brasileiros, a análise local revelou que os clusters com elevado indicador estão situados nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, as aglomerações com baixo índice estão no Norte e Nordeste. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

MARCIO MARCONATO, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ (UEM)

DOUTORANDO EM TEORIA ECONÔMICA PELA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ (UEM) E PROFESSOR DA UNICESUMAR

ODIRLEI FERNANDO DAL MORO, UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL (UFMS)

PROFESSOR ADJUNTO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UFMS - CAMPUS DE PARANAIBA -

JOSE LUIZ PARRE, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ (UEM)

Doutor em economia pela Escola Superior de Agricultura Luiz Queiroz (ESALQ) e professor da Universidade Estadual de Maringá (UEM) – E-mail: jlparre@uem.com. Bolsista Produtividade em Pesquisa-CNPq.

JACKELLINE FRAVO, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ (UEM)

Doutoranda em Teoria Econômica pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) – E-mail: jacke.favro@gmail.com.

Referências

ALMEIDA, E. Econometria espacial aplicada. Alínea: Campinas, 2012.
ALMEIDA, E. S.; PEROBELLI, F. S.; FERREIRA, P. G. C. Existe convergência espacial da produtividade agrícola no Brasil? Revista de Economia e Sociedade Rural, Rio de Janeiro, v. 46, n. 1, p. 31-52, jan../mar. 2008.
ANSELIN, L. Spacial econometrics: methods and models. London: Kluwer Academic, 1988.
ANSELIN, L. Local indicators of spatial association (LISA). Geographical Analysis, v. 27, n. 2, p. 93-115, 1995.
ANSELIN, L. SYABRI, I.; SMIRNOV, O. Visualizing multivariate spatial correlation with dynamically linked windows. Computing Science an Statistics: University of Illinois, p. 1-20, 2003.
BIELSCHOWSKY, R. Pensamento econômico brasileiro: o ciclo ideológico do desenvolvimentismo. 5º edição. Rio de Janeiro: Contraponto, 2004.
CAVALCANTE, P. A Implementação Municipal das Políticas Sociais: Uma Análise Espacial. Planejamento e Políticas Públicas, n. 42, 2014.
CAVALCANTE, A. A.; SILVA, R. G.; ALMEIDA, E. S.; CAVALCANTI, F. C. S. Análise da convergência do Índice de Desenvolvimento Humano na Amazônia Sul-Ocidental no período de 1991 a 2000. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, Taubaté, v. 6, n.3, p. 214-238, 2010.
COSTA, A. M. B., SILVA, F. M., GOMES, C., CUELLAR, M. Z., ALMEIDA, S.A.S., AMORIN, R. F., CARVALHO, M.J.M. Comportamento espacial do índice de desenvolvimento humano no Rio Grande do Norte com o uso do programa TerraView (desenvolvido pelo INPE). In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 13., 2007, Florianópolis. Anais... Florianópolis: Centro de Convenções de Florianópolis, 2007, p. 5159-5166.
DAHLGREN, G.; WHITEHEAD, M. Policies and strategies to promote social equity in health. Stockholm: Institute for Futures Studies, 1991.
DIAS, C. A estratégia do planejamento nacional. Desafios do desenvolvimento, Brasília, ano 8, n. 69, p. 58-64, (Ed. esp.) 2011.
FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO RIO DE JANEIRO. Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal – Saúde. Disponível em: <http://www.firjan.com.br/ifdm/>. Acesso em: 29 out. 2016.
FLORAX, R. J. G. M., FOLMER, H., REY, S. J. Specification searches in spatial econometrics: The relevance of Hendry’s methodology. Regional Sciense and Urban Economics. v. 33, n. 5, p. 557-579, 2003.
FREITAS, M. V.; CABRAL, J.A. Análise de convergência local dos gastos municipais em saúde: 2003-2008. RDE. Revista de Desenvolvimento Econômico, v. 13, p. 115/24-127, 2011.
GOLGHER, A. B. Introdução à econometria espacial. Jundiaí: Paco Editorial, 2015.
GOMES, B. S. M.; BASTOS, S. Q. A.; FERES, F. L. C. Espaços Urbanos Saudáveis e os Determinantes Sociais da Saúde. In: XI ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA A SAÚDE, DESENVOLVIMENTO E TERRITÓRIO & VI CONGRESSO DE ECONOMIA DA SAÚDE DA AMÉRICA LATINA E CARIBE, 2014, São Paulo (SP). Anais XI Encontro Nacional de Economia, Desenvolvimento e Território (ABRES). São Paulo: ABRES, 2014.
LEITE, P. S. Novo enfoque do desenvolvimento econômico e as teorias convencionais. Fortaleza: Imprensa Universitária, 1983.
LIMA, V. M. A.; CALDARELLI, C. E.; CAMARA, M. R. G. Análise do desenvolvimento municipal paranaense: uma abordagem espacial para a década de 2000. Revista Economia e Desenvolvimento, Santa Maria, vol. 26, n. 1, p. 1-19, 2014.
LINS, J. G. M. G.; LOURES, A. R.; LOMBARDI-FILHO, S. C.; SILVA, M. V. B. Análise espacial da evolução do índice de desenvolvimento humano nos municípios da região Nordeste. Revista Economia e Desenvolvimento, Recife, v. 14, p. 81-96, 2015.
LOPES, L. S.; TOYOSHIMA, S. H.; GOMES, A. P. Determinantes Sociais da Saúde em Minas Gerais: uma Abordagem Empírica. Documentos técnico-científicos. Volume 41, Nº 01, Janeiro – Março, 2010
LORENA, R. B.; BERGAMASCHI, R. B.; LEITE, G. R. Análise exploratória espacial do Índice de Desenvolvimento Humano municipal do estado do Espírito Santo. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 15., 2011, Curitiba. Anais... São José dos campos: INPE, 2011. p. 4776-4782.
MACEDO, M. A. S.; CRUZ, C. F. C.; FERREIRA, A. C. S. índice de desenvolvimento sustentável: uma análise apoiada em DEA para os municípios do estado do Rio de Janeiro. Gestão & Regionalidade, São Caetano do Sul. vol. 27, n. 81, p. 19-31, 2011.
MEDEIROS, C. N.; PINHO NETO, V. R. Análise espacial da extrema pobreza no estado do Ceará. In: ENCONTRO DE ECONOMIA DO CEARÁ, 7., 2011, Fortaleza. Anais... Fortaleza: IPECE, 2011.
MENDES, C. C.; TEIXEIRA, J. R. Desenvolvimento econômico brasileiro: uma releitura das contribuições de Celso Furtado. Brasília: UNB, 12 ago. 2004. 19 p. (Texto para discussão, n. 320).
MELO, C. O. Índice relativo de desenvolvimento econômico e social dos municípios da região Sudoeste paranaense. Revista Análise Econômica, Porto Alegre, ano 25, n. 47, p. 149-164, 2007.
MELO, C. O.; PARRÉ, J. L. Índice de desenvolvimento rural dos municípios paranaenses: determinantes e hierarquização. Revista de Economia e Sociologia Rural, Rio de Janeiro, v. 45, n. 02, p. 329-365, 2007.
MINISTÉRIO DA SAÚDE. Introdução à estatística espacial para a saúde pública. Brasília, DF, 2007. 120 p.
PACE, R. K.; ZHU, S. Separable spatial modeling of spillovers and disturbances. Journal of Geographical Systems, v. 14, n. 1, p. 75-90, 2012.
PIMENTEL, E. A.; HADDAD, E. A. Análise da distribuição espacial da renda no estado de Minas Gerais: uma abordagem setorial. São Paulo: NEREUS, 2004. 26 p. (Texto para discussão n.2).
PIRAS, G.; LOZANO-GRACIA, N. Spatial J-test: some Monte Carlo evidence. Statistics and Computing 22, p. 169–183, 2012.
PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO. Atlas Brasil 2013. Disponível em: <http://www.pnud.org.br/atlas>. Acesso em: 29 out. 2016.
REDE INTERAGENCIAL DE INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE (RIPSA). Indicadores básicos para a saúde no Brasil: conceitos e aplicações. Rede Interagencial de Informação para a Saúde - RIPSA. 2. ed. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2008. 349 p.
RODRIGUES, C. G; SIMÕES, R. F; AMARAL, P. V. Distribuição da rede de oferta de serviços de saúde na região norte: uma análise espacial multivariada. Texto para Discussão 308. Cedeplar, Universidade Federal de Minas Gerais, 2007.
SABATER, L. A.; TUR, A. A.; AZORÍN, J. M. N. Análise Exploratória dos Dados Espaciais (AEDE). In: COSTA, J. S.; DENTINHO, T. P.; NIJKAMP, P. Compêndio de Economia Regional: métodos e técnicas de análise regional. Vol. 2. Principia, p. 237-298, 2011.
SANDRONI, P. H. Novíssimo dicionário de economia. São Paulo: Best Seller, 1999.
SHIKIDA, P. F. A. Crimes violentos e desenvolvimento socioeconômico: um estudo para o Estado do Paraná. In: MEETING OF THE LATIN AMERICAN AND CARIBBEAN LAW AND ECONOMICS ASSOCIATION (ALACDE), 13., 2009. Anais eletrônicos... Barcelona, Espanha: Universitat Pompeu Fabra, 2009. Disponível em: <http://repositories.cdlib.org/bple/alacde/052709-1>. Acesso em: 13 set. 2015.
SOUZA, N. de J. Desenvolvimento econômico. Revista de Economia Política, v. 14, n. 2, p. 54, 1994.
TEIXEIRA, L. C.; FARIAS, E. R.; GONÇALVES, M. A.; NOGUEIRA, L. S. Fatores Determinantes da qualidade da saúde nos municípios de Minas Gerais. In: XVII CONGRESSO NACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE, 2016. Anais... RIO DE JANEIRO, RJ.
XERXENEVSKY, L. L.; FOCHEZATTO, A. Índice Relativo de Desenvolvimento Socioeconômico dos Municípios do Litoral do Rio Grande do Sul: uma Aplicação da Análise Fatorial. In: ENCONTRO DE ECONOMIA DA REGIÃO SUL (ANPECSUL), 14., 2011. Anais... Florianópolis: UFSC, 2011.

Downloads

Publicado

2020-10-22

Como Citar

MARCONATO, M., DAL MORO, O. F., PARRE, J. L., & FRAVO, J. (2020). UMA ANÁLISE ESPACIAL SOBRE A SAÚDE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS EM 2010. Revista De Economia E Agronegócio, 18(1), 1-26. https://doi.org/10.25070/rea.v18i1.7926

Edição

Seção

Artigos