ANÁLISE DE FATORES ERGONÔMICOS DO AMBIENTE DE TRABALHO NAS ATIVIDADES DE PODA DE ÁRVORES NO DISTRITO FEDERAL

  • Nilton César Fiedler
  • Fabrício Coelho
  • Luciano José Minetti
Palavras-chave: avaliação ergonômica, fatores ambientais arborização urbana

Resumo

Esta pesquisa foi realizada durante as atividades de poda de árvores na arborização urbana no Distrito Federal, durante o período de agosto a dezembro de 2003. Teve como objetivo geral analisar os fatores ergonômicos do ambiente de trabalho, tais como condições climáticas, os níveis de ruído e a iluminação. As condições climáticas foram medidas com o IBUTG. O nível de ruído foi avaliado, utilizando-se um decibelímetro colocado ao nível do ouvido do trabalhador, conforme preceitua a NR 15. A iluminância foi medida com um luxímetro a 0,75 m do solo, conforme a NBR 5413/92. O IBUTG não estava de acordo com a Norma Regulamentadora n° 15, no período das 12 às 15 horas, apresentando o valor máximo de 27°C às 13 horas. Os maiores níveis de ruído foram encontrados nas fases de corte e traçamento com média de 101,5 dB (A). A Iluminância estava de acordo com a NBR 5413/92, que estabelece níveis mínimos entre 200 e 500 LUX. Os níveis variaram de 362 a 969 Lux.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2008-09-25
Como Citar
Fiedler, N. C., Coelho, F., & Minetti, L. J. (2008). ANÁLISE DE FATORES ERGONÔMICOS DO AMBIENTE DE TRABALHO NAS ATIVIDADES DE PODA DE ÁRVORES NO DISTRITO FEDERAL. REVISTA ENGENHARIA NA AGRICULTURA - REVENG, 16(2). https://doi.org/10.13083/reveng.v16i2.16
Seção
.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##