EFEITO DO SISTEMA DE CRIAÇÃO E DO AMBIENTE SOBRE A QUALIDADE DE OVOS DE POEDEIRAS COMERCIAIS

Nerandi Luiz Camerini, Daniele Lopes de Oliveira, Rafael Costa Silva, José Wallace BArbosa Nascimento, Dermeval Araujo Furtado

Resumo


Este estudo foi realizado com o objetivo de avaliar os efeitos de dois sistemas de criação (gaiola enriquecida e sistema alternativo) na qualidade de ovos de aves poedeiras e a influência de três condições ambientais. O experimento foi conduzido durante três períodos experimentais de 28 dias. Foram utilizadas 36 aves da linhagem Dekalb White em cada sistema de criação com 27 semanas de idade, respectivamente. Avaliou-se a qualidade dos ovos produzidos em um delineamento inteiramente casualizado 2x6 (dois sistemas de criação e seis repetições) com temperaturas de 20 ºC, 26 ºC e 32 ºC e umidade relativa de 60% em ambiente controlado. Para a análise da qualidade dos ovos foram avaliados o peso dos ovos, a unidade de haugh, a gravidade específica, pH da clara e da gema. Não foram observadas grandes diferenças na qualidade dos ovos entre os sistema de criação, exceto no pH da gema e da clara. Conclui-se que o sistema de criação em gaiola enriquecida e no sistema alternativo não apresentou grandes diferenças quanto á qualidade dos ovos combinadas com as condições ambientais.

Palavras-chave


peso do ovo, gravidade específica, unidade haugh, pH da gema e pH da clara

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13083/reveng.v21i4.357

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Licença Creative Commons

Revista Engenharia na Agricultura / Engineering in Agriculture | Viçosa, MG, ISSN 2175-6813