NOTA TÉCNICA: EFICIÊNCIA DAS MACRÓFITAS EICHHORNIA CRASSIPES (MART .) SOLMS. (AGUAPÉ) E PISTIA STRATIOTES L. (ALFACE D’ ÁGUA), CULTIVADAS EM DIFERENTES MATERIAIS NO TRATAMENTO DE EFLUENTE SANITÁRIO BRUTO

  • Janaína Borges de Azevedo França
  • Itamar Rosa Teixeira
  • Anamaria Achtschin Ferreira
  • Sebastião Avelino Neto
Palavras-chave: contaminação, tratamento alternativo, polietileno, amianto

Resumo

Neste trabalho visou-se avaliar a eficiência das macrófitas aquáticas Eichhornia crassipes (aguapé) e Pistia stratiotes (alface d’ água) no tratamento de efluente doméstico bruto, em tempos de detenção hidraúlico (TDH) variados (0, 7, 14, 21 e 28 dias), cultivadas em caixas de amianto e polietileno. Foram testados quatro tratamentos EA (E. crassipes e caixa de amianto), EP (E. crassipes e caixa de polietileno), PA (P. stratiotes e caixa de amianto e PP (P. stratiotes e caixa de polietileno), com seis repetições. Dentre os tratamentos testados foi possível verificar que E. crassipes é mais eficiente na remoção de DBO e DQO: houve remoção de 28,45% de DQO (EA), 53,37% de remoção de DBO (EP). Para a remoção de SDT não houve diferença significativa entre as macrófitas e o material das caixas em estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-12-27
Como Citar
Borges de Azevedo França, J., Rosa Teixeira, I., Achtschin Ferreira, A., & Avelino Neto, S. (2012). NOTA TÉCNICA: EFICIÊNCIA DAS MACRÓFITAS EICHHORNIA CRASSIPES (MART .) SOLMS. (AGUAPÉ) E PISTIA STRATIOTES L. (ALFACE D’ ÁGUA), CULTIVADAS EM DIFERENTES MATERIAIS NO TRATAMENTO DE EFLUENTE SANITÁRIO BRUTO. REVISTA ENGENHARIA NA AGRICULTURA - REVENG, 20(6), 554-563. https://doi.org/10.13083/reveng.v20i6.374
Seção
Recursos Hídricos e Ambientais