USO DO ÍNDICE S NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FÍSICO-HÍDRICA DE SOLOS DO CERRADO MATOGROSSENSE

Debora Curado Jardini, Ricardo Santos Silva Amorim

Resumo


A qualidade físico-hídrica do solo influencia o potencial de uso, a produtividade e a sustentabilidade dos agroecossistemas, sendo seu estudo necessário para fornecer informações sobre o manejo do solo e assegurar a tomada de decisões para uma melhor utilização desse recurso. Para avaliar a qualidade físico-hídrica dos solos tem sido proposto o “índice S”, baseado no ponto de inflexão da curva de retenção da água no solo. Objetivou-se com esse trabalho avaliar a qualidade físico-hídrica de solos do cerrado matogrossense submetidos a diferentes usos e manejo do solo. Para a realização do estudo foram coletadas amostras deformadas e indeformadas em 10 localidades da região Centro Sul do estado de Mato Grosso, contemplando quatro classes texturais e cinco classes de solos. Essas amostras foram utilizadas para elaboração da curva de retenção de água e demais atributos físico-hídricos e Carbono dos solos estudados. O índice S foi estimado a partir da curva de retenção de água, coincidindo com o valor de sua inclinação no ponto de inflexão. O índice S mostrou variação entre os sistemas de uso do solo e foi sempre superior ao valor considerado limite para a boa qualidade física do solo. Houve alta correlação entre o índice S com os atributos físico-hídricos analisados, mostrando ser esta uma boa ferramenta a ser utilizada no diagnóstico da qualidade estrutural do solo.

Palavras-chave


índice de qualidade do solo, estrutura, uso e manejo do solo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13083/reveng.v25i2.728

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017

Licença Creative Commons

Revista Engenharia na Agricultura / Engineering in Agriculture | Viçosa, MG, ISSN 2175-6813